Gastronomia

Marron-Glacê – A Receita da minha avó

Tenho pensado muito na vovó. Lembrado de nossas histórias. Outro dia estava escrevendo sobre a lenda de São Martinho e sua relação com castanhas portuguesas, e adivinha? Lembrei de quando minha avó fazia em casa Marron-glacê para o ano todo na época de natal.

Marron-Glace
Receita de Marron-Glacê de minha avó. Escrita por ela em seu sagrado e organizado caderninho.

Minhas amigas Dominiques gostaram do texto e das receitas. Mas algumas, para minha surpresa, pediram a receita da vovó.

Fui procurar e achei. Com a letrinha dela, com as observações, e até o desenho de como amarrar as castanhas na gaze. 

Colega, essa época já é punk. Imagina esse reencontro com o caderno da vovó? Nossa, como me lembro dele. Na verdade deles. Ficavam todos em uma gaveta, embaixo da bancada de trabalho na cozinha. Os de capa azul eram os para receitas salgadas. Os verdes para doces. Ou vice-versa. 

Acho que já contei que quando era pequena, dormia todos ou quase todos os finais de semana com ela. E domingo de manhã, preparávamos o almoço da família. Quer dizer, eu com 4,5,6,7,8 anos era sua “auxiliar”. Tinha um banquinho de madeira em que subia para alcançar a bancada. E lá, do alto do meu banquinho, recebia minhas tarefas. E a primeira delas sempre era pegar o caderno.  

  • Ayouni, pega o caderno azul.  Hoje vamos fazer Salpicão que seu tio adora.    E lá ia a vovó fazer a maionese em casa!!! Sério!! 
Que delícia está sendo lembrar desses momentos. Mas bem, vamos ao Marrom Glacé.

Menina.. Jura que você quer fazer em casa??? Você tem ideia do trabalho? Quando achei a receita, comecei a ler. Reli porque achei que não tinha entendido. Mas não. É isso mesmo. São diaaaaaassssss….

Há 50 anos até entendo ela fazer. Hoje só pode ser em amor a castanha ou ao fogão né?

Mas você pediu e aqui está. 

Receita de Marron-Glacê da vovó Helena

Ingredientes:

  • 6 Kg de castanhas (yesssss…ela fazia para dar de presente e para ter de estoque em casa durante o ano)
  • 6 kg de açúcar (quem disse que era light?)
  • Lascas de erva doce
  • 2 Limões cortados em 4 – um para cada caldeirão – (isso, você leu certo. caldeirão)
  • Duas favas de baunilha
  • Rolos de gaze e barbante

Modo de fazer:

Descascam-se as castanhas que devem ser grandes e frescas.

Num caldeirão colocar água para ferver com um pedaço de limão. Mergulhar as castanhas na agua fervente de 6 em 6 para não deixar a agua esfriar e conseguir controlar esse rápido cozimento. (é minha linda, O trabalho só começou. De 6 em seis!!!!

Em seguida, ainda quentes, tirar com delicadeza a pele das castanhas.

Depois de todas já sem pele, embrulhamos em gaze duas a duas. 

Colocar os pacotinhos nos caldeirões e cobrir com água já fervendo. Deixar cozinhando no fogo baixo por 2 horas. 

  • Dia 1. Assim que completar o tempo indicado acrescentar o açúcar, e cozinhar por mais 90 minutos. Nos primeiros 20 minutos  fogo forte e depois fogo baixo. Sempre fervendo. Neste momento juntar as favas e lascas de baunilha que também deverão estar num saquinho de gaze. Completados os 90 minutos desligar o fogo, tampar a panela e deixar descansar por 12 horas.
  • Dia 2. Após 12 horas de descanso, cozinhar por mais 90 minutos. No começo fogo alto e depois baixo, mas sempre fervendo. Completados os 90 minutos desligar o fogo, tampar a panela e deixar descansar por 12 horas.
  • Dia 3. Gataaaaa….Vai repetir o procedimento de novo. Sério. Após 12 horas de descanso, cozinhar por mais 90 minutos. No começo fogo alto e depois baixo, mas sempre fervendo. Completados os 90 minutos desligar o fogo. 
Deixe esfriar. Tire a gaze com muiiiito cuidado para não quebrar as castanhas. Essa é uma operação realmente delicada.

