Decoração

8 itens inovadores de cozinha sem os quais já não sei viver

É claro que podemos passar bem sem algumas bugigangas. Eu, por exemplo, passei muito tempo vivendo maravilhosamente sem alguns itens de cozinha.  Mais por falta de conhecê-los do que por desmerecer sua utilidade. E confesso que depois de experimentar já não posso mais viver sem eles.

Hoje existem coisas que a gente nem sonhava no passado e eu simplesmente adoro ter acesso a elas. Com isso também descobri opções de presentes que são incríveis! E quem não gosta de presentear quem se ama com mimos inusitados?

Não estou falando de panelas. Embora eu tenha investido em algumas que são incríveis. Isso porque hoje existe design moderno, cores e materiais extremamente avançados, que não demandam nem um fio de óleo. E fazem toda diferença no sabor do alimento.

Mas não foi apenas o ato de cozinhar que deixou de ser só uma necessidade para ser realizado com prazer. Quando se organiza uma casa, encontrar objetos bonitos e inovadores faz os olhos de qualquer Dominique brilharem.

Seja para combinar todos os itens, cozinhar com maior facilidade, inventar receitas novas ou decorar o ambiente, ter as coisas certas faz toda a diferença.

Quer ver?  Vou te mostrar 8 objetivos que não vão sair nunca mais da minha casa.

1.Growleer

Que tal tomar seu chope favorito no conforto do seu sofá, no churrasco do fim de semana, na casa de um amigo, na praia ou em qualquer lugar que você esteja? É pra isso que o Growleer foi inventado.

Pode até parecer inútil, mas é uma experiência e tanto pra quem aprecia uma boa degustação. O recipiente pode ser de vidro, de cerâmica ou de alumínio. Ele possui tampa de rosca ou pressão com presilha. Esse modelo de tampa evita a perda de gás carbônico, conservando assim, por alguns dias, todo o frescor e sabor da bebida com a mesma qualidade.

2.Colher com balança digital de precisão

Porque sim ué! Eu acho que faz toda a diferença medir precisamente os ingredientes. Eu, por exemplo, vivo errando a mão no sal. E detesto comida salgada demais, que não nos deixa apreciar o sabor do alimento. Além de economizar tempo.

3.Termocirculador sous-vide

Se você é um amante da gastronomia, já ouviu pelo menos falar do sous-vide ou sob vácuo, em português. Mas para a maioria das pessoas, essa técnica de cozinhar alimentos ainda é completamente estranha.

Trata-se de um método em que o alimento é cozido em embalagens plásticas e herméticas, seladas a vácuo e imersas em uma vasilha de água com controle preciso tanto de temperatura (mais baixa que a tradicional), como de tempo.

Para tal controle, é necessário um aparelho chamado termocirculador como o da foto abaixo:

4.Mini fogão de parede

Eu sei. Você vai achar desnecessário, mas é igual ao forno elétrico. Não ocupa espaço e é muito prático para quem como eu detesta micro-ondas. Também é ideal para as Dominiques que moram sozinha e não tem o hábito de cozinhar com frequência. Eu presentei uma amiga minha que se mudou para um apartamento pequeno em Portugal e ela amou!

5.Concha de dinossauro

Ain!!! Mas por que não posso viver sem uma concha de dinossauro? Porque além de linda e criativa, ela é super prática também. E transforma a cozinha num dos ambientes  mais animados do lar, em que se quer sempre estar.

6.Colher que mexe sozinha

Já pensou que sonho? Cozinhar e não precisar ficar mexendo aquela receita sem parar para não desandar. É isso mesmo! Essa colher não requer nenhum esforço. É só ligar e deixá-la misturando na panela enquanto você faz o que quiser. Definitivamente, não vivo sem.

7.Resfriador de bebida instantâneo

É chato quando convidamos alguém para beber um vinho e a bebida não está em temperatura ideal, não é? Seus problemas acabaram! Veja esse bico feito com o mesmo aço inoxidável dos tanques de conservação.

