O Passageiro que sabia demais

Escutei ontem uma história deliciosa, contada por uma amiga, comissária de bordo.

Contou-me Dominique, que num voo que cruzava o Atlântico, logo depois do serviço de bordo, começou uma turbulência daquelas de fazer rezar até o agnóstico.

Acostumados com esse tipo de intercorrência, ao ouvirem o aviso do comandante, os tripulantes rapidamente recolheram o serviço para que também se prendessem aos cintos de segurança em seus bancos.

Sabiam que era uma situação de estresse e conseguiam reconhecer de longe aquele passageiro que estava imobilizado pelo pânico, o que tentava segurar a aeronave no ar com a força de seus dedos nos braços da poltrona, o que orava, o novo na fé, o inabalável e o nervosinho…

Ah! o passageiro nervosinho, é o mais perigoso. Quando calhava de um deles estar na poltrona em frente aos comissários…Ihhhh…aí haja paciência.

Foi o que aconteceu naquela viagem.

Um homem, de seus lá 60 anos começou a ter ataques em sua poltrona. Já tinha reclamado da temperatura a bordo, do vinho servido e da falta da água Evian.

Agora, no meio da turbulência, aquele senhor gritava que era tudo barbeiragem do piloto, que estavam passando por aquilo desnecessariamente.

Minha amiga, experiente que só, sabia que pelo bem e calma dos outros passageiros tinham que calar aquela anta a qualquer custo. Todos tinham o direito de ter medo, mas não de insultar ou instaurar o pânico.

Com um tom de voz muito sereno, começou a conversar com o elemento e perguntou na voz mais meiga possível, por que julgava ser o Comandante inapto.

– Essa turbulência poderia ter sido desviada, mas já que ele não o fez, ele precisa baixar a altitude.

– Ora veja. O senhor é piloto também?

– Não sou!! Nem preciso ser, entretanto já fiz essa viagem mais de 30 vezes e sei do que estou falando. Essa pessoa que está conduzindo a aeronave precisa descer a altitude. Já.

Agora eu te pergunto cara leitora e eventual passageira, tem coisa mais linda? Um sujeito querer mandar um recado desses para o piloto do avião?

Olha, já vi sabichões de todas as espécies, engenheiros de obras prontas, termo, aliás, que adoooroooo, mas como esse aí, sinceramente, nunca. Fiquei impressionadíssima com a audácia!

Porque, vamos combinar, criticar as escolhas do técnico na escalação da seleção de futebol, ou esculachar o voto de um Ministro do Supremo, chamando-o de ignorante, apesar da soberba não é a mesma coisa que criticar a escolha do piloto em relação à altitude em que o avião voará. Tem que ser O Sabichão.

Assim que se sentiu minimamente segura para levantar, Dominique entregou ao reclamante uma caneta e um bloquinho pedindo que ele escrevesse sua sugestão para que ela levasse à cabine.

Era uma maneira de acalmá-lo e finalmente, quem sabe, fazê-lo calar para não exaltar ainda mais os ânimos dos outros passageiros.

E não é que ele teve a pachorra de escrever mesmo? Em tom quase que imperativo, apontava que o Capitão deveria escapar da turbulência descendo a 28.000 pés.

Oh my God.

Num dos intervalos da intermitente e persistente turbulência, Dominique vai à cabine entregar as “orientações” do passageiro.

Volta depois de um tempo, e entrega a ele um outro papel dobrado

-O comandante agradeceu e pediu para entregar-lhe isso.

Voltou para seu lugar rapidamente a tempo de vê-lo desdobrando e lendo a mensagem do comandante:

“Desci. E agora?”

Não foi maravilhosa a resposta? Espirituosa, relativamente educada, cínica sem deixar margens para continuação ou reclamação.

Contou-me Dominique, que difícil mesmo foi segurar a gargalhada nessa hora.

Não sei se saberia lidar com uma situação como essa, mas Dominique e o Capitão souberam.

História baseada em fatos reais.

Leia Também: Ela é Piloto de Avião!

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.