Tag: Amadurecimento

Escolhas do passado interferem no seu presente. Dá tempo de escolher melhor

Você já pensou nas escolhas que fez até agora?

A maturidade financeira nem sempre acompanha a maturidade cronológica. Mulheres, com mais de cinquenta anos, se percebem com recursos financeiros restritos, instabilidade e problemas em administrar suas finanças nessa fase da vida. Muitas Dominiques podem ter criado a expectativa de que na idade em que estão já estariam financeiramente estáveis, resolvidas e equilibradas.

E isso nem sempre acontece, em função de vários fatores e mudanças. Há mulheres que decidem ter uma nova atividade de trabalho que pode demandar tempo para gerar renda e estabilizar.  Há mulheres que se divorciam e tem o padrão de vida alterado. Outras que precisam encerrar o seu negócio próprio pelo pouco rendimento que os mesmos tem gerado, entre outras situações.

É preciso considerar a realidade atual, as dificuldades e instabilidades socioeconômicas do nosso país, diante de tantas mudanças que estamos atravessando. Muitas pessoas que tem o próprio negócio podem ser prejudicadas em dias de jogos da Copa do Mundo, por exemplo. Ou em dias de greve, nos quais os seus funcionários não comparecem. Enfim, há influências externas importantes que geram insegurança.  Mas não podem ser a única justificativa para os problemas financeiros. Há componentes internos que devem ser analisados também. As dificuldades em pagar contas e administrar o dinheiro podem causar ansiedade, depressão e sentimentos negativos já que tais dificuldades podem ser interpretadas como fracasso e incapacidade.

O dinheiro em si é um instrumento de troca e interação e cada um lhe atribuirá um significado de acordo com seus próprios valores. Esse significado está ligado à história de vida, à forma como nossos pais usavam e nos ensinaram a usar o dinheiro, ao significado que o dinheiro adquiriu para o indivíduo, às dificuldades e aos momentos de fartura de outras épocas. Muitas crenças são inconscientes e influenciam nosso modo de viver. Considerar o dinheiro um problema ou carregar culpa por ter mais dinheiro do que as outras pessoas são noções distorcidas que podem sabotar o ganho financeiro e a administração desse ganho.

Torna-se imprescindível pensar sobre o panorama financeiro de nossas vidas e ampliar a compreensão de como lidamos com o dinheiro. Como são meus gastos? Como conduzo minha vida financeira? Quais são minhas prioridades? O que preciso mudar ou ajustar nessa área? É sempre proveitoso analisar situações que vivemos para que possamos promover mudanças. Os problemas afetivos podem levar a pessoa a buscar compensações no consumo excessivo. Na satisfação em ter algo que evite o contato com uma situação emocionalmente dolorosa. A crise financeira pode ser a consequência, e não a causa do problema.

Preciosos insights surgem quando nos propomos a enfrentar dificuldades e repensar atitudes. A situação financeira sofre a influência direta da nossa saúde emocional. Nossas emoções guiam nossas ações e também o uso do dinheiro, consequentemente. Criar um equilíbrio entre essas duas áreas da vida prepara a pessoa para enfrentar adversidades que podem surgir. Não podemos controlar os imprevistos da vida, mas podemos fazer exercícios constantes de análise e conscientização que aumentam nossa resiliência e nos fazem acreditar no nosso próprio potencial em superar problemas.

A vida não tem um script, uma regra incondicional. Sempre há tempo e motivo para um refazimento de projetos, desde que a pessoa se permita pensar novos caminhos e comportamentos. O ponto de partida é a consciência de si e a busca de um estilo de vida feliz, financeiramente equilibrado!

Leia Também:

5 motivos que atrapalham nossa estabilidade financeira

Os desafios da recolocação no mercado de trabalho para Dominiques

 

Alcione Aparecida Messa
Alcione Aparecida Messa

Psicóloga, Professora Universitária e Mediadora de Conflitos. Doutora em Ciências. Curiosa desde sempre, interessada na beleza e na dor do ser humano. E-mail: alcioneam@hotmail.com

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

V de vingança V de veneno. Melhor mesmo é o V da Virtude.

Vingança, riscando carro

Guardar mágoa gera câncer, segundo alguns especialistas nem tão especialistas assim.

Se vira ou não doença não faço a menor ideia. Sei que faz mal para mim, mais do que para o outro. Dizem que dá enxaqueca, dor no corpo, no dente, até caspa na unha.

Sou escorpiana e quando digo para as pessoas, elas olham para mim com ar de pavor e reprovação, como se eu pudesse mudar isso. “Nossa você é rancorosa e vingativa”.

Logo emendo, mas meu ascendente é câncer, signo do bem, família, regido pelo elemento água, chora até em inauguração de supermercado. Preciso me desculpar de alguma forma para toda uma nação por ter nascido sob o signo mais encardido do zodíaco.

Tudo bem, não vou negar que quando a vida dá voltas eu entro em êxtase. Já aconteceu algumas vezes… Tá bom vai, muitas vezes, mas juro que não foi planejado. Assim, sem esperar, a vingança é muito mais saborosa, não é por acaso que existe o ditado popular “a vingança é um prato que se serve frio”.

Sabe aquele cara que te deu um pé na bunda e fez você sofrer como um cão? Anos mais tarde você o reencontra com grandes diferenças: você está linda e loira, magra, bem sucedida, namorando um gato e o ex-bofe está um caco? Não tem preço, nem Mastercard paga.

Então, vivi isso algumas vezes e a sensação é ímpar. Em minha defesa, EU NÃO PLANEJEI, é a danada da vida com sua implacável lei da ação e reação.

Não posso negar que nós, os “escorpiões”, somos passionais e extremistas. Sem meio termo. Mexa com alguém que gostamos e veja o que acontece. Síria, Afeganistão são lights.

Parei para pensar no assunto e analisar o tema. Eu guardava rancor. A mágoa aprisionada a sete chaves. Sem me martirizar, nem desejar vingança, muito menos transformar em uma obsessão, mas aquilo permanecia gravado como uma tatuagem, uma marca indelével, no meu coração. Simplesmente não esquecia. Lembrava da situação e revivia tudo. Até o gosto amargo da dor, coração acelerado e a carga do mau sentimento voltavam à tona com requintes de detalhes. Quanta perda de tempo.

Ao longo da minha existência venho mudando o padrão de comportamento. Ainda bem, já era tempo. Uma vez ou outra sinto-me desrespeitada como a metade da torcida do Corinthians, Flamengo, Palmeiras… Mas desenvolvi a arte de deletar e seguir em frente.

É uma arte e tanto, exige treino, muito treino, disciplina e vontade. Estabeleci limites e quase sempre não deixo que ninguém os ultrapasse. O curioso é que a vida passou a fluir melhor. Bingo, descobri a pólvora, como é bom ter 51 anos, isso chama amadurecimento.

Ainda cometo deslizes, poucas dores permanecem incrustadas e de vez em quando, bem de vez em quando, voltam à cena.

Ministério do bom senso adverte: Vingança faz de você uma pessoa triste e ressecada. Cuide da sua alma, do seu coração e esqueça tudo de ruim.

Leia Mais:

De mãe para filha: viver é ser feliz!
E para apimentar os 28 anos de casados…

Marot Gandolfi
Marot Gandolfi

JORNALISTA, EMPRESÁRIA, AMANTE DE GENTE DIVERTIDA E DE CACHORROS COM LEVE QUEDA PARA OS VIRALATAS.

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.