Decoração

Transformando rolhas de vinho em acessórios para a casa

Eu realmente não me recordo mais há quantos anos venho guardando rolhas de vinho. Sim… porque eu precisei organizar muitas festas e promover vários encontros com família e amigos para juntar esse tanto de rolha de vinho. 

No começo fui apenas acumulando as rolhas num daqueles baldes de gelo, que eu pouco usava em casa. Era mais um objeto de decoração e ficava em cima de um móvel. Não acompanhei a maratona de jogar rolhas no balde. No dia que tiramos para olhar foi um susto. Era muuuuuuuita rolha num lugar só. 

É sério. Mas também foi uma delícia relembrar que cada uma delas representa os bons momentos que vivemos em casa e dividimos com as pessoas que gostamos. (Quando será que vamos ter isso novamente?)

E você aí pode falar: – foram muitos momentos, hein! Porque foram sim! E reconheço que aqui em casa também tomamos vinho quando estamos só nós dois (eu e o marido). Garantimos mais matéria prima toda semana 🙂 

De onde vem a inspiração…

Eu nem precisei me questionar sobre o que fazer com tantas rolhas. Sou usuário assídua do Pinterest (eu aqui) e há anos venho juntando ideias de artesanato com rolha. Adorei vi a ideia para fazer suportes para panelas. Então esse foi o meu plano… por alguns anos. 

Pois é! Mesmo com muitas rolhas de vinho e uma ideia na cabeça, eu nunca consegui juntar tempo + disposição para fazer os meus suportes. E se passaram mais alguns anos e muitas rolhas a mais no balde! Tive de colocar em outro balde de gelo, porque o primeiro simplesmente lotou!

Mas aí veio – infelizmente – a pandemia. 

Mas desta vez não foi uma questão de ter disposição. Eu precisava investir meu tempo livre e a minha energia fazendo algo mais, além de ler ou assistir notícias. Mais do que um hobbie, fazer artesanato é uma forma de terapia artesanal. Sim… porque além de aumentar a sensação de bem-estar, fazer um trabalho manual ajuda a relaxar, aumenta a concentração e traz benefícios até para problemas como ansiedade e depressão. Tem quem gostei de correr para aliviar o estresse, eu gosto de “artesanar”! Mas também faço a minha ginástica, claro!

5 modelos de suporte de panela

Entre os modelos que eu criei, alguns foram referências que eu busquei no Pinterest e outras que eu mesma criei. Eu optei por fazer os suportes de panela mais ou menos no formato das louças que eu sirvo a mesa. Queria peças mais personalizadas. Eu peguei cada uma delas e medi a base para determinar o tamanho do suporte.

Formato quadrado

Criei um padrão “deitada e em pé” para montar as rolhas. Eu tinha aqui em casa um suporte de MDF. Em seguida, usei cola quente para fixar. Uma dica: percebi que entre algumas rolhas eu coloquei cola demais e então “vazou para cima”.

Formato losango

Ficou bonitinhuuuu. Separei as rolhas usando quatro métricas diferentes: rolhas de vinho bom, vinho ruim, maiores e menores. Para fazer esse suporte aqui, usei as rolhas pequenas. Tinha também um fio de couro em casa, coloquei em volta para o acabamento.

Formato retangular

Mesmo entre as rolhas grandes, algumas são maiores e outras menores. É preciso separar as rolhas de mesmo tamanho para montar uma peça. Para fazer o suporte abaixo, primeiro eu juntei os pares como na imagem abaixo.

Daí juntei todos os pares, primeiro um “em cima” do outro. Em seguida, colando a dupla de rolhas na lateral

Formato retangular intercalado

Outra dica para quando você for montar o suporte é colar a rolha com a marca do vinho ou vinícola virada para cima. Acho que dá uma harmonia para a peça.

Formato redondo

Para essa peça eu selecionei rolhas da mesma altura e usei uma braçadeira para juntar todas. Essa ideia eu achei no Pinterest e lá a braçadeira era de cobre. Bom, eu já tinha essa em casa e não posso sair para comprar uma nova. A dica aqui é deixar para cima a parte colorida da rolha. Nem todas tem o tom vinho. Mas é justamente o “colorido’ que deixa a peça bonita.

E aí, o que você achou das minhas criações?

