Tag: azar

E aí? 2019 será seu ano de sorte? Ou você é apenas uma otimista?

Sou uma otimista. Sou uma otimista porque quero ser e não por natureza. Sabe aquela coisa de você querer muito uma coisa e tentar mudar um padrão a todo custo? Mesmo parecendo impossível?
Pois é. Consegui. Verdade. E mais de uma vez!
Exemplo: Duvido que era para eu calçar “só” 39.
Agora imagina em 1977, eu, com 13 anos e já com 1m75, entrando numa loja de sapatos e pedindo 40??? Never!! Nem existia essa aberração.  
Tanto fiz, que até hoje uso “apenas 39”. E pasme!!! Para minha surpresa e de muitos, meu pé não é deformado nem feio!! Só é grande. Consigo comprar todos os meus sapatos pela internet. Você que calça 35, pezinho de anjo,consegue?

Voltando..Afff, que volta que eu dei.
Tudo na minha vida poderia ter me levado a um pensamento e uma atitude pessimista.
Não que eu tenha vivido grandes tragédias -nada disso. Mas, é uma questão familiar. A way of life, sabe como é?


E ainda, carregando uma culpa cristã misturada a isso: o pecado velado de ser feliz.

Aquela frase clichê impregnada no imaginário de muitos, era a nuvem preta que morava na minha casa: “Espere pelo pior. O que vier de bom é lucro”. Nem sempre dita, mas sempre presente, era essa a atitude.
Não crie expectativas. Não sonhe. E, se por um acaso, conseguir seu objetivo, nunca, jamais em tempo algum, divulgue!! Porque isto  pode ser o começo do fim.

Sorryyyyy. Não consigo viver assim.
Mas quando foi que percebi que isso não me pertencia?
Foi lendo Pollyana?
Noopp..Absolutamente não!.
Mesmo muito novinha, e apesar de ter chorado as pampas, achei a menina surreal e o tal jogo do contente pior ainda.
Porque vamos combinar: o que é ruim é ruim!!! E se é ruim mesmo, por que fingir que é bom?
O realismo é essencial na vida da gente.

E aí é que está!!
Acho que se tivermos o discernimento do que é ruim de verdade, talvez consigamos saber o que é bom.
Será?
Não necessariamente…Mas acho que não foi isso que me fez escapar da sina do copo meio vazio.

Tem uma coisa importante dentre minhas crenças:

Não acredito muito em sorte. Acho que ela tem um peso mínimo nos acontecimentos da nossa vida. Bem, consequentemente, também não acredito muito em azar.

Isto posto, não terceirizo a responsabilidade de minha vida simplesmente porque não tenho a tal sorte do meu lado. Nem o tal azar. O que eu tenho é minha vontade. Vontade de fazer, mudar e acontecer. E como sou otimista, acredito que vai dar certo.
E dá!!
Mas, claro que nem tudo.

Eu divido esse “claro que nem tudo”em duas categorias:

1. Algumas coisas simplesmente não dão certo. E é preciso ser realista para saber que não deu certo e por quê. Erros, timing, mercado, ciúmes.  Seja lá o que for, identifique e desapegue.

2. A outra categoria do “claro que nem tudo” são das coisas que são ruins mesmo. Ruins de verdade. E aí colega, bora abraçar o copão de vinho e/ou a melhor amiga.

Mas em todos os casos, chorando nos ombros da amiga, se afogando no vinho ou tentando desapegar, tem uma hora que chega. Tem uma hora que a vida cobra solução nem que ela seja apenas um par de óculos escuros para esconder os olhos vermelhos.  Então minha nêga , é aquela história: levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. 

(** não estou falando das tristezas profundas ou de alma, tá? Relativiza colega, relativiza.)

Outro exemplo. Você sabia que o povo português é mais pessimista que a minha família!!!!!! Como é possível?? Odeio generalizar, ainda mais toda uma nação mas, neste caso, eles mesmos concordam.

Um povo que passou pelas mais diversas crises, sendo que a de 2008 foi um Tsunami. Talvez sempre tenham tido motivos para serem pessimistas.

Mas aí, de repente, de uma hora pra outra o país se encheu de estrangeiros comprando imóveis. De uma hora pra outra, Portugal ganhou a Eurocopa. Mais de repente ainda, Portugal com Salvador Sobral, ganhou o festival da Canção pela primeira vez na história. Lá o festival da Canção faz tanto sucesso quanto copa do mundo.
E mais surpreendentemente ainda, o turismo estoura nesse pequeno país movimentando toda uma economia.
Passam a ser a bola da vez mundial.

Foi  tudo rápido demais!

Rápido? Como assim? Eles passaram pelo diabo por mais de 6 anos enquanto arrumavam a casa. Nada foi por acaso. Foi pensado, planejado e programado. A população voluntariamente ou não cooperou para a recuperação econômica. Trabalharam como loucos. Como assim? Muito rápido? Como assim sorte?
Todas aquelas vitórias são meras conseqüências de um país em alta.


Bem, como tudo muda, os portugueses estão bem menos pessimistas, apesar de alguns ainda sairem com guarda chuva todos os dias.
Sobreviveram ao pesadelo da recessão trabalhando, se virando, e inventando muito para minimamente ver um pouco de água no copo, não se importando se um estava pouco cheio ou pouco vazio.

E por isto que trago a experiência portuguesa para cá!!

Acredito que oportunidades existem o tempo inteiro e em todas as searas de nossas vida. E é preciso desejar. E em desejando, corre-se atrás. Aí é bem capaz que a oportunidade apareça!!
Sim, eu sou daquelas que vive desejando. E você acha que eu consigo tudo que desejo?
Afff, claro que não.
Ultimo exemplo de hoje: Nunca usei nem usarei uma calça 38. Por mais que eu tente e olha que já tentei muito. E aí? Vou continuar tentando pro resto da vida?
Claro que não. Isso se chama realismo.    Meu objetivo passou a ser achar a calça 44 que me deixe com um look de 42. Isso se chama otimismo!
Ahh e isso eu tenho conseguido.

Vai lá! Seja otimista em 2019. Deseje. Corra atrás. Vai que você tem sorte, né?

Sou uma otimista bobinha
Leia também:

Frases de Marta Medeiros

Otimista, pessimista
Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.