Tag: Bebida

Que tal experimentar esses drinks feitos à base de bebidas legitimamente brasileiras

Este dias eu li que o isolamento social imposto pela pandemia está relacionado ao aumento do consumo de álcool. E não cresceu só no Brasil não. Você acredita que já colocaram até apelido: “quarentinis” ou os drinks da quarentena. Por aqui não há exageros, mas tenho tomado ótimos vinhos com a curadoria da minha amiga Patricia Brentzel.

A Pat é sommelière e conhece muuuuito de vinho. Além de recomendar os melhores vinhos, ela sempre me incentiva a experimentar novas uvas ou marcas. É ótimo porque faço cada descoberta com ela que às cegas não compraria.

Ela continua firme e forte nesse período de isolamento social e criou a campanha Beba Bem em Casa. A Pat garimpa os melhores vinhos, compartilha as novidades pelas redes sociais e quem compra recebe o produto em casa.

Além do universo do vinho, a Pat conhece e tem várias dicas bacanas sobre outras bebidas. Estes dias eu a vi compartilhando ideias incríveis para drinks. Foi aí que eu pedi a ela para desenvolver o drink Dominique, especial para nós. Ela topou o desafio, mas não criou apenas um, enviou 9 receitas de drinks para agradar a todos os gostos das Dominiques. E tem mais: algumas bebidas são legitimamente brasileiras (e não é cachaça)!

Dominique Hip Drink

O Dominique Hip Drink é feito com Gin. Já falei várias vezes aqui o quanto adoro essa bebida. A tônica traz uma leveza, então não fica um drink tão forte. Adorei o toque final do anis estrelado.

  • 50ml de Gin
  • 20ml de Curaçau Blue
  • 30ml de xarope de açúcar (opcional)
  • tônica
  • gelo
  • 1 ou 2 anis estrelado para decorar

Kiro

Eu não conhecia o Kiro, que é um switchel brasileiro. É uma bebida não alcoólica à base de gengibre, mel, vinagre de maçã e água. É super versátil porque podemos criar drinks sem álcool. Seguem duas receitas:

Kiro Paixão (não alcoólico)

  • 250ml de kiro
  • 1 colher de polpa de maracujá
  • 1 raminho de hortelã
  • gelo

Kiro & Jack

  • 200ml de kiro
  • 50ml de jack daniel´s
  • 1 rodela de laranja bahia
  • gelo

Quetzalli

Outra bebida que eu desconhecia. O Quetzalli é um cocktail já engarrafado, feito com tequila, maracujá, limão e calda de agave. O agave é uma planta nativa do México, extraído de um cacto. Dizem que o xarope de agave adoça como o mel e tem baixo índice glicêmico. Mas é pra ir com calma, porque engorda!

Quetzalli Cafezin

  • 50ml de Quetzalli
  • 30ml de café
  • 10ml de cointreau
  • gelo

Quetzalli Margarida (releitura da Margarita)

  • 100ml de Quetzalli
  • 30ml de suco de limão
  • 30ml de cointreau
  • gelo

TiiV

O TiiV é uma vodka orgânica brasileira, multi-destilada e filtrada, produzido a partir do álcool neutro da cana-de-açúcar. Tão forte quando a vodka tradicional, tem um sabor todo especial. Só provando mesmo para conferir.

Blood Mary

  • 50ml de Tiiv
  • 150ml de suco de tomate
  • molho inglês e tabasco à gosto
  • gelo
  • sal para fazer a borda do copo

Moscow Mule

  • 50ml de Tiiv
  • 20ml de suco de limão
  • 20ml de xarope de açúcar (opcional)
  • ginger beer
  • gelo
  • hortelã para decorar

Virgulino Ferreira

Virgulino Ferreira é uma bebida é feita a partir da fermentação de jabuticabas e fortificada com cachaça. O vermute tradicional, que é à base de vinho, foi a inspiração. Na nossa versão, a uva deu lugar à jabuticaba. É delicioso!

VF Tonic

  • 50ml de VF
  • tônica
  • rodela de laranja
  • cravo (opcional)
  • gelo

VF Negroni

  • 50ml de gin
  • 50ml de Campari
  • 50ml de VF
  • 1 rodela de laranja
  • gelo

Qual deles você gostou mais?

Outros posts sobre bebidas

Vou trocar um monte de coisa por vinho. Quer saber o que?

Um passeio pelas vinícolas da Serra da Mantiqueira

Seja a primeira a comentar
  1. Avatar Sandraportolima disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.

    Muito bom saber destas receitinhas de drinks. Vou guarda-las para outra hora experimentar.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Meu primeiro pilequinho. Dei PT com licor de cacau

Dominique -Porre
Não sou de beber muito. Nem pouco. Bebo se estou com vontade e o que eu gosto. Dificilmente fico de porre, porque infelizmente passo do estágio “ai, acho que vai ser bom” para o “nunca mais na minha vida, acho que vou morrer” em alguns segundos.

