Processo de transformação para assumir os cabelos brancos

Dominique - Cabelos brancos
Temos visto cada vez mais mulheres assumirem os cabelos brancos, uma atitude muito ousada para um país como o nosso que cultua a perfeição e juventude eternas.

Há que se ter estilo, não é para qualquer uma, ninguém quer ter uma aparência desleixada, mas para algumas Dominiques fica o cúmulo do charme, ah como fica!

Frequentemente recebemos inúmeros pedidos de nossas seguidoras em busca de informações para assumir as madeixas brancas, como fazer, como conviver com a sociedade durante o processo e como manter-se com a aparência jovem.

Conversamos com a fotógrafa Elizabeth Fergie que há dois anos teve coragem e tomou a decisão de parar de pintar seus cabelos escuros.

Foi um tratado que exigiu estudo, dedicação e ousadia, mas que valeu cada minuto, tanto pelo maravilhoso resultado, quanto pela liberdade conquistada.

Ela compartilhou com a gente sua experiência durante o processo e deu algumas dicas fantásticas que ninguém nos conta e, normalmente, só descobrimos quando estamos passando pelo perrengue.

Quando ela finalmente decidiu não pintar mais os cabelos e a raiz branca começou a aparecer, passou a se maquiar todo santo dia, usar roupas escuras, aposentou as estampadas, principalmente as de bicho, afinal segundo ela, gambá não combina com leopardo. Só com estas mudanças já começou a se sentir renovada.

Elizabeth fazia selfies diariamente para se convencer que foi a melhor decisão do mundo. Ela acha que pagou um mico e tanto de bobeira!

No meio do caminho deixou de se importar com que os outros pensavam. Foi libertador.

Elizabeth diz em alto e bom som “Parei de tirar selfie, já não tinha mais insegurança. Sou uma belíssima mulher com cabelos brancos. A cor das minhas madeixas não me fez ficar mais velha, mas muito mais esperta”.

Não é porque se tem olhos claros que o cabelo branco fica um charme. É a paixão por dentro e a autoestima elevada que fazem você se sentir bem com ou sem cabelos brancos, pretos, ruivos, loiros.

Todas as manhãs, ela levanta da cama, coloca os ombros para trás, ergue a cabeça e encara a vida com alegria. Para a fotógrafa, a cor do cabelo não tem nada a ver com ser velha. É simplesmente a cor do cabelo e mais nada. Dominiques concordam!

Uma dica bem legal da Elizabeth para quem decidiu se libertar e assumir os cabelos brancos é, entre duas ou três tingidas, colocar apenas tonalizante. À medida que o tempo passa, os cabelos vão desbotando e aparece um efeito degradê.

“Foi a melhor coisa que eu fiz para mim mesma até agora”, diz Elizabeth. E continua, “deixar os cabelos brancos é difícil, mas o retorno é maravilhoso. Deixei de ir ao cabeleireiro a cada 15 dias, poupei tempo e dinheiro, mas o ganho é muito maior que isso”.

Para ela, não ter cabelos pintados, ter rugas, não significam que você não é jovem. Ser jovem é uma questão de atitude. Que adianta ter 30 anos e ter uma atitude de velha? Ser velha é não se reinventar, recusar-se a sair da área de conforto, não mudar.

Ela aprendeu a se valorizar mais, a ter o incrível dom da paciência. Decidir assumir os cabelos brancos leva tempo para chegar ao resultado final.

Agora, Elizabeth desfila com orgulho seus lindos cabelos brancos e suas rugas, poucas diga-se de passagem, porque eles são a prova de que ela passou pela vida.

Não é raro, muitas mulheres dizerem que tem inveja dela, pois é difícil ter tanta muita determinação. Elizabeth retruca “tem sim, a mulher é poderosa demais! Ela pode tudo! É criadora da vida!”

Ter cabelo ou não, cacheado ou liso, branco, colorido, cinza, marrom, não interessa. Você não é o cabelo, o que importa é o que está dentro, a mulher forte.

Quem não quer ser eternamente jovem? Mas a juventude vai muito além da cor do cabelo, é um estado de espírito.

Como parar de tingir? Tendo confiança. Basta querer. Cortar, deixar ou fazer mechas, tanto faz, o importante é o primeiro passo.

A Elizabeth se inspirou em Carmen Dell’Orefice que tem mais de 80 anos e Sara Harris, editora da Vogue em Londres que nunca tingiu o cabelo. Todas maravilhosas! Veja as fotos abaixo.

Dominique - Cabelos

A fotógrafa assume que é fã de si mesmo e agora as Dominiques também são suas fãs. Que mulher linda, por fora e por dentro!

Veja o processo da transformação da Elizabeth para deixar os cabelos brancos:

Leia mais:

A vida está complicada? Então vamos falar de cabelo…
Será o fim da guerra dos cosméticos contra a idade?

13 Comentários
  1. “Uma dica bem legal da Elizabeth para quem decidiu se libertar e assumir os cabelos brancos é, entre duas ou três tingidas, colocar apenas tonalizante. À medida que o tempo passa, os cabelos vão desbotando e aparece um efeito degradê”
    Eu não entendi. Vocês disseram entre duas ou três tingidas. Mas para deixa-los brancos, tingir?
    Tenho muita vontade de parar de tingir o cabeli, mas tenho medo justamente fo processo.
    Socorro!

    1. Bia . Socorro mesmo.!!!!
      Nao tem soluçao perfeita . Eu usei uma tinta matizadora semipermanente porque desbota e fica com ese efeito ombre que eu achava maravilhoso.
      Pode tingir de loira platinada, mas estraga muito o cabelo. O simplesmente corta !!! Nao precisa ter medo . Nao doe!!! . O mas importante é ter determinação .

  2. Com que cordevo ter no cabelo pra começar o processo meu cabelo coloco coloração castanho medio

  3. Eu concordo com a Elisabeth em todos os pontos e pra mim também foi libertador. Só que eu fui radical: aproveitei que havia feito uma promessa de doar meu cabelo, após um ano de falecimento da minha mãe e, no corte para doação, passei a máquina 1. Hehehehehe Foi libertador nos dois sentidos: corte e cor.
    Também sofri muita pressão e sofro, mas detalhe: meu cabelo parou de enbranquecer. Acreditam? Mas estou feliz assim mesmo!

  4. Há 3 anos me libertei .
    Fiz o seguinte: descolori,cortei bem curtinho e fui ser feliz.
    Estou sempre arrumada e ficou bem charmoso o meu new look.

  5. Eu usei uns turbantes por 4 meses e depois cortei bem curtinho. Transformei minhas echarpes em turbantes, ficou um charme.

  6. Eu fiz luzes bcas e fui cortando aos poucos… c 6 meses cortei curto…um corte lindooo e agora estou totalmente grisalha!!! Não foi difícil não…

  7. Eu nunca ouvi tanto elogiou como quando assumi os cabelos brancos. As mulheres diziam:Aí,queria ter sua coragem…eu respondia: como assim, coragem!!..é só um cabelo…e depois vc sempre pode voltar atrás se quiser. Mas percebi que é como aquele ditado: quando vc se assume, tudo conspira e a beleza vem junto!! Libertem-se!!

  8. Eu radicalizei,matizei inteiro ficou cinza e deixei crescer,colocando um matizador sempre em tom assai ,foi crescendo e fui apagando as pontas e hj Ta completamente branco,feliz por me libertar da tinta.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.