Gastronomia

Um lanchinho pra chamar de seu

Quem passa o dia todo fora de casa sabe que é muito fácil cair nas tentações das comidas prontas que podem ser encontradas a cada esquina. Por isso, eu decidi manter aquele lanchinho saudável sempre à mão. Guloseimas para carregar dentro da bolsa mesmo, sabe? Caso das barrinhas de cereais que, além de práticas, são nutritivas e costumam me salvar em diversas ocasiões na correria do dia a dia.

Apesar de muitos alimentos se venderem como saudáveis, a gente sabe que não é bem assim quando se trata de industrializado. Estão cheios de açúcar e outros ingredientes que fazem mal camuflados, por exemplo. Esqueça as calorias e leia o rótulo. A gente encontra um monte de coisa que nem sabe o que é.

Então, para garantir que o que estou comendo é saudável messssmo eu decidi fazer as minhas próprias barrinhas. Já testei três receitas que se tornaram minhas queridinhas. Eu achei fácil de fazer até pra quem não tem grandes dotes culinários.

E, apesar de ser tudo natural, até as mais perecíveis como as de frutas podem ser guardadas por até sete dias.  As demais têm maior durabilidade e já consegui armazenar por bem mais de 15 dias. Mas cada caso é um caso e o ideal é experimentar técnicas variadas de acondicionamento que ajudam na conservação.

Mãos na massa, meninas!

# A de fruta é pop

Essa barrinha é a mais popular e é muito bacana porque a gente pode variar as frutas. Eu já testei com morango, banana e maçã.

Ingredientes

2 bananas cortadas em pedaços

½ xícara de aveia em flocos

1 xícara de granola

2 colheres de óleo de coco

3 colheres de açúcar mascavo

½ xícara de uvas-passas pretas sem caroço

½ xícara de mel

1/3 de uma xícara de agave

Modo de preparo

Primeiro, coloque em uma panela a banana e mexa até que ela comece a derreter, mas em fogo baixo. Logo, acrescente todos os ingredientes aos poucos: mel, uva-passa, açúcar mascavo, granola, aveia, óleo de coco e agave.

O agave é uma planta  com a qual se faz um xarope que tem a mesma quantidade de calorias que o açúcar comum, mas adoça quase duas vezes mais e atua na prevenção de diversas doenças.

Misture todos os ingredientes e, por fim, espalhe-os em um refratário untado com manteiga. Em seguida, leve-o ao forno de 30 a 40 minutos. Quando pronta, corte a receita em forma de barrinhas no tamanho desejado e embale. Rende até sete barrinhas.

#Eu só quero chocolate

Não sei vocês, mas eu sou tarada por chocolate e só de comer um pedacinho me dá aquela felicidade incrível. Daí essa opção ser uma das minhas preferidas.

Ingredientes

4 colheres de sopa de manteiga de amendoim OU 2 bananas

3 colheres de sopa de mel OU melado

6 colheres de sopa de granola

5 colheres de aveia em flocos

1/2 barra de chocolate meio amargo picada

Modo de preparo

A quantidade de cada ingrediente pode variar de acordo com o seu gosto. Sinta-se à vontade para colocar mais ou menos de qualquer um deles ;-)!

Com um garfo, amasse as 2 bananas  Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Em uma tigela, misture primeiro a granola, a aveia e o chocolate (mas deixe alguns pedaços desse último separados, você vai usá-los mais tarde).

Depois, acrescente o mel e misture mais uma vez. Por fim, coloque a banana amassada. Lembre-se é pra misturar bastante! Tanto a ponto de você quase não ver a banana, que estará camuflada com os outros ingredientes.

Despeje essa mistureba em uma fôrma untada (sugiro óleo de coco). Alise-a, com a ajuda de uma espátula para que fique bem lisinha e decore com alguns dos pedacinhos de chocolate que estavam separados por cima.

Com uma faca, faça uma marcação superficial do tamanho das barrinhas (mas você não precisa cortá-las ainda!)

Agora é só escolher: ou leve a tábua ao forno por 30 minutos para depois cortar as barrinhas ou corte agora, envolva-as com filme plástico e deixe no refrigerador pela mesma quantidade de tempo!

#Castanhas e sementes podem!

Algumas gorduras são melhores que as outras e as oleaginosas estão nessa classe do bem. Pra melhorar, as castanhas são energéticas e grandes aliadas da saúde e da boa forma.

