Gastronomia

Que tal experimentar esses drinks feitos à base de bebidas legitimamente brasileiras

Este dias eu li que o isolamento social imposto pela pandemia está relacionado ao aumento do consumo de álcool. E não cresceu só no Brasil não. Você acredita que já colocaram até apelido: “quarentinis” ou os drinks da quarentena. Por aqui não há exageros, mas tenho tomado ótimos vinhos com a curadoria da minha amiga Patricia Brentzel.

A Pat é sommelière e conhece muuuuito de vinho. Além de recomendar os melhores vinhos, ela sempre me incentiva a experimentar novas uvas ou marcas. É ótimo porque faço cada descoberta com ela que às cegas não compraria.

Ela continua firme e forte nesse período de isolamento social e criou a campanha Beba Bem em Casa. A Pat garimpa os melhores vinhos, compartilha as novidades pelas redes sociais e quem compra recebe o produto em casa.

Além do universo do vinho, a Pat conhece e tem várias dicas bacanas sobre outras bebidas. Estes dias eu a vi compartilhando ideias incríveis para drinks. Foi aí que eu pedi a ela para desenvolver o drink Dominique, especial para nós. Ela topou o desafio, mas não criou apenas um, enviou 9 receitas de drinks para agradar a todos os gostos das Dominiques. E tem mais: algumas bebidas são legitimamente brasileiras (e não é cachaça)!

Dominique Hip Drink

O Dominique Hip Drink é feito com Gin. Já falei várias vezes aqui o quanto adoro essa bebida. A tônica traz uma leveza, então não fica um drink tão forte. Adorei o toque final do anis estrelado.

  • 50ml de Gin
  • 20ml de Curaçau Blue
  • 30ml de xarope de açúcar (opcional)
  • tônica
  • gelo
  • 1 ou 2 anis estrelado para decorar

Kiro

Eu não conhecia o Kiro, que é um switchel brasileiro. É uma bebida não alcoólica à base de gengibre, mel, vinagre de maçã e água. É super versátil porque podemos criar drinks sem álcool. Seguem duas receitas:

Kiro Paixão (não alcoólico)

  • 250ml de kiro
  • 1 colher de polpa de maracujá
  • 1 raminho de hortelã
  • gelo

Kiro & Jack

  • 200ml de kiro
  • 50ml de jack daniel´s
  • 1 rodela de laranja bahia
  • gelo

Quetzalli

Outra bebida que eu desconhecia. O Quetzalli é um cocktail já engarrafado, feito com tequila, maracujá, limão e calda de agave. O agave é uma planta nativa do México, extraído de um cacto. Dizem que o xarope de agave adoça como o mel e tem baixo índice glicêmico. Mas é pra ir com calma, porque engorda!

Quetzalli Cafezin

  • 50ml de Quetzalli
  • 30ml de café
  • 10ml de cointreau
  • gelo

Quetzalli Margarida (releitura da Margarita)

  • 100ml de Quetzalli
  • 30ml de suco de limão
  • 30ml de cointreau
  • gelo

TiiV

O TiiV é uma vodka orgânica brasileira, multi-destilada e filtrada, produzido a partir do álcool neutro da cana-de-açúcar. Tão forte quando a vodka tradicional, tem um sabor todo especial. Só provando mesmo para conferir.

Blood Mary

  • 50ml de Tiiv
  • 150ml de suco de tomate
  • molho inglês e tabasco à gosto
  • gelo
  • sal para fazer a borda do copo

Moscow Mule

  • 50ml de Tiiv
  • 20ml de suco de limão
  • 20ml de xarope de açúcar (opcional)
  • ginger beer
  • gelo
  • hortelã para decorar

Virgulino Ferreira

Virgulino Ferreira é uma bebida é feita a partir da fermentação de jabuticabas e fortificada com cachaça. O vermute tradicional, que é à base de vinho, foi a inspiração. Na nossa versão, a uva deu lugar à jabuticaba. É delicioso!

VF Tonic

  • 50ml de VF
  • tônica
  • rodela de laranja
  • cravo (opcional)
  • gelo

VF Negroni

  • 50ml de gin
  • 50ml de Campari
  • 50ml de VF
  • 1 rodela de laranja
  • gelo

Qual deles você gostou mais?

Outros posts sobre bebidas

Vou trocar um monte de coisa por vinho. Quer saber o que?