Refresca a sua bebida em até 15° C deixando muito mais agradável para ser saboreada, dispensando a utilização de baldes de gelo e uso de refrigerador.

8.Escorredor de massa ajustável

Eu amo macarrão, mas detesto lavar o escorredor. Me parece algo tão inútil sujar muita louça para uma comidinha que deveria ser prática… Então olha só o que eu achei? Esse utensílio é regulável e serve para qualquer panela. Não é bárbaro?

E, então! Confessa se não ficou com desejo de alguns desses itens?

Leia também Cozinha e Copa – Os lugares mais badalados e gostosos da casa.

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Mesa decorada para receber convidados é um carinho à parte!

Vou contar um segredo. Quando saio para jantar na casa de amigos, eu me sinto mais acolhida se sou recebida com uma mesa arrumada e bem decorada. Não me refiro a objetos de luxo. Meu olhar não está sobre o valor das coisas, da comida ou da bebida. Mas no cuidado que os anfitriões tiveram apenas para nos receber.

Tanto faz se a decoração é simples ou sofisticada. Eu me sinto acolhida e valorizada ao ver que quiseram deixar o ambiente mais bonito e confortável para passarmos um tempo juntos. Claro que receber bem envolve muitas outras coisas. E outro dia podemos voltar a esse assunto. Mas hoje quero destacar o cuidado com a decoração da mesa.

Mesa decorada para as visitas

Eu adoro decorar a mesa de jantar para receber os meus convidados. Pode ser para um simples queijos e vinhos ou um jantar mais completo. Gosto de planejar a composição da mesa. Como uso quase sempre os mesmos pratos, copos e talheres, o meu segredo está na escolha dos itens da decoração.  

O meu primeiro passo foi investir em um jogo de jantar mais moderno e de qualidade. Aposentei de vez alguns pratos e travessas que ganhei de casamento! É preciso estar atualizado até mesmo nos acessórios para casa! Claro que algumas coleções são eternas. Não é preciso se desfazer de tudo, basta compor com alguns itens atuais.

Novos jogos de jantar

Adoro acompanhar as tendências pelo Instagram ou no Pinterest. Nos últimos tempos vi uma mudança no estilo dos jogos de jantar. Saem os pratos lisos, apenas pintados ou com pequenos detalhes. Entra uma louça um pouco mais pesada, com detalhes entalhados e em formatos diferentes. A ousadia também está nas cores. Os pratos de sobremesa podem ser substituídos também por cumbuca especiais. Fiz uma seleção dos meus preferidos no Pinterest.

Criatividade em jogo americano

Com um jogo de pratos mais bacanudo, investi em algumas opções diferentes de jogo americano para compor a mesa decorada. Esse é um item que não é tão caro e dá pra variar em cores e formatos. Se a ocasião é mais informal, combino com cores mais fortes e materiais mais rústicos. Em jantares mais chiques, uso os jogos em linho e com detalhes mais delicados.

Vasinhos e flores para completar!

Adoro flores e eu acho que completam um ambiente e a mesa decorada. E não é preciso comprar dúzias e dúzias para ter um efeito bacana. Eu investi em alguns vasinhos coringa em murano e em vidro. Funciona super bem: o simples e o sofisticado juntos. Distribuo pela mesa com alguns flores em casa e pronto!

Muito mais sobre decoração:

Mais ideias no Pinterest

Outono – a estação mais romântica e com cara de aconchego

2 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Organizei minha casa (e minha vida) com as técnicas da Marie Kondo

Você já deve ter ouvido falar, lido ou assistido a série da Marie Kondo. Ela é uma especialista em organização japonesa, que criou um método de arrumar a casa que conquistou o mundo todo. A série é recente, foi lançada esse ano no Netflix. Eu fui apresentada ao livro A Mágica da Arrumação há uns três anos. Posso dizer que fui seduzida logo na primeira página.