Ingredientes

1 col. (sopa) de mel

1 col. (sopa) de óleo de coco

2 col. (sopa) de chia

2 col. (sopa) de gergelim

8 castanhas-do-pará picadas

3 col. (sopa) de aveia em flocos

1 col. (sopa) de semente de abóbora

3 col. (sopa) de coco natural ralado

3 col. (sopa) de amêndoas

15 ameixas pretas secas picadas

Modo de preparo

Aqueça o mel e o óleo de coco até ficarem líquidos. Acrescente os outros ingredientes e misture bem.

Despeje a mistura em uma assadeira retangular forrada com papel-manteiga e leve ao forno preaquecido a 180 °C por 15 minutos ou até dourar.

Tire do forno e corte enquanto ainda estiver quente. Desenforme depois de frio.

Viu, como é simples? Com a fome saciada, não vai ser qualquer salgado ou comida processada que acabará com a nossa dieta!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

10 bebidas detox para fazer em casa

Que tal dar aquela forcinha para o nosso organismo e incluir algumas bebidas funcionais na nossa rotina?  Nada melhor que um empurrão para melhorar o desempenho do lado de dentro para ver os resultados do lado de fora.

Eu separei receitinhas detox fantásticas para fazer em casa e nos purificar… Eu sei que tem gente aí bebendo litros achando que vai acordar 10 quilos mais magra… -) Ahhhh se fosse fácil assim!

Saboreie como uma poção mágica que vai eliminar toxinas. Ou seja, tudo de ruim que está dentro de você vai sair.

Por isso mesmo eu gosto de tomar em jejum ou antes de dormir. Mas fica ao critério de cada uma. E o melhor: dá para ousar nas combinações!  Não é legal? Se faltar alguma coisa, substitua!

Prontas?

Batida de frutas vermelhas

Rico em compostos antioxidantes, esta batida à base de frutas vermelhas estimula a eliminação de resíduos e líquidos retidos. É deliciosamente adocicada e ótima para toda a família.

Ingredientes:

½ xícara de morangos (85 g)

½ xícara de mirtilos (75 g)

½ xícara de bagas, que são aqueles pequenos frutos cujas sementes estão na polpa como amora ou groselha, por exemplo. (75 g)

½ xícara de framboesas (75 g)

2 colheres de sopa de espirulina em pó (20 g)

1 colher de chá de sementes de sésamo, o popular gergelim (5 g)

Preparação:

Coloque os ingredientes em um liquidificador, adicione água, se necessário, e processe por alguns segundos até que tudo fique bem incorporado.

Beba imediatamente para usufruir dos nutrientes

Batida de chá verde

Esta bebida detox de chá verde tem um suave efeito laxante que ajuda a melhorar a digestão. Ela também tem propriedades antioxidantes e aumenta o ritmo do metabolismo para perder peso mais facilmente.

Ingredientes

2 xícaras de frutas congeladas de sua preferência (150 g)

1 copo (250 ml) de chá verde

1 colher de suco de limão (10 ml)

½ xícara (125 ml) de água

Preparação

Misture os ingredientes até obter um líquido homogêneo e beba em seguida.

Você pode tomar após as refeições muito abundantes para evitar a indigestão.

Suco de maçã com linhaça

A linhaça é uma planta medicinal com propriedades anti-inflamatórias, diuréticas e regenerativas. Ela cuida de nossa saúde e é muito adequada para evitar infecções e para otimizar nossa função digestiva.

Se, além disso, combinarmos os benefícios da linhaça com o suco da

Ingredientes:

2 maçãs

1 copo de água (200 ml)

1 colher de chá de linhaça em pó (5 g)

Preparação:

A primeira coisa a fazer é lavar bem as maçãs, descascá-las e retirar as sementes do centro. Depois, bata no liquidificador.

Para que o suco não fique tão espesso, combine-o com um copo de água e adicione a colher de chá de linhaça em pó. Mexa e beba pelas manhãs.

Suco de babosa, limão e clorofila

Estes três ingredientes ajudam não apenas a desinflamar o organismo, mas também a otimizar suas funções devido a essa pequena dose de clorofila, que pode ser encontrada em qualquer farmácia ou loja

Ingredientes

3 colheres de sopa de polpa de babosa (45 g)

Suco de 1 limão

1 colher de sopa de clorofila (10 g)

1 copo de água (200ml)

Preparação:

Para preparar este suco, você só precisa obter  essas três colheres de polpa de babosa, que colocará no liquidificador junto com um copo de água morna e o suco de limão.