Um passeio pelas vinícolas da Serra da Mantiqueira

2 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Acompanhamentos diferentes para caprichar no fondue

Fondue um não é um prato, mas sim um momento, onde podemos compartilhar a mesma travessa, dividir, saborear, curtir e ficar bem perto das pessoas que gostamos. Todos se servem da mesma panela e para nossa surpresa além das que conhecemos os tradicionais Fondue de queijo e chocolate , podemos surpreender e aumentar o prazer desse momento com opções criativas.
Receita básica de fondue:

Fondue de queijo

  • 1 dente de alho cortado ao meio
  • 300g de queijo gruyere ralado no ralo grosso
  • 200g de queijo emmenthal ralado no ralo grosso
  • 200g de queijo estepe ralado no ralo grosso
  • 120ml de vinho branco seco
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Noz-moscada moídas a gosto

O segredo está nos acompanhamentos:

  • Linguiça fina grelhada
  • Mini batatinhas
  • Flor de brócolis cozido
  • Cogumelos paris cozidos
  • Pão cortado
  • Cubos de goiabada para sobremesa

Fondue
Fondue de Pizza

  • 1,5 kg de tomate
  • 1 cebola picadinha
  • 2 dentes de alho
  • orégano
  • 80 ml de azeite
  • manjericão
  • sal e pimenta a gosto

Em uma panela , refogar a cebola e o alho no azeite, bater o tomate no liquidificador peneirar e acrescentar no refogado, colocar orégano , sal e pimenta, deixar cozinhar até apurar e ficar levemente grosso.
Na panela de founde esfregar o alho , colocar o molho e 1 galho de manjericão.

Acompanhamentos:

  • Pão cortado
  • Focaccia
  • Mussarela de búfala cerejinha
  • Queijo coalho cortado

Fondue queijo
Fondue de queijo de cabra

  • 1 dente de alho
  • 300 grs de queijo cablanca ralado
  • 200 grs de queijo de cabra bolinha
  • 200 grs de pecorino
  • 100 grs de cream cheese culinario
  • 120 ml de vinho branco

Esfregar o dente de alho, colocar o queijo para derreter a aos poucos acrescentar o vinho, temperar com sal e pimenta do reino a gosto.

Acompanhamentos:

  • Batatinhas
  • Pães cortados
  • Tomatinho cereja
  • Uvas
  • Peras
  • Couve flor

Fondue Frutas

Sandra Vial Marchi
Sandra Vial Marchi

Chef da Grão Gastronomia (http://graogastronomia.com.br) é formada em Engenharia e Gastronomia. Sua vida gira em torno da descoberta de novos sabores e combinações, seja no seu cotidiano ou nas suas viagens mundo afora, Sandra está sempre em busca de experimentações gastronômicas.

2 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Receitas de comidas congeladas que facilitam o dia a dia

Dominique - comidas congeladas
Hoje é dia de comidas congeladas!

Vamos falar a verdade, não é fácil cozinhar todo santo dia, ainda mais para quem não domina a arte da gastronomia.

Para facilitar um pouco a vida das Dominiques, pesquisei algumas comidinhas que podem ser facilmente congeladas.

São dicas bem simples e que quebram um galho e tanto no dia a dia:

FEIJÃO
Corte bem picadinho 3 alhos e 1 cebola, juntando 4 folhas de louro. Gosto de refogar com azeite na panela de pressão. Acrescente meio pacote de feijão (500 gramas), sal e pimenta (se for do seu gosto). Coloque água até cobrir ao menos dois dedos acima do feijão e tampe a panela. Depois de levantar a pressão, deixe por aproximadamente 35 minutos.
Você pode turbinar esta receita juntando linguiça e paio em rodelas na hora do refogado. Depois siga o mesmo procedimento.
Deixe esfriar, coloque em embalagens individuais (vendidas em casas de embalagens) e pronto. Você terá feijão por um bom tempo.
Na hora de descongelar, acrescente um pouquinho de água no potinho.

FRANGO DESFIADO
Compre 1 quilo de filé de frango. Lave, tire a gordura, se tiver, e deixe 10 minutos com limão espremido para tirar qualquer cheiro.
Corte 2 alhos e 1 cebola e refogue com azeite na panela de pressão. Acrescente aos poucos os filés de frango e deixe dourar um pouco. Acrescente água até a boca da panela, junte sal e deixe cozinhar depois de levantar a pressão por 40 minutos.
Espere esfriar, escorra a água, coloque uma tampa comum na panela e sacuda vigorosamente. É incrível, o frango fica todo desfiado.
Depois de separar em potinhos individuais, leve ao congelador.
Em um dia você pode misturar com requeijão, no outro com molho de tomate, no outro com creme de leite ou simplesmente puro!
Ideal para rechear panquecas, tapiocas e pastéis de forno.

