Tag: Filosofia

Breve reflexão sobre a beleza – muito além do que imaginamos

Dominique - BelezaAssunto tremendamente complexo, porém, normalmente banalizado pelo viés da aparência  fisionômica cobrado pela sociedade contemporânea.
Não há respostas absolutas sobre a beleza. Teologia, filosofia e até a ciência refletem sobre este assunto e, as respostas, são variadas.

Gosto muito dos significados etimológicos para o entendimento das palavras.
A palavra “beleza” vem do sânscrito BEL ET ZA, que significa “a casa onde Deus habita”. Sim este é o primeiro e o principal entendimento sobre a beleza, que é, na realidade, uma aproximação ao plano divino.

Portanto, belo é tudo aquilo que nos proporciona um êxtase e nos eleva ao plano superior, seja uma paisagem, uma pessoa, uma obra humana como uma música, uma pintura etc..
É uma experiência sensorial capaz de elevar o nosso espírito a um alto grau de satisfação e que, nem sempre, sabemos explicar.
Sim, a experiência da beleza é algo imaterial e desde longa data a filosofia vem tentando esclarecer tal sensação.

Os antigos romanos, há mais de dois milênios, já estudavam o “nescio quid” (“não sei quê”, em língua portuguesa.
A filosofia reflete até hoje este algo que não se sabe exatamente o que vem a ser.
É uma espécie de transe momentâneo favorecido por algo que nos agrada e nos surpreende, quase uma experiência mística, pela visão teológica; e que a filosofia denomina de “experiência estética”.

O mesmo acontece com a palavra “elegância”.
O EL de “elegância” vem de BEL, em sânscrito, que, como já disse, significa “Deus”, portanto elegância é EL+GAN+CIA e significa “revestir-se da aura divina”.
Mais do que somente uma aparência, elegância é favorecer ao observador uma elevação ao plano divino não somente pele visualidade, mas em especial, pela postura e comportamento.

Para a ciência, vale ressaltar que existe a matemática da beleza calcada na relação numérica de 1 para 1,618: a Proporção Áurea.
Os gregos antigos perceberam esta relação presente na natureza, nas plantas e nos animais.
Deduziram que se existem mesmas medidas em diferentes formas da natureza e que, normalmente agradam, a beleza seria uma propriedade objetiva do universo e não somente algo subjetivo, como foi refletida posteriormente por grandes pensadores.

Os renascentistas perceberam, posteriormente, as mesmas relações de proporção também no ser humano, corroborando com o pensamento e conclusão helênicos.
Aplicaram estas medidas em suas obras e estas nos encantam até hoje.
Por termos naturalmente estas mesmas medidas, nós nos reconhecemos e nos enxergamos ali nas próprias obras.
Estas medidas da Proporção Áurea são usadas, inclusive ou, quem sabe, especialmente, nas cirurgias plásticas da medicina contemporânea.

Sendo assim, o assunto “beleza” é tão complexo quanto facilmente entendido, pois muitas vezes, mesmo não conhecendo nenhuma destas reflexões, sabemos muito bem
o que nos agrada.

E para você? O que é a beleza?

Leia Mais:

Conheça a emocionante história do Galo de Barcelos, um dos símbolos de Portugal.
Rever Portugal e abraçar minha gente

João Braga
João Braga

Professor, historiador, pesquisador, escritor, palestrante e colunista. Membro da Academia Brasileira de Moda. Especialista em História da Arte pela FAAP/SP e em História da Indumentária e da Moda pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Autor de História da Moda – Uma Narrativa e Reflexões sobre Moda. Co-Autor de História da Moda no Brasil e Cultura e Elegância. Já acompanhou mais de 33 grupos (mais de 600 pessoas) em viagens para Paris, Portugal, Moscou, Marrocos, Saint-Petersburgo.

2 Comentários
  1. Beleza é o que nos emociona e nos deixa sem palavras…
    A beleza é tudo o que nos parallsa diante de uma obra de arte, de um ser humano,de uma paisagem…

  2. João, super interessante…nunca fazemos essa ligação beleza e/ou elegância com algo divino ou sobrenatural.
    Relacionamos com as coisas palpáveis ,não espirituais.
    E no fundo, elas têm tanto de espiritual..
    Adorei!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.