Consiga uma bebida homogênea e não esqueça de adicionar a colher de clorofila.

Suco verde

O suco verde já virou referência para quem busca uma reeducação alimentar e cada um tem a sua receita preferida. Como eu disse vale a pena ousar e testar ingredientes. Aqui segue o meu queridinho e outra opção energizante.

Ingredientes suco 1:

2 fatias de abacaxi

2 folhas de couve

1 pedacinho de gengibre

1 copo de água de coco

Preparação:

Descasque o abacaxi, corte-o em pedaços; coloque no liquidificador junto com as folhas de couve bem lavadas e com talo. Acrescente o gengibre e a água. Bata tudo. Coe só se necessário.

Ingredientes suco 2:

1 punhado de agrião

1 cenoura pequena cortada em pedaços

1 pedaço (2 cm) de gengibre

1 colher (chá) de maçã peruana

suco de 1 limão

200 ml de suco de laranja.

Preparação:

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

Suco de melancia

A melancia não só ajuda a hidratar o corpo, como pode contribuir de outras formas para manter o organismo saudável e em pleno funcionamento. Sabe-se que a fruta ajuda na desintoxicação natural do corpo, combate o inchaço, melhora o funcionamento do aparelho digestivo e intestino.

Ingredientes suco 1:

3 fatias de melancia

2 folhas de manjericão

1 colher de chá de gengibre

gelo triturado a gosto

Preparação:

Leve todos os ingredientes para bater no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Beba esse suco em seguida e gelado para se beneficiar de suas ótimas propriedades para o corpo!

Chá gelado de hibisco com laranja

Que tal se refrescar com uma bebida que estimula a queima de gordura corporal (por ser termogênico), facilita a digestão, regulariza o intestino e combate a retenção de líquido?

Ingredientes:

600ml de água

1 xícara de água gelada

2 xícaras de gelo

2 colheres de sopa de chá (flor) de hibisco

1 laranja (se você não estiver acostumado a consumir chá sem açúcar utilize a laranja lima)

3 ramos de hortelã (opcional, mas deixa o chá ainda mais refrescante.  Já fiz também com canela e fica ótimo)

Preparação:

Em uma panela, coloque 600ml de água e espere levantar fervura.

Coloque o hibisco, misture, tampe a panela e deixe descansar por 6 minutos.

Enquanto isso, lave bem a casca da laranja, corte no meio e então fatie bem fininho. Se tiver algum caroço descarte.

Higienize os ramos de hortelã

Em uma jarra, coloque a água gelada e o gelo. Pegue uma peneira e coe o chá que ficou descansando por 6 minutos.

Misture bem com uma colher até derreter todo o gelo.

Suco de espinafre

Excelente opção para saciar a fome, o espinafre ainda possui ação antioxidante e ajuda a afastar os radicais livres. A chia aumenta a sensação de saciedade.

Ingredientes:

1 punhado de espinafre

1 colher de chia

água de coco e blueberry

Preparação:

Bata tudo no liquidificador e coe.

Suco digestivo

A batata-doce tem propriedades anti-inflamatórias e ajuda na digestão. Além disso, os outros ingredientes garantem a eliminação de toxinas e ação antioxidante.

Ingredientes:

1 pedaço médio de batata-doce sem casca

1 maçã com casca

1 pepino com casca

3 ramos de hortelã

2 folhas de couve

1 pedaço de gengibre sem casca

2 cubos de gelo

Preparação:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe se necessário.

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Drinks deliciosos e frescos para beber na praia

Dominique - Drinks

Adoro praia. Adoro uns bons drinks na praia.

Estou falando de beber na areia mesmo.  Tomando sol. Antes e depois de um mergulho. Sabe como é?
Cerveja, caipirinha. Ah! Isso todo mundo conhece e bebe, mas vou dar sugestão de drinks diferentes. Frescos e deliciosos.

Você pode fazê-los em casa também, mas eu, como amoooo uma farofinha, levo na garrafa.

Você conhece o Hpnotiq?

Esta bebida a base de vodka, cognac e suco de frutas não é barata. Mas é deliciosamente fresca. Tome com pedras de gelo e cuidado!! Parece mas não é suquinho!!

Menina, veja só a cor dele! Olha esse turquesa!