ARROZ INTEGRAL COM ARROZ NEGRO
Refogue 1 dente de alho e 1 cebola picadinhos no azeite em um panela. Junte 350 gramas de arroz integral e 150 gramas de arroz negro. Coloque 7 xícaras de chá de água, sal a gosto e deixe cozinhar com a tampa semiaberta.
O arroz integral e o arroz negro demoram mais para cozinhar do que o arroz branco, mas fique atenta ao ponto do cozimento, algo em torno de 35 minutos, dependendo do fogão.
Depois de esfriar, coloque em potinhos e leve ao congelador.
Quando for comer, pode acrescentar ervilha, palmito, tomate cereja picadinho, queijo ralado. Dá uma turbinada e fica supergostoso.

GRÃO DE BICO
Deixe um pacote de grão de bico de molho de noite. Na manhã seguinte, ao esfregar os grãos a pele vai soltar. Jogue fora as peles.
Faça um refogado na panela de pressão com 2 alhos e 1 cebola. Junte o grão de bico e refogue junto.
Depois acrescente água até cobrir bem o grão de bico e deixe por 15 minutos após levantar a pressão. Verifique se o grão está macio.
Deixe esfriar e acrescente cebola picada e tomate picado, fica perfeito para uma salada.
Depois de separar em potinhos individuais leve ao congelador.
Para dar uma incrementada, você pode também acrescentar lascas de bacalhau que já são vendidas prontas no supermercado.

KIBE DE FORNO
Deixe de molho, por no mínimo 1 hora, 250 gramas de trigo para kibe (bastante água). Depois escorra bem. Com o trigo seco, misture 300 gramas de carne moída, 2 colheres de sopa de manteiga, 1 cebola em cubinhos, 2 dentes de alho, hortelã, sal e pimenta (moída na hora é melhor).
Coloque a mistura em um refratário untado e leve ao forno por 40 minutos.
Espere esfriar, corte em quadrados e congele as porções.
Você pode comer com iogurte, com salada e vale a pena caprichar na mostarda, fica uma delícia!

ALMÔNDEGA LIGHT
Corte uma cebola em pedaços grandes e bata no processador ou liquidificador com uma clara. Acrescente um dente de alho, sal, salsinha e farelo de aveia ou pão integral picado. Junte esta mistura a 500 gramas de carne moída. Faça as bolinhas e leve ao forno por 20 minutos.
Depois de esfriar congele em porções individuais no freezer.
Ao descongelar você pode escolher acrescentar molho de tomate ou simplesmente comê-las com uma salada ou legumes.

BANANA E MORANGO QUANDO PASSAM DO PONTO
Quando a banana amadurece demais, você pode cortá-la em rodelas e guardar em potinhos no freezer. A mesma coisa com o morango.
Depois é só bater a banana com o morango, fica um sorvete delicioso!

Você sabia que estas coisas podem ser congeladas?
  • Manteiga pode ser congelada por 3 meses.
  • Queijo ralado pode ser congelado por até 4 meses.
  • Pães podem ser congelados e depois colocados no forno por 10min para ficarem fresquinhos.
  • Leite pode ser congelado durante 1 mês. Descongele na geladeira e agite bem antes de usar.
Essas são as minhas dicas de comida congelada. Você tem mais alguma? Compartilhe com a gente.

Leia mais:

Desmistificando o medo de fazer bolo. Veja a receita!
Comfort Food é a melhor coisa para aqueles dias tristes

3 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Receitas de bacalhau para inovar a tradição da Páscoa

Nem só de chocolate é feita a Páscoa. A tradição também pede à mesa o peixe, principalmente o bacalhau. É um clássico da época, tal qual o ovo de Páscoa! E não importa a sua preferência. Há sempre uma receitinha que casa super bem com a ocasião, capaz de agradar toda a família. Eu separei as minhas preferidas para te ajudar a planejar um cardápio tudo de bom!

Não sei se você sabe, mas o bacalhau é uma denominação para diversas espécies de peixes encontrados nos mares frios da Escandinávia. Dinamarca e Noruega são os mais famosos produtores!

De sabor incomparável, é um peixe que vai bem com todos os tipos de acompanhamentos. Seja em posta, desfiado, em lascas, assado, cozido ou frito.

Viu?

O que não faltam são opções para você preparar.

Mesmo para quem como eu não tem muito jeito na cozinha, há receitas simples que são irresistíveis.

Confira algumas delas e escolha a sua preferida!