Aí é só colocar em potes esterilizados. Você sabe esterilizar potes? Ahhhha vovó sabia. Tá na receita. 

Mas sabe o que eu acho? Você não precisa fazer 6 kgs . Faz um kg só. E come no dia, ou no dia seguinte. E depois se der certo, faz mais um kg. Porque fazer o próprio Marron-glacê é mesmo um luxo!!

Eu infelizmente, não tenho a habilidade necessária. E apesar de ter sido “assistente”da vovó fui uma péssima aluna. Se por acaso você experimentar a receita, me conta como ficou? Vai me fazer tão feliz….


Você conhece a história do Marron-glacê? Veja aqui

Dica da Dominique:  se você ama Marron-Glacê e não está afim de ter essa  trabalheira, a Dora, minha amiga faz o melhor Marron (para os íntimos) que já comi. Vou pedir para ela deixar o e-mail dela nos comentários. 

Marron-Glacê
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 52 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

1 Comentário
  1. Yaouni Eliane , essa é mesma receita que fazemos a 40 anos !! Sempre com a supervisão de minha mâe, que aprendeu com minha avó que era muito amiga da sua avó D Helena
    D Helena sempre me foi muito especial, mulher de fibra e de um capricho ímpar
    Deixo aqui meu contato para as Dominique’s 99185 2144 ❤️❤️❤️❤️

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Cardápio simples e delicioso para 9 dias de férias na praia

Dominique - Cardápio

UPDATE : Gente, esse é um dos posts de Dominique que faz mais sucesso. Então para facilitar mais ainda sua vida, resolvi fazer um e-book com todo o cardápio, as receitas e a lista de compras prontinha!!!!

Clique aqui, deixe seu e-mail, e baixe o e-book. Mas antes leia as sugestões.

E-book Cardápio Praia Dominique

Vem chegando o verão. Obaaaa!
Ano novo. Calor. Férias. Praia. Família e amigos. Casa cheia. Descanso.
Descanso? Que nada minha filha. Vamos pro ralo novamente.
Três refeições por dia para esse monte de gente. Cardápio para todo este período.

Seja a casa sua ou alugada, toda vez que penso em ano novo na praia, a primeira coisa que me vem à cabeça, não é a caipirinha, nem o pôr do sol. E sim aquele supermercado lotado com cheiro meio de azedo. Naquele calor insuportável que sou obrigada a frequentar quase todos os dias. Era! Isso mesmo.

Há uns cinco anos, desenvolvi uma técnica para evitar ao máximo aquele festival de chinelos de dedo mal humorados, daquela dança de mulheres de saída de praia com carrinhos apressados na certeza de que estavam perdendo o melhor do sol.

Tenho um cardápio superflexível de final de ano para nove dias. Com ele, fica fácil fazer a lista de compras e antecipar. O grande segredo é antecipar.

Tento fazer isso tudo antes da loucura, deixando apenas pequenos detalhes para a semana da praia ou grandes e brilhantes alternativas para emergências. Olha isso tem me salvado e me aliviado um bocado!

Tudo vai depender apenas da sua organização. Vou dar uma ideia, mostrando para você o MEU cardápio. Claro que ele vai variar de família para família, de casa para casa, dependendo da quantidade de pessoas e dos costumes das mesmas.

Vamos lá?

Aperitivo e café da manhã

Um bom café da manhã, pode muitas vezes substituir um almoço. Um belo aperitivo pode fazer as vezes daquele lanche, uma noite mais tranquila.

Café da manhã
– Pães
– Torradas
– Pão sírio médio
– Pão de forma integral
– Filão de pão italiano para bruschetta
– Formas pequenas de queijo branco
– Baldes de requeijão
– Leite
– Café
– Chá… etc.

Capítulo dos frios
Compro em porções de 150g e peço para que embrulhem a vácuo.
Dizem que não precisa guardar na geladeira, nem no freezer. Eu nunca arrisquei. Mas aí, eu tiro um pacotinho por café da manhã e, se tudo dá certo, nada volta para geladeira, porque frios no verão e na praia costumam azedar com muita facilidade.
– Mussarela light
– Presunto magro
– Salaminho
– Peito de peru
– Mortadela
Ex: 1 kg de “mozarela” embalados em 8 pacotes de 150g cada

Aperitivo
Caso você queira uns petiscos em vez de lanche:
– Salmão defumado já fatiado
– Carpaccio com rúcula
– Pastas árabes – quebram o maior galho, todo mundo gosta e podem ser congeladas: chancliche, homus, babaganuche, coalhada seca
– Bolas médias de “mozarela” de búfala com tomatinhos cereja e manjericão
– Brie pequeno
– Provolone pequeno
– Semente de abóbora
– Queijo parmesão
– Amendoim e similares

Agora o cardápio. Com ele a lista de compras fica superfácil vai.

