Tag: Elis Regina

Onde você estava quando…

Dominique - Quando

Será que você é como eu?
Tem coisas que aconteceram e que me marcaram tanto que eu sei aonde eu estava, com quem estava e, em alguns casos, até com a roupa que vestia.
Acontecimentos bons, outros nem tanto, alguns divertidos, outros trágicos, mas sem dúvida, todos impressionantes. Esta semana faz 48 anos que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Lembro onde estava quando vi, pela TV, a cena que parou o mundo.
E você, puxe pela memória e compartilhe outros acontecimentos marcantes nos comentários!

Fiz uma listinha de algumas coisas que acho que todas nós lembramos.

Onde você estava….

– Quando o homem pousou na Lua,

– Quando morreu o Aírton Senna,

– Quando caíram as torres gêmeas,

– Quando morreu a Elis Regina,

– Quando viu o primeiro fax,

– Quando os Beatles se separaram,

– Quando John Lennon morreu,

– Quando o Brasil ganhou a copa de 70,

– Quando a Lady Di se casou,

– E quando ela morreu,

– No primeiro Rock in Rio,

– Quando o cometa Halley passou pela Terra em 86,

– Quando viu a primeira imagem de uma TV a cores,

– Quando a Vera Fisher foi Miss Brasil,

– Quando o muro de Berlim foi derrubado,

– Quando o Collor e a Zélia Cardoso de Mello confiscaram todos os investimentos,

– Quando Tancredo Neves morreu,

– Quando John Travolta surgiu nos Embalos de Sábado à Noite,

– Quando Supertramp fez o show no primeiro Hollywood Rock no estádio do Morumbi,

– Quando estreou o Tubarão,

– Com quem você foi a primeira vez ao McDonalds no Brasil, em São Paulo, na Avenida Paulista,

– Quando a Odette Roitiman morreu,

– Quando inaugurou o metrô de São Paulo – minha primeira volta de metrô,

– Quando o Corinthians foi campeão paulista em 1977?

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Quem falou que pimenta não é doce?

Sabem a história que eu contei hoje da Elis e da Rita?
Elas contam e cantam neste vídeo aqui.

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

História da Rita e da Elis

Rita Lee conhecia Elis Regina dos bastidores de festivais. Tinha certeza que era odiada pelo mito. A imprensa da época nutria uma guerrinha boba. Alimentava que Elis não sabia o que odiava mais: Rock ou Os Mutantes. Daí a impressão da Rita de que era esnobada e ignorada por seu ídolo.

Isso mesmo que você leu.

Ídolo.
Porque a roqueira amava a voz e tudo que Elis Regina cantava. Mas nunca conseguiu captar um olhar sequer da megera.
Mas tudo mudou. Ritinha foi presa em 1976, grávida!

Auge da ditadura e repressão.
Imagino eu, aqui com meus botões, que os motivos não tenham sido políticos. Se bem que na época não havia outro motivo.
Voltando 🙂
Adivinha quem foi resgatar a Rita da cadeia?

Adivinha quem foi a única pessoa corajosa o suficiente para fazer um barulho proporcional ao seu talento, movimentando toda a imprensa – e até mesmo a igreja – para que libertassem nossa ruivinha maluquinha?
Isso mesmo. Elis Regina! Ela ainda, de quebra, levou seu filho de 5 anos a tiracolo para dar peso e se resguardar de uma possível truculência.
Não era  impressão (ou mentira) que Elis não gostasse de Rita. Justamente o oposto. Ela admirava a cantora e era sua fã .
Ficaram muiiiiiito amigas. Ajudaram-se muiiiito. Maria Rita ganhou o nome da melhor amiga de sua mãe.
Portanto gata, não acredite nas intrigas e “nazamigas” e “dazinimigas”.

Nossas amigas são nosso maior patrimônio.
Já pensou Rita ter sido privada de Elis? Ou Elis de Rita?

Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

1 Comentário
  1. Mal não são as intrigas, o pior é dar importância a elas.
    Feras estas duas mulheres, também gostava de conhecê-las pessoalmente

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.