Dominique - Drinks

Clericot

Amo Clericot. Dizem que é uma versão francesa da sangria. Dizem, mas não concordo.
Como você vai picar um monte de frutas, prepare seu Clericot no último dia de praia e aproveite para fazer um rapa na geladeira!
Depois de picar as frutas, congele em pequenos bocados. Elas aguentarão bem na praia até serem servidas e substituirão as pedras de gelo no drink, caso o espumante não esteja tão gelado.

Veja minhas sugestões de frutas, mas use as que você gostar e tiver na geladeira.

1 maçã picada com casca

1 kiwi

2 ameixas frescas

2 rodelas de abacaxi

Uvas a gosto

½ laranja cortada em rodelas com a casca

2 colheres (de sopa) de açúcar

1 garrafa de espumante

1 lata de club soda

1 cálice de licor de laranja ou Grand Marnier (dá umas 3 colheres de sopa, mas use só se tiver como levar)

Modo de fazer

Coloque as frutas em uma jarra, acrescente o espumante, o Club Soda e o licor (se você usar). Coloque o açúcar, mexa muito bem.

Dominique - Drinks

Picolé com espumante

Você gosta de bebida docinha? Olha só esta ideia.
Passou o sorveteiro! Corre lá, compre seu picolé de frutas predileto. O meu é de limão.
Coloque-o dentro de um copo, sirva o espumante gelado por cima dele e vá “temperando”.

Dominique - Drinks

Mimosa e Bellini

Adooooro. E gosto mais ainda das histórias.
Ambos são feitos com sucos de frutas mais espumante.
Muito fácil.

Mimosa

1 dose de suco de laranja
3 doses de espumante

O nome “Mimosa” apareceu em 1925 e vem das flores da planta mimosa de mesmo nome de cor amarela brilhante.

Dominique - Drinks

Bellini

1 dose de suco de pêssego
2 doses de espumante

O Bellini foi inventado em 1948 por Giuseppe Cipriani. A sua cor rosada lembrou à Cipriani a cor da toga de um santo em uma pintura de Giovanni Bellini. A bebida tornou-se uma especialidade do seu bar em Veneza. Lá você poderia encontrar, na década de 50,  Ernest Hemingway quase todos os dias, tomando seu Bellini e comendo carpaccio.

Rum & Grapefruit

Grapefruit e Rum formam uma ótima dupla, especialmente quando você adiciona Angostura Bitters – o melhor amigo do rum e Club Soda.

Em casa: Misture 2 xícaras de rum, 3 xícaras de suco de toranja (grapefruit), quanto mais fresca melhor, Angostura a gosto. Mantenha refrigerado em um recipiente vedado até a hora de usar. Lembre-se de levar latinhas de Club Soda para praia.

Na praia: Divida em 6 copos com gelo e adicione cerca de 30ml de Clube Soda em cima de cada um. (30ml é mais ou menos um glug da latinha. Sim, estou usando “glug” em uma receita, kkkk).

Dominique - Drinks

Gostou? Delicioso!

Tenho uma pasta no Pinterest cheia de dicas para praia, comidinhas, petiscos, decoração e coisas legais. Dá uma olhada aqui.

Mas você sabe, né? Muita água e algum petisco leve. Não vá beber sem comer e dar showzinho na praia. Ou não! Mas faça o que fizer, não se arrependa! Apenas faça e corra pro abraço!

Gostou das  dicas? Conta para mim as suas receitas de drinks para praia!

Leia Mais:

Férias? Veja minhas dicas para ficar arrumadinha na praia
Cardápio simples e delicioso para 9 dias de férias na praia

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Vamos celebrar o dia de Reis com uma receita deliciosa de bolo

6 de janeiro é Dia de Reis, uma data especial que marca o final das festividades do Natal. É também cheia de simbolismos. Por aqui tem a Folia de Reis, tradicional festejo de rua. É dia de preparar o Bolo dos Reis e de desmontar a árvore de Natal. Em alguns países, é quando acontece a troca de presentes, em vez do dia 24. Em outros, é feriado nacional.

Segundo a tradição cristã, a noite de 5 e a madrugada de 6 de janeiro é conhecida como “Noite de Reis”. É quando os três reis magos – Baltazar, Gaspar e Belchior – visitaram e levaram presentes ao menino Jesus. Cada um deles trouxe do seu país com uma oferenda especial.