Já escrevi aqui que arrumar o armário pode ser o começo de um novo ciclo. Demorou um pouco para o “bichinho” da organização me pegar. Mas quando fui fisgada, adotei para a vida. No livro, a Marie Kondo diz que “quando você coloca sua casa em ordem, você coloca seus negócios e seu passado em ordem também”. Concordo plenamente.

Tá certo que não basta apenas entender o conceito, é preciso partir para a prática. Por isso, o livro é tão empolgante. O método de organização é chamado KonMari. Mas antes de explicar a técnica vale entender um pouco sobre a filosofia por trás das arrumações. A Marie é japonesa e como parte da população daquele país ela segue o Xintoísmo.

Segundo essa filosofia/religião, a todos os seres é atribuído uma alma/um espírito. Até mesmo ao que é inanimado. Por isso, as pessoas devem ter gratidão a todos os itens que possuem. A Marie Kondo recomenda valorizar o que você tem agradecendo pelo “serviço prestado”.  

Alegria

Essa é a primeira parte do método KonMari. Ao começar o processo de arrumação você deve pegar na mão item por item e se perguntar: “isso me traz felicidade?” Se a resposta for sim, separe para guardar. Mas se o objeto já não o faz mais sorrir, deve-se agradecer pelo período usado e doar ou descartar. Tenho de confessar que foi engraçado no início, mas sabe que gostei de relembrar os momentos com algumas coisas e me libertei para deixá-las ir.

Mas é importante considerar na avaliação o tempo presente. Aquele vestido antigo, daquela festa incrível, trouxe felicidade naquele dia que você usou. Mas você está usando e aproveitando agora? Mire no momento atual.

Categorias

A técnica KonMari tem uma proposta diferente de organização. A arrumação não é feita por cômodo ou apenas um armário. A proposta é arrumar por categoria de produto. A explicação faz todo sentido. Temos coisas espalhadas por todos os cantos da casa. E muitas vezes é difícil ter a noção exata do quanto temos de cada item.

Imagine que você está organizando o guarda-roupa. Provavelmente terá itens na lavanderia, em algum outro quarto ou mesmo emprestado com alguém. Quando essa roupa voltar, ela não terá um lugar na arrumação feita e a bagunça recomeça.

A proposta da Marie Kondo é organizar por categorias:

  • roupas
  • livros
  • papéis
  • itens variados
  • artigos de valor sentimental.

Essa ordem também tem um motivo. É mais fácil se desfazer de uma roupa do que de uma fotografia, por exemplo. Assim, começando pelo que é mais fácil descartar, ficará mais simples abrir mão de itens de valor sentimental.

Ao contrário do que você possa ter imaginado, a Marie Kondo sugere rever bilhetinhos antigos, fotos de momentos que podem ficar na lembrança ou cartões de natal de anos atrás. Eles cumpriram a função de te trazer felicidade no momento que você ganhou, mas agora apenas entulham mais a casa.  

Como dobrar

A Marie Kondo tem sugestão até sobre como guardar as coisas. Primeiro, ela recomenda não fazer “pilhas”, como por exemplo de roupas. Mas deixar tudo de uma forma visível, justamente para ser vista e, assim, sempre lembrada. Para as coisas pequenas, ela recomenda colocar em caixas simples, que já temos em casa mesmo. Não é preciso comprar nada novo!

O método de dobrar as roupas é especial. Ela fez um vídeo mostrando como dobrar. Confesso que essa é a minha maior dificuldade porque tenho mais prateleiras do que gavetas no armário. Até as meias ela sugere dobrar, em vez de enrolar.

Método de Dobrar Roupas


Destralhe

Não é para transferir a sua bagunça para a casa dos pais ou um depósito. O objetivo é separar entre o que pode ser doado, vendido ou jogado fora. Muito importante também fazer o descarte consciente.