Veja mais projetos DIY

8 ideias de artesanato para fazer em casa

Artesanato com vidro de perfume

Atividades manuais para nós e as crianças na quarentena

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Uma estante com memórias e amigas virtualmente presentes!

Aconteceu tudo muito rapidamente. Em dias fomos obrigadas a mudar nossas rotinas e os nossos hábitos sociais. Podia olhar aqui para o “copo meio vazio” e fazer uma ladainha com reclamações. Mas não irei, porque na verdade, eu me adaptei e criei novos hábitos. E sabe de uma coisa: adorei! 

Uma das principais mudanças é estar mais presente na vida das minhas amigas queridas. Com muitas delas mantenho contato constante; com outras estou junto sempre que possível. Mas o que eu sinto agora é que estar tão longe nunca me fez sentir tão perto.

Virtualmente falando está sendo ótimo estar digitalmente presente com minhas amigas.

Enfim… os aplicativos de conversa Zoom e o Hangout já estão por aí há anos. Eu sempre usei basicamente para trabalho. Mesmo o WhatsApp, eu uso para trocar mensagens rápidas ou mandar mensagens de voz. Poucas vezes eu fiz chamadas em vídeo para ficar conversando com alguém por um tempo.

Sobretudo até agora… E vou dizer que está sendo o lado bom – ou o “copo meio cheio” – dessa pandemia. Antes eu não tinha tempo (afinal, não tinha mesmo?) para acompanhar alguns detalhes corriqueiros da vida das minhas amigas. A correria é tamanha que chega a nos ofuscar das pequenas coisa que acontecem na vida de quem a gente convive. 

É por tudo isso que eu amei passar um tempo com a Adriana Marcia Oliveira, da loja Batik, durante o dia em que ela arrumou a estante da casa dela. Desde o princípio, eu acompanhei tudo pelo WhatsApp, com ela me mandando mensagens e fotos de cada detalhe durante uma tarde. 

A Adriana tem uma das lojas mais incríveis de decoração que eu conheço, lá em Cascais, em Portugal. Além de ser uma grande amiga, claro. No começo do ano fizemos um encontrinho de Dominiques portuguesas lá na loja dela e posso falar: foi uma tarde maravilhosa. 

Uma lição sobre decoração pelo Whatsapp

Ela decidiu em um sábado arrumar uma estante da casa dela. Junto com os comentários e as fotos da arrumação, a Adriana mandou dicas muito interessantes sobre decoração. Dominiques… gostei muito e, por isso, decidi compartilhar com todas vocês aqui.

Dica 1

Em primeiro lugar, se a estante estiver cheia, você deve colocar tudo no chão. Em seguida, confira se o ambiente está bem iluminado pois faz diferença. Se não entrar luz natural, ligue as luzes e os abajures para deixar o ambiente bem claro.

Dica 2

Em seguida, pegue uma peça qualquer da prateleira. Não há uma peça certa para começar. Escolha aquela que a sua intuição mandar e coloque na estante. Essa é a sua primeira tentativa. Depois, busque uma nova peça que contraste com a primeira e prossiga assim, sucessivamente. Se não ficar bom, tire tudo e recomece. Eu fiz tudo em duas tentativas.

Dica 3

Além dos livros e objetos, fica muito bonito colocar vasos de flores. Mas se você não tiver no dia, não tem problema. 

Dica 4

Há muitos detalhes para contar quando organizamos uma estante. Algumas pessoas têm vários objetos pessoais, como bibelôs, fotografias ou obras de arte. Outras, no entanto, querem ter uma prateleira minimalista. Enfim. Podemos contar várias histórias na estante da nossa casa. 

Dica 5

O segredo é o que eu chamo de uma “mistura fina”. A ideia é organizar os livros nas prateleiras por temas e distribuir por entre eles alguns objetos pessoais e outros itens decorativos.

Como ficou a estante da Adriana

Os livros estão divididos em temas, em cada prateleira”: 

  • guias de viagens, lugares, países e hotéis,
  • literatura e livros publicados do Branquinho da Fonseca,
  • pintura, pintores favoritos e livros de decoração
  • cinema, fotografia e música

“Entre as minhas peças, há abajur (candeeiro) de design e uma luminária de parede, com fios suspensos, modelo Parentesi, da marca Flos. E outra luminária de mesa, uma peça vermelha da marca Azimut.”