Baltazar saiu da África com a mirra, uma resina retirada de um arbusto e que representa a imortalidade. Gaspar veio da Índia e ofertou o incenso, que significa a espiritualidade. Já Belchior trouxe da Europa ouro, para simbolizar a realeza.

A festa da Folia de Reis é um cortejo que acontece em algumas cidades brasileiras. Os participantes desfilam com roupas coloridas ao som diversos instrumentos musicais. A festa representa essa viagem dos Reis até o menino Jesus. No trajeto, as pessoas oferecem comida aos participantes para que eles levem a benção por todo o trajeto.

Na Espanha, as crianças colocam sapatos com capim nas janelas para alimentar os camelos dos Reis. Em troca, os Reis deixam doces nos sapatos em retribuição. Na Itália, o dia ganha outro personagem: a Befana, uma bruxa boa que oferece doces e presentes para as crianças.

Em Portugal, na França e em outros países, é dia de fazer o tradicional Bolo de Reis. O bolo redondo é coberto de frutas secas e cristalizadas. Dentro dele é colocado um pequeno brinde e quem tirar a fatia com o presente será “coroado” rei durante o dia. 

E aí? Vamos fazer o bolo de reis para amanhã? Tenho uma receita que adoro.

Para a massa:

2 1/2 xícaras de farinha de trigo

4 ovos

200 g de manteiga

2 xícaras de açúcar

1 xícara de leite

1 colher de fermento

Frutas cristalizadas

Frutos secos (nozes, amêndoas e passas)

Raspas de um limão a gosto

1 cálice de conhaque ou rum

Modo de preparo:

– colocar as frutas cristalizadas e as frutos secos no cálice de bebida;

– bater as claras em neve, colocar 1/2 xícara de açúcar e reservar;

– bater a manteiga junto com o açúcar e adicionar as gemas, sempre uma a uma;

– adicionar o leite, a farinha, o fermento e as raspas de limão;

– coar as frutas cristalizadas e passar na farinha. Assim, elas não descem para o fundo da forma;

– colocar um pouco da bebida na massa;

– misturar delicadamente as claras em neve e as frutas na massa;

– despejar em forma untada e levar para assar, em forno médio pré-aquecido.

– quando estiver frio, desenformar e decorar.

Para a decoração

2 xícaras (chá) de açúcar de confeiteiro

¼ de xícara (chá) de leite

1 colher (sopa) de manteiga

frutas cristalizadas a gosto

raspas de limão

Modo de preparo

– colocar o açúcar, o leite e a manteiga;

– levar ao fogo baixo e cozinhar sem parar de mexer;

– quando a manteiga derreter, misturar por mais 1 minuto e desligar o fogo;

– com uma colher, colocar o glacê sobre o bolo e decorar com as frutas cristalizadas.

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Marron-Glacê – A Receita da minha avó

Tenho pensado muito na vovó. Lembrado de nossas histórias. Outro dia estava escrevendo sobre a lenda de São Martinho e sua relação com castanhas portuguesas, e adivinha? Lembrei de quando minha avó fazia em casa Marron-glacê para o ano todo na época de natal.

Marron-Glace
Receita de Marron-Glacê de minha avó. Escrita por ela em seu sagrado e organizado caderninho.

Minhas amigas Dominiques gostaram do texto e das receitas. Mas algumas, para minha surpresa, pediram a receita da vovó.

Fui procurar e achei. Com a letrinha dela, com as observações, e até o desenho de como amarrar as castanhas na gaze. 

Colega, essa época já é punk. Imagina esse reencontro com o caderno da vovó? Nossa, como me lembro dele. Na verdade deles. Ficavam todos em uma gaveta, embaixo da bancada de trabalho na cozinha. Os de capa azul eram os para receitas salgadas. Os verdes para doces. Ou vice-versa. 

Acho que já contei que quando era pequena, dormia todos ou quase todos os finais de semana com ela. E domingo de manhã, preparávamos o almoço da família. Quer dizer, eu com 4,5,6,7,8 anos era sua “auxiliar”. Tinha um banquinho de madeira em que subia para alcançar a bancada. E lá, do alto do meu banquinho, recebia minhas tarefas. E a primeira delas sempre era pegar o caderno.  

  • Ayouni, pega o caderno azul.  Hoje vamos fazer Salpicão que seu tio adora.    E lá ia a vovó fazer a maionese em casa!!! Sério!! 
Que delícia está sendo lembrar desses momentos. Mas bem, vamos ao Marrom Glacé.