Tenho de revelar que levei um pouco do aprendizado com o livro para a minha vida profissional. Guardava muitos papéis (queria ler mais tarde!) e e-mais antigos (caso precisasse consultar!). Claro que nunca li, sempre surgiam novas coisas “interessantes” para ler. E acessava pouquíssimos e-mails antigos. Essa organização me trouxe calma.

E você?

Pronta para fazer o desafio da Marie Kondo?

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Brinquedos e brincadeiras para fazer nas férias

Como tirar as crianças da frente do computador, videogame ou televisão. Esse é o desafio de 10 entre 10 pais ou avós nas férias. Nas grandes cidades é ainda mais difícil. Brincar na rua muitas vezes não é uma opção e o jeito é ficar dentro de casa. Quem sabe um pouco de imaginação e materiais coloridos não mudam um pouco essa rotina?

Uma sugestão que pode agradar crianças de várias idades é construir os brinquedos. Usar do Faça Você Mesmo para criar brincadeiras novas. Além de ser uma atividade divertida, ela pode aproximar a criança dos pais/mães e avôs/avós. Quer coisa mais gostosa que ficar conversando por algum tempo com seus filhos(as) ou netos(as)!

Bom… mas o primeiro desafio é convencer o pequeno a sair da frente da televisão ou do computador. A saída é encontrar algo que já agrade ou seja estimulante e intrigante. Sair para comprar o material pode ser outra diversão. Deixe a criança escolher cores e texturas. Depois é só criar.

Para inspirar as Dominiques em férias, selecionamos 10 projetos de Faça Você Mesmo fáceis de fazer. Alguns deles requer uma habilidade extra, como costura. Mas não é necessário saber usar a máquina de costura. Você pode fazer à mão mesmo. Outras ideias você pode reaproveitar materiais.

Projetos DIY para as férias:

Brincadeiras antigas são uma delícia e agradam a todas as idades. Você pode usar tecido e formas simples para montar um jogo de memória. Usando a mesma ideia, é possível fazer também jogo da velha

Você pode fazer um livro de atividades em tecido ou em papel. Um livro educativo estimula, alem de ser bastante divertido. 

Com um caixa de papelão e algumas figuras recortadas você pode criar um teatro de sombras. Depois, é só adicionar a luz de um abajur e a brincadeira começa. Dá para contar muitas histórias com esse teatrinho. 

Bichinhos de pano agradam meninos e meninas. O processo da escolha das cores e tecidos é muito divertido. 

Quem gosta de desenhar e pintar, adora levar os materiais por aí. Que tal fazer um porta lápis e papel? Além disso, protege e organiza os materiais. 

Caixas de papelão podem ser reaproveitadas para criar casinhas coloridas. Depois, é só decorar com papéis coloridos e tecidos. Você também pode criar os móveis em papelão. 

Quem adorava brincar com bonecas de papel? Vocês podem criar uma variedade de roupinhas usando papel colorido ou pintando com lápis de cor. 

Outro projeto de reciclagem. Você pode reaproveitar caixas de papelão para criar uma mesa de futebol. Prendedores de roupa funcionam como jogadores de futebol. É bem divertido. 

As meninas amam uma coroa de princesa. É simples para fazer de feltro e você pode decorar adicionando muito brilho. 

Fantoches de dedo são divertidos para contar histórias diferentes. 

E aí? Escolheu o projeto de férias? Conta aqui pra gente. 

Aprenda a fazer um Amigurumi em crochê


1 Comentário

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

8 ideias de artesanato pra fazer no tempo livre

O final de ano é um misto de muitos compromissos seguido de um tempinho livre. Dá pra descansar um pouco, claro. Mas quem consegue ficar o tempo todo sem fazer nada? Eu não consigo! Começa a me dar uma afobação.