“Misturei com itens sobre bons momentos, como a peça em dourado, que é um prêmio de melhor fotografia que o meu marido ganhou por um filme”.

“E no meio de tudo, distribui diversos objetos, que são recordações de viagem pelo mundo.”

“Ah! Coloquei também o único quadro que tenho da minha mãe, que pintou quando ainda era solteira. Ela era autodidata e fez quadros lindos! Mas todos se perderam quando meus avós morreram. Este quadro dos cavalos ainda precisa ser restaurado.”

“Ainda há uma fotografia da minha sogra com os filhos.” 

Por fim, você pode ver que essa é uma estante com memórias!!

Mais sobre decoração

Ideias para uma vida mais organizada

Itens inovadores para ter na cozinha

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Estante – Ela pode se tornar a “queridinha” do living

Dominique - Estante
Tenho percebido, ao longo da minha carreira, que, às vezes, a estante da sala torna-se um “elefante branco”, entulhada de coisas tipo objetos que ganhamos de presente, os quais não são apreciados, mas que acabam por ficar lá esquecidos. Chega um tempo em que a pobre estante já nem é mais percebida como um móvel pertencente à decoração da sala.

Anos atrás este móvel tinha como propósito básico a armazenagem de livros. Mas como o hábito da leitura ou a compra de livros físicos diminuiu em nossos tempos, a estante se tornou uma peça para expor objetos de decoração (com alguns livros aqui e ali).

O problema é que, em geral, as pessoas têm dificuldade em compor os objetos de forma harmoniosa e interessante. E por conta disso as estantes têm grande chance de se tornar um depositário de objetos desconexos, não agregando valor à decoração, muito pelo contrário.

Podemos nos perguntar para que ter uma estante na sala ou no dormitório, então? Bom, porque numa ambientação é interessante termos peças que deem uma verticalidade ao ambiente e, bem utilizadas, elas servem lindamente para deixar um ambiente acolhedor.

Pequenos truques ou decisões diferentes do habitual são essenciais para dar a este móvel um toque que as transformem em ponto focal do ambiente, mesmo àquelas que já estão meio “out of fashion”. Estantes são móveis de valor elevado. Então, vamos repaginar as que já temos.

No caso de uma estante nova ser feita, devem ser observadas algumas questões:

  • Ela tem um tamanho adequado para o ambiente? Se for grande demais pode se tornar desproporcional em relação ao conjunto da ambientação.
  • Ela está no lugar adequado? Uma estante com TV deve estar em acordo com os sofás para o conforto na hora de assistir televisão.
  • O que vamos colocar na estante e como organizá-la?
  • Qual o material ou cor mais adequada para que ela se harmonize e componha com a decoração, sem parecer que ela é um “óvni” no ambiente?

Caso 1

A estante já existe, é de madeira escura e “pesa” na ambientação.

Nesse caso, uma das opções é pintar a estante da mesma cor das paredes. Esse truque faz com que ela se mimetize com as paredes, tornando-se mais “leve” e moderna, destacando os objetos expostos. Caso as paredes sejam brancas e a opção é mantê-las nessa cor, pinte a estante de branco. Os toques de cor ficam por conta dos estofados e objetos de decoração.

Dominique - Estante

Caso haja intenção de mudar a cor das paredes, arrisque e escolha uma cor extravagante. Ah, sim. Aproveite e troque os tecidos dos estofados para compor com a nova cor das paredes. Essa opção fica muito chique e moderna.

Dominique - Estante

Outra situação é quando a estante já é branca ou de madeira natural e a vontade é de mudança, de renovação. A opção é fazer o contrário: pintar o móvel com uma cor que contraste com as paredes. Uma estante na cor preta, azul noite ou grafite cai bem com qualquer cor de parede, destaca os objetos, moderniza o ambiente e lhe dá um toque mais dramático.

Dominique - Estante

Caso 2

Uma estante nova será feita.

No caso de estar ocorrendo uma reforma ou uma personalização no imóvel novo, a estante não precisa ser confeccionada em madeira. Muito mais em conta é fazê-la embutida na parede de drywall ou alvenaria. Veja as referências abaixo:

Dominique - Estante

Já pensou em outros locais menos óbvios para a colocação da estante? Sob a janela, por exemplo.

Dominique - Estante

Também a estante não precisa ir até o teto. Ela fica mais leve se tiver meia-altura. 