Menina.. Jura que você quer fazer em casa??? Você tem ideia do trabalho? Quando achei a receita, comecei a ler. Reli porque achei que não tinha entendido. Mas não. É isso mesmo. São diaaaaaassssss….

Há 50 anos até entendo ela fazer. Hoje só pode ser em amor a castanha ou ao fogão né?

Mas você pediu e aqui está. 

Receita de Marron-Glacê da vovó Helena

Ingredientes:

  • 6 Kg de castanhas (yesssss…ela fazia para dar de presente e para ter de estoque em casa durante o ano)
  • 6 kg de açúcar (quem disse que era light?)
  • Lascas de erva doce
  • 2 Limões cortados em 4 – um para cada caldeirão – (isso, você leu certo. caldeirão)
  • Duas favas de baunilha
  • Rolos de gaze e barbante

Modo de fazer:

Descascam-se as castanhas que devem ser grandes e frescas.

Num caldeirão colocar água para ferver com um pedaço de limão. Mergulhar as castanhas na agua fervente de 6 em 6 para não deixar a agua esfriar e conseguir controlar esse rápido cozimento. (é minha linda, O trabalho só começou. De 6 em seis!!!!

Em seguida, ainda quentes, tirar com delicadeza a pele das castanhas.

Depois de todas já sem pele, embrulhamos em gaze duas a duas. 

Colocar os pacotinhos nos caldeirões e cobrir com água já fervendo. Deixar cozinhando no fogo baixo por 2 horas. 

  • Dia 1. Assim que completar o tempo indicado acrescentar o açúcar, e cozinhar por mais 90 minutos. Nos primeiros 20 minutos  fogo forte e depois fogo baixo. Sempre fervendo. Neste momento juntar as favas e lascas de baunilha que também deverão estar num saquinho de gaze. Completados os 90 minutos desligar o fogo, tampar a panela e deixar descansar por 12 horas.
  • Dia 2. Após 12 horas de descanso, cozinhar por mais 90 minutos. No começo fogo alto e depois baixo, mas sempre fervendo. Completados os 90 minutos desligar o fogo, tampar a panela e deixar descansar por 12 horas.
  • Dia 3. Gataaaaa….Vai repetir o procedimento de novo. Sério. Após 12 horas de descanso, cozinhar por mais 90 minutos. No começo fogo alto e depois baixo, mas sempre fervendo. Completados os 90 minutos desligar o fogo. 
Deixe esfriar. Tire a gaze com muiiiito cuidado para não quebrar as castanhas. Essa é uma operação realmente delicada.

Aí é só colocar em potes esterilizados. Você sabe esterilizar potes? Ahhhha vovó sabia. Tá na receita. 

Mas sabe o que eu acho? Você não precisa fazer 6 kgs . Faz um kg só. E come no dia, ou no dia seguinte. E depois se der certo, faz mais um kg. Porque fazer o próprio Marron-glacê é mesmo um luxo!!

Eu infelizmente, não tenho a habilidade necessária. E apesar de ter sido “assistente”da vovó fui uma péssima aluna. Se por acaso você experimentar a receita, me conta como ficou? Vai me fazer tão feliz….


Você conhece a história do Marron-glacê? Veja aqui

Dica da Dominique:  se você ama Marron-Glacê e não está afim de ter essa  trabalheira, a Dora, minha amiga faz o melhor Marron (para os íntimos) que já comi. Vou pedir para ela deixar o e-mail dela nos comentários. 

Marron-Glacê
Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

8 Comentários
  1. Tem que dar trabalho mesmo pra fazer, pq um marrom glacé é uma iguaria ímpar, um carinho na alma!!! Parabéns a quem se propõe a ele!!

  2. Minha tia também fazia o marrom glacê a receita dela veio da Itália,ela passou pra mim a nossa é quase igual só que leva cinco dias para ficar pronta minha tia morreu com noventa e três anos e ainda fazia é muito gostoso.

  3. Yaouni Eliane , essa é mesma receita que fazemos a 40 anos !! Sempre com a supervisão de minha mâe, que aprendeu com minha avó que era muito amiga da sua avó D Helena
    D Helena sempre me foi muito especial, mulher de fibra e de um capricho ímpar
    Deixo aqui meu contato para as Dominique’s 99185 2144 ❤️❤️❤️❤️

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.