Mas tenho histórias memoráveis.

**Meu primeiro porre

14 anos. Ganhei de presente de meus amiguinhos minha bebida predileta: “licor de cacau”. Era período de férias e fomos comemorar juntos na casa de não sei quem.

Bebi a garrafa sozinha, inteirinha, como se fosse chocolate derretido.
Moral da história?
Nunca mais na vidaaaaaaa quis ver o tal licor na minha frente.
Virei do avesso, claro.

**Meu segundo porre (eu acho)

Estávamos no começo do segundo colegial e o Marcão convidou a classe toda para um final de semana na sua casa, em Itanhaém. A condição das mães era que algum “adulto” fosse junto. Foi a mãe de uma das meninas.

Enfim…Baita farra. Ônibus, praia, sol, cantoria e rouquidão. Fiquei completamente afônica e sofrendo horrores. Imagine uma menina com a turma toda sem poder falar?

Aí me aparece o meu superamigo com um remedinho mágico. Um copo com um líquido dentro dizendo que aquilo me faria ficar boa rapidinho, mas tinha que virar. Só funcionaria se fosse de um gole só.

Confiando nele como sempre, virei um copo de pinga com mel. A rouquidão passou realmente, mas só percebi quando acordei 12 horas depois.

Disseram que eu cai durinha segundos após virar o copo. Meu amigo não só ficou com remorso como muito preocupado. Quem não dormiu foi ele, hahaha.

**Meu enésimo porre

Um dia sai com um cara que estava paquerando há tempos…
Gente, estou falando de anos 80. A coisa era diferente.

Naquela época, saiamos domingo à noite.
Comíamos fritura, comida pesada, qualquer coisa.

Remédio de regime era vendido livremente em farmácias.
Claro que de tempos em tempos eu tomava um Hipofagin e passava o dia inteiro com uma maçã.
E atire a primeira pedra quem nunca fez uma loucura destas.

Mas loucura mesmo era beber tomando estes remédios. E num primeiro encontro então!

No segundo gole da caipirinha, comecei a passar mal.
Pedi licença e fui ao banheiro.
Ah, o gato não ia me ver passar mal daquele jeito. Não depois de semanas batalhando por aquele encontro.

Entrei no banheiro, molhei os pulsos e sentei num banquinho, respirando fundo para esperar passar o mal estar.

De repente, escuto batidas na porta e alguém me chamando aos berros.
Era meu gato. Ou meu ex-futuro gato.

Fazia 45 minutos que eu estava no banheiro! 45 minutos e não percebi!
Desmaiei? Apaguei? Não tenho ideia.

Só sei que quando sai as luzes do estabelecimento já estavam apagadas, cadeiras em cima da mesa e apenas um foco de luz em cima da nossa mesa com os pratos que pedimos deprimentemente esperando por nós.

Pensei com meus botões: – Bom, este riscarei do meu caderninho. Nunca mais vai me ligar! Acabou aqui e agora.

Menina, não é que casei com ele? Sério!
Vai entender, né?

Quem não tem uma boa história de um porre juvenil para contar?

Mas me animei!! E resolvi contar toooodooos (quase todos) meus B.O.s da minha vida adulta. Semana que vem tem mais tá?

Leia Mais:

Ainda com a ressaca de Carnaval? Conheça algumas receitas antirressaca
Os desafios da recolocação no mercado de trabalho para Dominiques

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

1 Comentário
  1. Eu tinha 17 anos, morava em Caxias do Sul, vinho, conhaque…. Pois bem, passamos na casa da mãe do meu tio, estava muito frio, e ofereceram uma taça de conhaque, achei chic, nem gostei muito, mas bebi. Chegando na casa dos tios com quem eu morava, fui ajudar a lavar o carro, e tomei outra taça de conhaque…. Hahaha… Já estava tontinha, fomos almoçar e serviram vinho…. Aí meu Deus!!!!
    Não esqueço da vergonha que passei!!!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Receitas para quem adora laranja… como eu!

Ultimamente eu comecei a gostar de chocolate com laranja.
Aquele que tem um amarguinho no final.
Também comecei a gostar de Campari.
Meu paladar mudou quando eu parei de fumar.
Também não sei se as minhas papilas gustativas já não estão tão sensíveis assim.

Bom… mas hoje eu quero falar sobre laranja!
Esta semana eu li uma notícia no jornal que a safra de laranja deste ano será 50% maior do que a do ano passado.
Fiquei curiosa pra saber o que mais eu poderia fazer usando laranja.
Muuita coisa… várias receitas diferentes pra comer e beber.

Fiz aqui a seleção do que eu mais gostei.
Tem alguma receita especial?
Compartilha aqui!

Pro café da manhã
Smoothie banana e laranja

Pro almoço
Laranja com frango

Pra sobremesa
Brigadeiro de Laranja

Pro café da tarde
Bolo fofinho de laranja

Pro jantar
Salmão com laranja e ervas aromáticas

Pra descontrair
Negroni:

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.