Claro que tem que ser flexível. Ah, hoje não quero comer peixe. Ok!
Ah, hoje vou almoçar na vizinha! Obaaaa…

26/12 – Terça

Almoço
Todos chegarão a noite!

Jantar
Frios e pães variados para sanduiches deliciosos.
Folhas de alface lavadas
Tomates cortados em fatias.
Maionese etc..

27/12 – Quarta

Almoço
Salada de manga com kani
Picadinho
Couve
Arroz
Milho

Jantar
Salada sem temperar para que se possa usar no sanduba
Carne louca
Pão francês e folhas de alface

28/12 – Quinta

Almoço
Casquinha de siri (que pode ser no pirex)
Pescada com molho limão e alcaparras
Couscous marroquino

Jantar
Salada de batata
Salsichada*

29/12 – Sexta

Almoço
Salada
Frango com molho de tangerina e gengibre
Couscous marroquino

Jantar
Pizza de pão sírio ou do delivery. Ou gente, vamos dar uma volta?

30/12 – Sábado

Almoço
Salada
Churrasco (suas carnes de preferência)
Farofa ou apenas uma farinha
Arroz branco ou biro biro

Jantar
Saladinha com molho de iogurte
Torta de palmito

31/12 – Domingo

Almoço
Aqui tem que ser algo bem leve e fácil
Salada de legumes cozidos
Uma lasanha que você tenha no freezer

Jantar
A ceia fica por seus costumes e hábitos. Veja nosso texto sobre decoração de mesas.

01/01 – Segunda

Almoço
Recuerdos de Haier (o que sobrou de ontem)

Jantar
Salada com tudo picadinho
Massa com molho ao pesto*

02/01 – Terça

Almoço
Moqueca de peixe ou camarão para acabar em grande estilo
Pirão
Arroz
Farinha no dendê

Jantar
Torta de frango

03/01 – Quarta 

Almoço
Salada de folhas e melão com presunto
Peixe assado
Batatinha cozida

Jantar
Risotinho de legumes (rapa na geladeira para ir embora)

*Salsichada
Não é qualquer salsicha. Você vai comprar uns 6 ou mais tipos de salsichas chiques. Sabe como é? Salsicha branca com ervas, salsicha de vitela com algo…etc. Pão francês fresquinho, pão de cachorro quente e algum outro a sua escolha. E superimportante! 3, 4 ou até 6 tipos de mostardas diferentes.

Não invente muito, senão o que era simples fica complicadíssimo.
Onde já se viu comer cachorro-quente com batata palha, purê, ervilha, feijão tropeiro? Não É pão, salsicha e mostarda. Quando muito uma maionese e um ketchup para os hereges.

Algumas dicas:
Dia dos espetinhos.
Aí dá um pouco mais de trabalho, mas a mesa fica linda. Eu, como sou louca, vou à Liberdade, sim, o bairro. Mas vou num sábado perto do Natal que é para estar beeeeeem cheio. É, sou estranha assim mesmo. E vou lá só para comprar palitinhos decorados. Qualquer hora eu mostro. E aí fico inventando.

Comida de tigelinha:
Já sirva nas tigelinhas. Não tem que por mesa, não tem que nada. E depois são só algumas tigelinhas para lavar.

O que vc pode ter pronto para uma emergência:
Pesto! Um bom pesto para uma massa ou para um sandubão gourmet.
http://diana212m.blogspot.com.br/2012/03/italian-simplicity.html

Receita de pesto
ingredientes:
4 dentes de alho
1 colher de chá de sal
1 xícara de chá de folhas de manjericão fresco
3 colheres de chá de pinoli ou nozes, sem casca
100g de queijo pecorino ou parmesão ralado
1/2 xícara de chá de azeite
Pimenta do reino a gosto.