Caso 3

O que colocar na estante e como organizar os objetos de forma harmoniosa?

Essa parte é mais difícil, pois deve haver um equilíbrio e harmonia na composição. A mesma pode ser uma mistura de livros e objetos ou uma coleção de objetos específicos.

Os objetos podem ser aqueles trazidos de viagens, fotos em porta retratos, pequenos quadros, cestos, potes, pratos etc. Mas deve haver um critério no agrupamento dos mesmos.

Esse critério pode ser cor, textura, tema etc. Por exemplo, não vale misturar prata com argila no mesmo grupo. Também é interessante criar uma dinâmica na composição: objetos mais altos com mais baixos ou colocados sobre uma pilha de livros.

Na imagem ao lado (mais acima), há um preciosismo na organização dos livros por cores e uma delicadeza na coleção de pequenos bules em uma das prateleiras. A composição ficou muito elegante.

Outra maneira mais comum de composição é dispor os livros em grupos de pé alternados com grupos deitados, intercalando objetos entre eles, como na imagem ao abaixo.

Dominique - Estante

Todas as imagens mostradas ao longo do texto dão boas dicas de composição de estantes. É só observar atentamente.

Uma boa ideia para estante na copa, na sala de jantar ou no quarto das crianças é expor coleção de objetos ou utensílios. Veja as imagens abaixo:

Dominique - Estante

Até agora as referências foram todas de estantes com acabamento em pintura, mas não podemos ignorar que fazer uma estante nova em madeira natural, com um design contemporâneo, dá ao living um visual arrojado e clean.

Iluminação

Um detalhe importante, que não pode ser esquecido, é a iluminação da estante. Essa pode ser embutida no próprio móvel ou embutida no forro de gesso, voltada para a estante.

Dominique - Estante

Aproveite as dicas e dê uma boa analisada na estante que está na sua sala. Ela pode se tornar um móvel que cause impacto na sua decoração, sem precisar gastar muito!

E ai? Pronta para renovar o visual da sua estante?

Leia Mais:

A Maior Aventura de Minha Vida – O Chamamento, Capítulo 1
Contar amigos é o mesmo que contar com amigos?

Avatar
Turna Beck

Turna Beck é arquiteta da Sabendo Decor // Fones: 11-949921000/11-37585128 // turna@thbeck.com.br

2 Comentários
  1. Dominique Adorei o artigo !!!!
    Estou procurando um modelo para minha estante nova
    Veio a calhar e me alertou para varios detalhes além de varias ideias boa.
    Obrigada, amei
    Bjos

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Organizei minha casa (e minha vida) com as técnicas da Marie Kondo

Você já deve ter ouvido falar, lido ou assistido a série da Marie Kondo. Ela é uma especialista em organização japonesa, que criou um método de arrumar a casa que conquistou o mundo todo. A série é recente, foi lançada esse ano no Netflix. Eu fui apresentada ao livro A Mágica da Arrumação há uns três anos. Posso dizer que fui seduzida logo na primeira página.

Já escrevi aqui que arrumar o armário pode ser o começo de um novo ciclo. Demorou um pouco para o “bichinho” da organização me pegar. Mas quando fui fisgada, adotei para a vida. No livro, a Marie Kondo diz que “quando você coloca sua casa em ordem, você coloca seus negócios e seu passado em ordem também”. Concordo plenamente.

Tá certo que não basta apenas entender o conceito, é preciso partir para a prática. Por isso, o livro é tão empolgante. O método de organização é chamado KonMari. Mas antes de explicar a técnica vale entender um pouco sobre a filosofia por trás das arrumações. A Marie é japonesa e como parte da população daquele país ela segue o Xintoísmo.

Segundo essa filosofia/religião, a todos os seres é atribuído uma alma/um espírito. Até mesmo ao que é inanimado. Por isso, as pessoas devem ter gratidão a todos os itens que possuem. A Marie Kondo recomenda valorizar o que você tem agradecendo pelo “serviço prestado”.  

Alegria

Essa é a primeira parte do método KonMari. Ao começar o processo de arrumação você deve pegar na mão item por item e se perguntar: “isso me traz felicidade?” Se a resposta for sim, separe para guardar. Mas se o objeto já não o faz mais sorrir, deve-se agradecer pelo período usado e doar ou descartar. Tenho de confessar que foi engraçado no início, mas sabe que gostei de relembrar os momentos com algumas coisas e me libertei para deixá-las ir.