Eu faço um pouco de ginástica, arrumo alguma coisa em casa e ainda sobra tempo no dia. Na minha busca por fazer algo que ocupe o corpo e a cabeça escolhi o artesanato. Quer coisa mais deliciosa que usar a criatividade e criar algo pra mim ou pra minha casa? Adoro!

Eu sou do time de quem sabe fazer, mas não é uma expert no assunto. Mas me jogo, mesmo, testando artesanatos diferentes sem compromisso. Adoro reciclar coisas, reutilizar de forma criativa objetos que seriam descartados. Tenho até alguns apetrechos de artesanato em casa, pra usar nesses trabalhos. Se preciso comprar algo, não é nada muito caro.

Para o recesso desse ano, já fiz uma listinha de projetos que gostaria de fazer. Claro que não dá pra produzir tudo, vou escolher um ou dois deles. Mas decidi compartilhar minha seleção aqui. Quem sabe não inspiro outras Dominiques? Se você fizer alguma delas me conta, hein, e manda fotos pra compartilhar.

Artesanatos para fazer no tempo livre

Porta talheres

Tem muitas rolhas de vinho em casa? Não joga fora, não. Dá pra criar uma infinidade de coisas com elas. Tem o básico que é o descanso de panelas. Mas achei o Pinterest outras ideias, como esse porta talheres. A dica aqui é colar as rolhas em uma lata, como de molho de tomate.

Porta papel toalha

Simples e dá um toque todo especial na cozinha. Você pode aproveitar bijuterias antigas ou quebradas pra montar esse porta papel toalha. Nessa ideia aqui foi usado um miçangão de plástico. Mas dá pra misturar pedras, miçangas, pérolas e ousar nas cores.

Porta copos

Acho que dá um colorido para a mesa e se a bebida derramar, não suja a toalha. Adoro colocar porta copos nas minhas decorações de mesa. Esse é super fácil de fazer. Basta comprar uma folha de cortiça e cortar e pequenos quadrados. Com uma fita crepe, fazer as marcações e só pintar.

Marcador de taças

Essa ideia é para os dias que você recebe muitos convidados e, na animação, misturam-se todas as taças. Você pode fazer de tecido mais grosso ou mesmo de papel. Dá pra variar no formato, mas eu adorei esse aqui, de estrela. A dica pra cortar certinho é imprimir o molde no papel e colocar por cima do material. Assim todos ficam do mesmo tamanho.

Cabides encapados

Adoro porque as roupas não escorregam mais. É que tecido deixa a superfície mais rugosa e cria uma resistência. Fiz em casa de crochê, mas amei essa ideia aqui de cabides encapados com tecido colorido. E dá pra comprar dos baratinhos, como a chita. Depois é só cortar em tirinhas finas e enrolar no cabide.

Porta doces

Esse porta doces é um encanto. Bora ir pra alguma feira de antiguidades achar pratos e taças antigas pra montar um desses. Acho que dá pra montar com prato, prato de sobremesa e pires. Nessa ideia aqui foi usada uma taça de sobremesa – colada invertida – pra criar os andares.

Porta vaso

Essa ideia aqui é pra quem já tem mais habilidade e paciência também. Macramê é uma técnica de trançar linhas pra criar itens como objetos de decoração, bijuterias e até roupas. Esse porta vasos pode não ser tão simples de fazer, mas quem se aventurar ficará com uma peça linda de decoração em casa. O passo a passo completo tá aqui

Divisória para gavetas

Um sonho: ter as gavetas do banheiro organizadas. E dá pra fazer isso criando as divisórias de forma fácil e colorido. Nessa ideia aqui foram usadas caixas de papelão, cortadas pela metade e na mesma altura. Você pode usar encapar usando papel contact colorido ou tecidos adesivos, que protegem e dão sustentação para a divisória.

Quer ler mais sobre artesanato?

Aprenda a fazer amigurumi. 

Fazer crochê é medicina preventiva. 

1 Comentário

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.