Outras opções de pratos para almoço e lanche além das do cardápio:
Saladas e quiches
Frios e sanduíches
Escondidinho
Risoto de funghi
Espaguete ao vôngole
Macarrão com carne desfiada e molho de tomate
Lasanha de abobrinha
Empadinhas/miniquiches/enroladinho de salsicha
Salada caprese com pesto
Couscous baiano

Agora que o cardápio já está pronto, é só aproveitar e descansar!

Leia mais:

Receitas de comidas congeladas que facilitam o dia a dia
Desmistificando o medo de fazer bolo. Veja a receita!

7 Comentários
  1. Nossa…arrasou!!! Adorei o cardápio você pensou em tudo…até os dias bateu rs
    Vou fazer pequenas adaptações para minha família, acrescentando uns dias a mais de churrasco. Obrigada pelas dicas.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

8 ideias pra festa de final de ano SEM vermelho, dourado ou prateado!

Chegou o mês de festinhas aqui, confraternização ali… afff….. Não sei quem liberou de o Natal começar tão cedo assim. Se já não gosto muito dessa época do ano, imagina como fico quando me convidam pra celebrar já no início de dezembro. Nem vou falar dos ansiosos, que marcam algo em novembro.

Bom, posso não gostar muito de Natal, mas me divirto em algumas festas de final de ano. Tô por aqui imaginando como eu planejaria uma confraternização sem muitas referências (ou nenhuma!) de motivos natalinos. Não é que eu seja contra o vermelho, dourado e prateado… mas eita falta de criatividade.

Aqui no Brasil é calor, é primavera e é tempo de flores. Por que não abusar desse colorido de encher os olhos? Por isso planejei uma festa – do início ao fim – com muita cor, flor e ideais criativas. Fica aqui a dica para quem quiser inovar na confraternização de final de ano.

Convite

Comece com um convite diferente. Que tal recuperar uma tradição antiga e enviar convites pelos correios? Garanto que será uma surpresa. Não tem nada mais informal que um aviso pelo WhatsApp, não é?

 

Decoração da casa

Explore as flores e suas fragrâncias diferentes na decoração da casa. Por que não usar frutas também? A mistura de cores e texturas criará um visual incrível.

 

 

 

 

 

 

 

No quintal ou na beira da piscina

Aqui é pra quem tem casa e pode organizar a festa ao ar livre. Tanto faz se é piscina ou quintal, o ar livre traz boa energia. Quem sabe arrumar a mesa no chão, com almofadas, ou usar alguns balões coloridos pra encher todo o ambiente.

 

 

 

 

 

 

 

Drinks

Agora a parte boa: os drinks. Um dry martini para começar deixa toda festa mais animada. Uma ideia diferente é decorar os cubos de gelo com flores. Aí, sim, drinks super coloridos.

Comidas

A salada tem que ter e pode ser servida em taças ou copos pra ficar mais fácil! Em vez de fritura, opte por comidas low carb. Dá pra comer e beber sem ninguém se sentir culpado depois!

 

 

 

 

 

 

 

Mesa decorada

O porta talheres individual complementa a decoração da mesa. Junte à composição um copo simples, mas também decorado. Pronto. A mesa ficará incrível.

Sobremesas de arrasar

Já que economizamos nas calorias das comidas, que tal aproveitar alguns docinhos pra fechar a festa? Mas dá também pra combinar com um cardápio de frutas.

Lembrancinha para as amigas

Para fechar, é simpático oferecer uma pequena lembrança para os convidados. Pode ser algo de decoração, para usar ou mesmo para comer depois. Se você tiver tempo para fazer, no melhor estilo DIY, o dobra o valor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E você? Vai organizar uma festa também? Compartilha aqui algumas fotos do seu evento!!!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Vou trocar um monte de coisas por vinho. Quer saber o que?

Vou fazer uma revelação.

Não vejo problema nenhum em trocar gente chata por vinho. Aliás, decidi que vou trocar um monte de coisas por uma taça de vinho. Até mesmo aquelas pesquisas chatas de quanto podemos beber de vinho diariamente.

Esses dias li uma reportagem que diz que beber uma taça de vinho só faz bem pra homens com mais de 45 anos e mulheres com mais de 55 anos. Jura!!!!! Eu não cheguei aí, mas já vejo muitos benefícios na minha tacinha diária. Ok, ok, alguns dias são duas, três tacinhas….