#Escondidinho de bacalhau

INGREDIENTES

1 kg de bacalhau dessalgado e desfiado

1 kg de mandioca cozida e amassada

1 creme de leite

1 requeijão

1 cebola grande picada

1/2 vidro de leite de coco

1/2 xícara de azeitonas picadas verde ou preta

200 g de mussarela em fatias ou ralada

Azeite para fritar a cebola

Cheiro verde a gosto

MODO DE PREPARO

Bacalhau

Em uma panela coloque o azeite e frite a cebola.

Coloque o bacalhau, já dessalgado e desfiado e refogue.

Acrescente as azeitonas e por último o cheiro verde.

Reserve.

Massa da Mandioca

Em uma tigela coloque a mandioca já amassada.

Acrescente o requeijão cremoso, o creme de leite e 1/2 xícara de leite de coco.

Misture bem e reserve.

Em um refratário coloque metade da massa da mandioca, todo o bacalhau refogado e por cima o restante da massa da mandioca.

Cubra com a mussarela com papel alumínio e leve para gratinar por 20 minutos. Sirva.

# Risoto de Arroz Negro com Bacalhau e Castanhas Portuguesas

INGREDIENTES

200 grama(s) de arroz negro

100 grama(s) de castanhas portuguesas congeladas pré-cozidas

1 colher(es) de sopa de manteiga

1/2 cebola

1/2 xícara(s) de chá de vinho branco seco

1 litro(s) de caldo de legumes

50 grama(s) de queijo parmesão ralado

200 grama(s) de bacalhau dessalgado desfiado

pimenta-do-reino a gosto

sal a gosto

colher(es) de sopa Azeite a gosto

1 ramo(s) de cerefólio, para decorar

MODO DE PREPARO

Passe as castanhas na frigideira com azeite deixando dourar levemente. Reserve.

Em uma wok ou frigideira larga, refogue a cebola na manteiga. Junte o arroz negro e vá cozinhando, acrescentando os temperos, o vinho e o caldo de legumes.

Quando o arroz estiver “al dente” e com sabor, adicione as lascas do bacalhau, misturando sempre. Esmague algumas castanhas e adicione à frigideira. Em seguida, adicione o queijo e depois o azeite.

Sirva em um prato decorando com algumas castanhas inteiras e um raminho de cerefólio por cima.

#Bacalhau ao forno

INGREDIENTES

1kg de lombo de bacalhau

2kg de batatas em rodelas

5 cebolas fatiadas

2 pimentões amarelos fatiados

4 pimentões vermelhos fatiados

150g de azeitonas pretas

alho fatiado a gosto

500ml de azeite de oliva

MODO DE PREPARO

Deixe o bacalhau de molho na água, dentro da geladeira.

Troque a água a cada 6 horas durante 3 dias consecutivos.

Quando escorrer o bacalhau pela última vez, jogue a água em uma panela e acrescente as batatas em rodelas.

Cozinhe as batatas al dente e reserve.

Em uma panela, ferva 2 litros de água.

Desligue o fogo, acrescente o bacalhau e tampe a panela por 10 minutos (assim o bacalhau cozinha e não resseca).

Escorra o bacalhau, retire os espinhos e a pele e separe-o em lascas grandes.

Em uma frigideira grande, aqueça uma xícara de chá de azeite e frite as batatas até dourarem. Reserve.

Na mesma frigideira, refogue os pimentões, a cebola e o alho no azeite. Reserve.

Em uma travessa grande, faça camadas de batata, bacalhau, cebola, pimentões e azeitonas.

Regue com o azeite restante e feche com papel alumínio.

Leve ao forno preaquecido a 180ºC por 40 minutos.

Retire do forno e sirva em seguida.

Um bom truque para nunca mais errar nos preparos no forno: as batatas e as cebolas devem ir para a assadeira já pré-cozidas. Se forem cruas junto com o bacalhau, até atingirem o ponto certo, o peixe já estará seco e sem graça.

#Salada de grão-de-bico com bacalhau

Resultado de imagem para salada de grão de bico com bacalhau

INGREDIENTES

1/2 kg de bacalhau cozido e desfiado

1/2 kg de grão de bico cozido al dente

2 cebolas grandes cortada em pedaço pequenos

1/2 copo de azeite

Vinagre a gosto

Sal a gosto

Salsinha/cebolinha a gosto

MODO DE PREPARO

Cozinhe o bacalhau por 20 minutos, reserve.

Cozinhe o grão de bico na água do cozimento do bacalhau por 30 minutos até ficar al dente.

Coloque tudo numa travessa grande e vai acrescentando os outros ingredientes misture bem e sirva frio de preferência no outro dia.

