Os 7 pecados na quarentena – Capitais ou não.

Pecado na quarentena? Como é possível pecar preso dentro de casa, perguntaria você. Ora ora amiguinha, até parece que você não vive nessa a cultura judaico cristã onde a culpa parece ser tão presente quanto o ar que respiramos.

Para que haja culpa é preciso que haja também algum tipo de julgamento, de certo e errado, de fora pra dentro, de dentro pra fora, tanto faz. E é por isso que pecados ainda hoje fazem sucesso na vida de muita gente e baliza tantas outras para o bem e para o mal.

Se você leu o texto sobre os Sete Pecados para uma Dominique, já sabe que eu acho que de verdade só existe um único pecado que é fazer mal ao outro conscientemente até porque se você fizer sem querer não pode ser pecado.

Ihhh, nesses dias de confinamento, o número de pecados deve ter despencado – diria você.

Ledo engano minha querida Dominique. Ledo engano.

Os pecados do COVID mudaram a forma e provavelmente a intensidade. O pecado que era bobinho antes passou a ser o maior de seus pecados na quarentena, e vice versa.

Agora o que muda nos pecados quando você está sozinha dentro de casa, presa numa quarentena?

Vamos pensar juntas? SE o ócio é a oficina do diabo..

1. A Gula

7 pecados na quarentena

A gula é “O” pecado dessa quarentena e Rita Lobo é a musa do confinamento. A ida ao supermercado passou a ser o único divertimento possível, então encher a despensa virou uma necessidade atávica. Qualquer hora vai cair o pé da geladeira.

O ócio glutão é a oficina do diabo e do carboidrato

2. A Preguiça.

7 pecados na quarentena

Talvez mais proeminente que a gula seja a preguiça. Afinal, todos os dias são domingo. Então como dizia meu filho quando era pequeno pra que pentear o cabelo se vai despentear de novo? Para que colocar roupa se não vou sair de casa?

O ócio preguiçoso é a oficina do diabo e de membros não depilados

3. Ira

Que atire a primeira pedra quem não ficou com raiva de alguém nessa quarentena. Raiva de quem trouxe o vírus. De quem desobedece o confinamento. De quem pensa diferente. Nada muito digno, mas estamos falando de pecado oras bolas…

O ócio irado é a oficina do diabo e dos politizados.

4. A Luxuria

Luxuria é vc ter comprado 5 litros de álcool gel só para você. Ou seria isso avareza? De verdade, dizem que o mercado online de pornografia foi o que mais cresceu durante a pandemia. Dá pra entender, né? Gente, entender como pecado.

O ócio luxuriante é a oficina do diabo e a desgraça dos amantes casados.

5. Avareza

A quarentena despertou nosso lado avaro e mesquinho quando saímos para comprar e estocar remédios que não precisamos, just in case. Não adianta postar foto no insta fazendo máscaras se vc tem no armário 20 caixas daquele remédio que achavam que curava o Corona. Aliás, jogou dinheiro no lixo.

O ócio avaro é a oficina do diabo e do desalmado.

6. Inveja

Você reparou que a Rita Lobo ainda não engordou? Inveja número 1.

Mas acho sinceramente que esse é dos pecados mais apaziguados durante essa quarentena. Todo mundo sabe que o coleguinha está em casa fazendo absolutamente nada tal e qual. E quem vai pra rua é pq TEM que trabalhar. Então o invejoso está em paz.

A não ser os invejosos raiz, aqueles písicos, sabe? Ahhh, esses imaginam que até mesmo dentro de casa alguém possa estar fazendo coisas mais legais que ele. E quer saber? Pode mesmo, tá?

O ócio invejoso é a oficina do diabo e do instagram do recalcado.

7. A Soberba

Você viu o que tem de gente fazendo live dando palestra? Vc sabia que tinha tanta gente sabida e com opinião nesse mundo? Afffff.. Mas esses ainda são mortais.

Ruim mesmo são aqueles que têm certezas. Eles SABEM como será o mundo pós pandemia. Eles SABEM que é melhor fazer o isolamento. Eles TEM CERTEZA que o isolamento não é necessário. Eles simplesmente SABEM. Num mundo onde a única coisa que sabemos é que não temos conhecimento nenhum e tudo está sendo aprendido. Esse pecado é o maior de todos em tempos de pandemia.

E para essas pessoas eu digo que o ócio soberbo é a oficina do diabo. Ponto final.

Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

6 Comentários
  1. Muito bom e concordo com todos. Coincidência, fiz esta semana, um curso desses gratuitos, do Luiz F Pondé – Pecados, uma anatomia da Alma.

  2. GENIAL, Eliane! Gosto muito da sua espirituosidade, ri muito com cada descrição! A Gula, a Preguiça, a Avareza e a Inveja foram descritas de maneira hilária e, principalmente, muito verdadeira! Mas a Soberba, minha gente, terminou o texto com “chave de ouro”! Já repararam como aparecem pessoas, de todos os cantos, que SABEM de tudo. Eu não sei de nada!!!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.