Sem culpas! Com a quantidade de sapo que tenho de engolir no dia a dia, merecia uma garrafa inteirinha. Ah, que delícia é aquela hora em que posso encher a banheira e a taça para relaxar…Que sen-sa-ção BOA! E mais: atua como antioxidante. Quer melhor que se conservar jovem com vinho?

Então, não vejo problema em trocar gente chata por vinho.

Claro que às vezes é legal curtir a companhia de uma grande amiga ou de um boy magia daqueles bem românticos. No mais, eu prefiro desfrutar a minha tacinha sozinha, porque dependendo da conversa, cansa mais. E vamos combinar que com o tempo a gente perde a paciência, né?

Cá entre nós, eu troquei meu primeiro marido (um chato de carteirinha) pela uva tinta mais popular e democrática que existe. Como a Cabernet, que se adapta ao clima de quase todos os países que produzem vinho, eu também me adapto a qualquer situação. Então viver sem aquele mala foi um alívio!  

Agora, se Cabernet é potência, a Merlot é suavidade.

A mesma leveza que tem uma manhã de domingo sem almoço na casa da sogra chata. Já troquei sim! Quem nunca? Bem melhor essa uva que te dá vinhos redondos, suculentos e fáceis de beber. E sogra nem sempre desce bem.

Não desceu bem também quando fui demitida e trocada por uma profissional mais jovem. Engoli o choro e troquei a decepção pela felicidade da elaborada Pinot e sua safra de vinhos vermelhos, com aromas de frutas, e presente na composição de espumantes − inclusive alguns ótimos brasileiros.

Me esbaldei ainda com os encorpados e suculentos, feito o Malbec, quando descobri que havia sido traída. A troca? A vontade de esfaquear o desgraçado por uma taça desse elixir rústico, claro!

Para o estresse diário, o branquinho que me seduz! Troco tudo por um Sauvignon Blanc, fresco, de boa acidez, aroma pronunciado e beeeem geladinho.

E se a gente entra mesmo em sintonia com as energias em que focamos nossas forças, vamos nos poupar de gente chata?

Com o passar do tempo eu quero é manter somente aquilo que me faz bem. Ao som de uma boa música, degustar um bom vinho e sorver a vida. Seja com alguém que valha a pena, seja com a nossa melhor companhia: nós mesmos.

Enfim, meninas! Conta aqui quais foram as suas trocas? Não espalho pra ninguém, prometo!

Veja também:

Os meus vexames ao tomar vinho tinto

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

A lenda de Sao Martinho e as Castanhas Portuguesas

Em novembro, dezembro, quando era pequena, lembro de ir com minha avó ao mercado municipal comprar castanhas portuguesas. Comprávamos quilos e quilos desta deliciosa semente.

Minha avó as fazia de diversas maneiras: assadas, cozidas, mas a que mais me impressionava era o tal Marrom Glacê. Levava dias para prepará-lo e minha função era embrulhas as castanhas duas a duas em gaze para irem ao fogo.

Isso, sei lá porque, era necessário embrulha-las naquele pano furadinho. Depois colocava-se em potes que ela esterelizava num processo complicadíssimo de ferve, seca, ferve e seca.

E pronto!! Um belo laço dourado no vidro e tinha aí o presente que muitas amigas esperavam da vovó todos os anos.

E quis a vida que este ano, 2018, eu estivesse em Portugal justamente no dia 11 de novembro, e com minha mãe.

Aqui, hoje é dia de castanhadas porque é dia de São Martinho.

E vamos a lenda..

Neste mundo globalizado em que vivemos São Martinho não é um santo português, veja só. Nasceu na Hungria no ano de 316 DC.

Era pagão, virou cristão..etc.. (estou resumindo, tá gente?)

E numa noite de chuva gelada de novembro, ele em seu cavalo, encontra um mendigo encharcado e desesperado.  Cheio de compaixão, o jovem desceu do cavalo e, com a ajuda da sua espada, cortou a sua capa militar ao meio e deu uma das metades ao mendigo.

De repente o frio parou e o tempo aqueceu. Este acontecimento acredita-se que tenha sido a recompensa por Martinho ter sido bom para com o mendigo.

Hoje em dia, sempre que em novembro, mês cinzento de outono, abre-se os sol, diz-se que chegou o Verão de São Martinho.