Mas é importante considerar na avaliação o tempo presente. Aquele vestido antigo, daquela festa incrível, trouxe felicidade naquele dia que você usou. Mas você está usando e aproveitando agora? Mire no momento atual.

Categorias

A técnica KonMari tem uma proposta diferente de organização. A arrumação não é feita por cômodo ou apenas um armário. A proposta é arrumar por categoria de produto. A explicação faz todo sentido. Temos coisas espalhadas por todos os cantos da casa. E muitas vezes é difícil ter a noção exata do quanto temos de cada item.

Imagine que você está organizando o guarda-roupa. Provavelmente terá itens na lavanderia, em algum outro quarto ou mesmo emprestado com alguém. Quando essa roupa voltar, ela não terá um lugar na arrumação feita e a bagunça recomeça.

A proposta da Marie Kondo é organizar por categorias:

  • roupas
  • livros
  • papéis
  • itens variados
  • artigos de valor sentimental.

Essa ordem também tem um motivo. É mais fácil se desfazer de uma roupa do que de uma fotografia, por exemplo. Assim, começando pelo que é mais fácil descartar, ficará mais simples abrir mão de itens de valor sentimental.

Ao contrário do que você possa ter imaginado, a Marie Kondo sugere rever bilhetinhos antigos, fotos de momentos que podem ficar na lembrança ou cartões de natal de anos atrás. Eles cumpriram a função de te trazer felicidade no momento que você ganhou, mas agora apenas entulham mais a casa.  

Como dobrar

A Marie Kondo tem sugestão até sobre como guardar as coisas. Primeiro, ela recomenda não fazer “pilhas”, como por exemplo de roupas. Mas deixar tudo de uma forma visível, justamente para ser vista e, assim, sempre lembrada. Para as coisas pequenas, ela recomenda colocar em caixas simples, que já temos em casa mesmo. Não é preciso comprar nada novo!

O método de dobrar as roupas é especial. Ela fez um vídeo mostrando como dobrar. Confesso que essa é a minha maior dificuldade porque tenho mais prateleiras do que gavetas no armário. Até as meias ela sugere dobrar, em vez de enrolar.

Método de Dobrar Roupas


Destralhe

Não é para transferir a sua bagunça para a casa dos pais ou um depósito. O objetivo é separar entre o que pode ser doado, vendido ou jogado fora. Muito importante também fazer o descarte consciente.

Tenho de revelar que levei um pouco do aprendizado com o livro para a minha vida profissional. Guardava muitos papéis (queria ler mais tarde!) e e-mais antigos (caso precisasse consultar!). Claro que nunca li, sempre surgiam novas coisas “interessantes” para ler. E acessava pouquíssimos e-mails antigos. Essa organização me trouxe calma.

E você?

Pronta para fazer o desafio da Marie Kondo?

1 Comentário

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Que tal começar o ano com a vida mais organizada? Veja que ideias incríveis.

Você já ouviu falar que ser organizada significa ser capaz de focar no que é mais importante e, assim, fazer aquilo que é prioritário na sua vida?  Esse bordão é bem comum pra quem trabalha. Ainda por cima dizem mais: quem não define os seus objetivos abre espaço para outras pessoas decidirem o que será a prioridade. Dá-lhe mais trabalho… e mais estresse também!

A organização no dia a dia é fundamental para ter maior controle sobre as suas atividades e prioridades. Assim sendo, pra quem quer se aprofundar no tema, tem o livro bem interessante A Mente Organizada, do neurocientista americano Daniel Levitin. Aliás, ele diz que a organização é a chave para lidar nesse mundo hiperconectado.

Certamente, há esse plano para lidar com a programação do dia a dia, tanto em casa quanto no trabalho. Mas e a organização das pequenas coisas da vida, ou seja, daquilo que é rotineiro, mas mesmo assim negligenciamos? 

Eu me organizo muito bem nas tarefas de casa e do trabalho. Mas sabe uma coisa que me deixar estressada? Papel ou gaveta bagunçados. Ahh… eu fico louquinha. Contas diversas espalhadas na escrivaninha de casa. Igualmente, cabos de computador e celular todos amontoados. 