#Bacalhau ao requeijão gratinado

INGREDIENTES

1kg de bacalhau dessalgado

1kg de batatas

1 litro de leite

3 colheres de sopa de manteiga

800 gramas de requeijão firme (tipo Catupiry)

150g de parmesão ralado grosso

2 cebolas grandes picadinhas

Azeite para refogar

Sal a gosto

Salsinha e azeitonas para decorar

MODO DE PREPARO

Cozinhe o bacalhau sem pele, já dessalgado, no leite, até que fique macio. Retire com uma escumadeira, deixe esfriar e desfie em pedaços grandes. Reserve.

Cozinhe as batatas descascadas no mesmo leite em que cozinhou o bacalhau. Passe ainda quentes pelo espremedor.

Junte a manteiga e um pouco do leite em que cozinharam, se for necessário, para formar um purê. Acerte o sal se for preciso.

No azeite, refogue as cebolas até ficarem douradas. Acerte o sal e reserve.

Num pirex com azeite no fundo coloque o bacalhau desfiado.

Por cima espalhe a cebola frita e o requeijão em temperatura ambiente (reserve cerca des 300g para colocar por cima).

Coloque o purê numa manga de confeitar com bico pitanga grande e vá cobrindo toda superfície. Faça o mesmo com o requeijão reservado.

Polvilhe parmesão ralado grosso e leve ao forno para aquecer e gratinar.

Decore com azeitonas pretas sem caroço e salsinha bem picadinha.

Aproveite a ocasião e leia também Passo a passo para montar um maravilhoso arranjo de mesa na Páscoa.

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Lanches light para lidar com a fome (e a ansiedade) na quarentena

Estes dias eu aprendi a diferença entre o comer emocional e o comer emocionado. Fazer essa distinção é um detalhe que talvez tivesse passado despercebido, se não fosse esse tempo de ansiedade e incertezas. A comida emocional não serve para satisfazer a fome. Recorremos a ela para conforto, alívio do estresse ou como uma recompensa. 

Já o comer emocionado é aquele que faz a gente se sentir bem por conta de toda a circunstância, seja porque estamos num encontro com amigos, em um jantar ou uma festa. Ficamos mais relaxados e podemos até exagerar um pouco. A comida tem esse poder, né, de nos unir socialmente. 

Antes de tudo, em tempos de pandemia, eu não tenho coragem (ou vontade) de escrever sobre dicas para controlar a ansiedade e a vontade de comer. Eu não estou conseguindo me controlar. Além disso, não temos a opção de sair pra almoçar em restaurante e também não dá para pedir delivery todos os dias. 

Tomei a decisão de selecionar melhor o que eu compro (exclui chocolate da lista!) e as receitas que vou fazer. Infelizmente não não tenho encontrado uma variedade grande de produtos, mas consigo muito bem me virar com os que tenho acesso. Neste caso, eu fiz uma listinha de pratos mais leves para cozinhar, também estou abusando das verduras e legumes.

Além disso, eu selecionei várias opções de lanches light para o meio da manhã e da tarde. Quando eu quero matar aquela fominha, pelo menos as minhas opções são mais leves ou naturais. Tem receitas doces e salgadas porque, afinal, ninguém é de ferro, né. Tirei as ideias do Pinterest! 

Top 10 lanches light testados e aprovados!

Chips de batata doce ao forno

Uma delícia para petiscar no final da tarde.

Pizza de brócolis

Fácil de fazer, uma delícia como opção de lanches para substituir o jantar.

Sanduíche de couve-flor

Minha descoberta mais deliciosa. Adoro um queijinho derretido.

Quibe de abóbora

Não sou vegana, mas adoro as opções. É gosto e light pra comer a noite.

Pão de aveia

Fica uma delícia para o café ou o chá da tarde. Gosto com requeijão.

Torta de pão de forma com atum e cenoura

Adoro atum (e sardinha!). Eu dou sempre preferência para o pão integral.

Chips de banana

É gostoso e ainda rende petisco para vários dias.

Bolinho integral de maça e especiarias

Um bolinho porque ninguém é de ferro. Eu me controlo bem, mas às vezes dá uma vontade de comer um docinho.

Brigadeiro light

Tenho de ser verdadeira. Não é igual brigadeiro, mas é beeeem gostoso.

Muffin de banana com cacau

Eu simplesmente amo a combinação banana e chocolate. Esse bolinho ficou delicioso.

Outras receitas lights

O livro de receitas das Dominiques

Diga adeus aos alimentos sabotares das dietas

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.