São Martinho tornou-se padroeiro dos mendigos, alfaiates, peleteiros, soldados, cavaleiros, curtidores, restauradores e produtores de vinho.

Frases e Provérbios de São Martinho

  • Por S. Martinho semeia fava e o linho.
  • Se o inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
  • No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho.
  • No dia de S. Martinho, castanhas, pão e vinho.
  • No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho.
  • Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.

E agora que tal algumas receitas com as divinas castanhas portuguesas?

1. Castanhas Assadas – Casal Mistério

Primeiro que tal o básico, mas um básico bem feito?

Como comprar castanhas:  escolha as mais duras, as mais brilhantes e, de preferência, sem aqueles pequenos buraquinhos que, às vezes, têm à volta. Outra dica: não se esqueça de lhes fazer um corte longitudinal, ou, se preferir, pode cortá-las em forma de cruz. Não interessa a forma como as corta, desde que as corte, senão o seu forno vai parecer o início da Terceira Guerra Mundial.

Ingredientes

(para 6 a 8 pessoas)

  • 1 kg de castanhas

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Cubra a assadeira do forno com papel de alumínio. Com uma faca bem afiada, faça um corte em forma de cruz em cada castanha. Coloque as castanhas na assadeira e deixe-as assar durante 25 a 30 minutos, ou até ficarem amarelas e começarem a abrir. Retire do forno e tape as castanhas com um pano de cozinha. Deixe arrefecer até conseguir pegar nelas. Depois, retire o pano e descasque as castanhas antes de servir.

Nota: Esta receita não inclui sal, mas tem quem goste de polvilhá-las com sal fino (para agarrar melhor) antes de as colocar no forno.

2.COMPOTA DE CASTANHAS – site SAPO
Com apenas quatro ingredientes, pode apreciar o sabor deste fruto típico português  ao longo de todo o ano.
CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 100

INGREDIENTES

Castanhas 600 g
Açúcar 500 g
Flor-de-sal 5 g
Sumo de laranja 1/2 laranja

PREPARAÇÃO

Leve as castanhas a cozer em água e sal. Depois de cozidas, escorra-as bem, retire-lhes a casca e leve ao fogo com o Açúcar

Deixe ferver durante quatro minutos.

Triture e deixe ferver durante mais quatro minutos.

Deite em frascos previamente esterilizados

3. Mont Blanc – Do site Panelinha

INGREDIENTES

  • 1 kg de castanha portuguesa
  • 1,250 litro de leite
  • 4 colheres (sopa) de açúcar
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de chocolate em pó
  • 1 colher (sopa) de rum
  • 250 ml de creme de leite fresco
  • morangos ou cerejas para decorar (opcional)

MODO DE PREPARO

  1. Lave as castanhas sob água corrente. Com uma faca afiada, faça um corte em cruz na base de cada uma.
  2. Numa panela grande, coloque as castanhas e cubra com água. Leve ao fogo alto. Deixe cozinhar por 1 hora e 30 minutos. Caso o corte em cruz ainda não esteja abrindo, deixe cozinhar um pouco mais.
  3. Retire as castanhas da panela e descasque, uma a uma, com uma faca afiada. A película marrom que fica entre a casca e a castanha também deve ser retirada.
  4. Volte as castanhas à panela, acrescente o leite, 2 colheres (sopa) de açúcar e leve ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar, mexendo sempre, até obter um creme espesso.
  5. No espremedor de batatas, sobre uma tigela com a manteiga, passe o creme ainda quente. Acrescente o chocolate, 2 colheres (sopa) de açúcar e o rum. Misture bem até ficar homogêneo.
  6. Numa tigela com tampa, coloque o purê de castanhas e deixe na geladeira por até 2 dias para apurar o sabor.
  7. Na batedeira, coloque o creme de leite e bata até o ponto de creme chantilly. Reserve.
  8. Sobre a travessa que será servido o doce, passe o purê pelo espremedor de batatas novamente, isso serve para que fique com o aspecto de espaguete. Forme um montinho e coloque o creme chantilly ao redor. Decore com morangos ou cerejas. Sirva gelado.

AutorPanelinha

Tempo de preparoMais de 2h

ServeMais de 6 porções

Imagem da receita

 

Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 52 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

5 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.