Organizar para ser organizada

Essas são as pequenas coisas capazes de atrapalhar o meu dia, acredita? Ora eu preciso tirar rapidamente meu cabo pra sair pra uma reunião, ora tenho de achar um comprovante de pagamento. Se essas tarefinhas do dia a dia não estão à mão, eu tenho bloqueios momentâneos que me tomam um tempão. 

É por isso que todo começo do ano eu aproveito para colocar alguma coisa em ordem na minha vida seja pessoal, seja do trabalho. Esquematizar algumas coisas me ajuda a manter a rotina organizada. Assim, todo o restante flui super bem e sem estresse.

Quer ver só? Ano passado decidi organizar as contas em envelopes. Cada envelope tem uma etiqueta identificando do que se trata e o ano. Todos os meses eu coloco a conta paga por cima. E no início do ano, eu abro cada um dos envelopes e só confiro se está tudo certinho. Depois, grampeio todos eles e arquivo. Novo ano, novos envelopes.

Novos projetos em organização

Pra não acumular – daí ficar mais estressada – eu escolho um ou dois projetos para o ano. E eu me policio para seguir à risca o método que eu criei. Não adianta nada gastar um tempão organizando algo e ao longo do ano bagunçar tudo de novo, não é?

Já tenho a minha listinha de projetos que gostaria de fazer para o ano. Só não me decidi ainda qual deles fazer. Veja só:

Cabos e Fios organizados

Essencial. É de computador, celular, ipad, bateria externa… É tanto cabo e fio que já não sei mais quais são meus e quais são da família. Adorei essas duas ideias. A primeira delas é a caixinha etiquetada com a função correta do cabo. Dá para reaproveitar caixas de sapato ou de presentes e encapar com tecido ou papel adesivo. Também adorei colocar etiqueta no fio, quando ele está ligado na tomada. Olha que fácil fica para desplugar, sem a necessidade de percorrer cada um deles vendo no que está ligado. Acho que funciona fazer com papel colorido, protegido com um durex mais resistente. 

Maquiagem

No dia a dia uso pouca maquiagem. Mas como eu gostaria de ter os meus itens preferidos como nessa sugestão! Eu até que mantenho a gaveta organizada, mas como sempre temos mais cores, dá um trabalhinho identificar o que gosto para o dia a dia. Não é um projeto difícil. Funcionar com uma placa de metal, como as usadas para pendurar fotos. Depois, é só colar um imã nas embalagens das maquiagens. Deixaria apenas os itens preferidos, que uso todos os dias.

Remédios

Tenho de confessar: está tudo bagunçado em gavetas e caixas de plástico pela casa. De vez em quando eu dou uma olhada e jogo fora alguns deles, vencidos há alguns anos! Como não sou hipocondríaca, não tenho tantos remédios assim. Mas tenho vários deles, para finalidades diferentes. Gostei da  ideia de separar em plásticos, com etiquetando a finalidade. Bom, mas isso não me eximirá de tempos em tempos dar uma olhada geral e jogar fora os vencidos.

Plásticos na cozinha

Marca que virou sinônimo de categoria. Quem não tem dezenas de tupperwares na cozinha? E quando você menos espera surgem novos! São essenciais pro nosso dia a dia, mas que bagunça deixam no armário. Quer me deixar estressada é guardar separada a tampa. Será que é fácil achar esses separadores, como nessa ideia da imagem? Acho que dá para comprar separado e apenas acoplar na gaveta. Adorei. 

Cápsulas de café

Ok, eu aceito que não é fundamental para a vida. Mas não seria incrível ter uma gaveta com as cápsulas organizada e separadas por sabor? Olha… virou o meu novo sonho de consumo tanto para a minha casa quanto para o escritório. Além disso, fica super bonito visualmente. Amei.

De fato. Organizar pequenas coisas da vida podem nos ajudar a ter mais tempo para realizar as grandes tarefas, muito mais importantes. 

E você? Animou-se para organizar algo? Conta aqui.

Para terminar, outra revelação. Adorei esse board todo furadinho perto da cama. Ficou ótimo na decoração e ainda por cima dá pra pendurar muitas coisas. Vou colocar na minha lista de desejos quando puder mexer na decoração do meu quarto. 

Outros posts sobre organização

Organizar a casa com as técnicas de Marie Kondo

Arrumar o armário pode ser o começo de um novo ciclo

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.