Tag: Novidades

VR, RA, IOT, Nuvem – Vamos entender essa sopa de letrinhas?

Você está em uma conversa num círculo variado de pessoas e de repente começam a falar siglas e termos que você nunca ouviu falar. De repente, você se sente um alien no meio de tantas expressões diferentes. Você se reconheceu nessa situação? Se sim, esse texto é pra você!

Primeiro recado é: não se sinta assim. Não é só você que passa por isso. Depois da internet, e com a melhoria dos sistemas de conexão, muitas coisas foram inventadas. Não só aparelhos novos, mas serviços novos antes só imaginados em filmes de ficção científica. As novidades invadiram o ambiente corporativo, o lazer e a ciência.

Pra você não ficar mais de fora das conversas, vamos explicar 5 novidades tecnológicas e as suas aplicações.

VR – sigla para Realidade Virtual

É uma tecnologia que recria em uma tela (que está num óculos) um ambiente virtual totalmente diferente do real. Você fica tão imerso nesse novo ambiente que se sente parte dele.

É uma criação toda especial, que pode ser usada para ensinar, entreter e até na saúde. Médicos já estão aplicando a tecnologia para ajudar pessoas com deficiência física na recuperação de movimentos.

Há vários óculos disponíveis no mercado. Um deles é o Google Glass. Aqui no Brasil tem a Oculus. Você pode baixar os ambientes em aplicativos para celular. Basta digitar VR e selecionar entre as opções. Mas você precisa da tela para visualizar.

Realidade Aumentada

É uma tecnologia que permite que os objetos do mundo virtual se misturem com o mundo real. Lembra nos filmes de ficção quando a pessoa aparecia de forma tridimensional num ambiente? Mais ou menos isso. Hoje a RA é muito usada em jogos, em ações de marketing e até em treinamentos, apoio no dia a dia do trabalho e vendas. A experiência interativa da RA permite interagir no mundo real com situações ou objetos que não existem realmente. É possível, por exemplo, ler um livro impresso e com a ajuda de um aplicativo de RA “brincar” com itens mencionados na história. Você pode visitar um apartamento ainda em construção e simular a sua decoração. Não é um vídeo, uma vez que você pode interagir com as imagens.

Na nuvem

Já escutou a expressão “minhas fotos estão na nuvem”? É simples, significa apenas que o armazenamento das imagens não está no computador da pessoa, mas num grande computador externo chamado de servidor.

Ele tem a capacidade de armazenar uma quantidade enorme de dados e arquivos. Pode ser gratuito ou pago, dependendo do uso. O Google Drive, por exemplo, é uma aplicação na nuvem. Você pode subir uma imagem no serviço e outra pessoa pode baixá-la de qualquer lugar do mundo.

No nosso dia a dia a vantagem de usar a nuvem é justamente a de ter acesso de qualquer lugar a arquivos que antes estariam no computador. Além disso, pode complementar o espaço de armazenamento do seu computador.

Assistente virtual

Você pode ter a sua própria assistente pessoal, mas que não existe no mundo real, apenas no virtual. Basta você perguntar alguma coisa e ela responde! As assistentes virtuais mais comuns hoje são: a Siri, do Google, a Alexa, da Amazon e a Cortana, da Microsoft. São um tipo de robô que responde a comandos de voz.

Elas estão ficando cada vez mais inteligentes, uma vez que aprendem com as milhares de interações com as pessoas. As assistentes virtuais podem apenas responder ou ainda executar ações em casa, como por exemplo, tocar uma música ou programar um computador. Em aplicações mais elaboradas podem também ligar um alarme de segurança ou acender a luz.

IOT – sigla para a Internet das Coisas

Aqui o sentido é literal: as coisas da sua casa ou escritório podem estar conectadas a internet para executar diversas tarefas. Um exemplo é a ligação da assistente virtual com um sistema de segurança. Ao comando de voz, o alarme que está conectado a internet recebe o comando para ligar ou desligar.

Cada vez mais desenvolvida, a IOT poderá ajudar muito no dia a dia de casa ou do trabalho. Imagina, por exemplo, um sistema que avisa que determinado alimento acabou na geladeira ou que liga os equipamentos em determinado horário. É como viver dentro do desenho dos Jetsons.

Você tem alguma dúvida que não está aqui? Manda aqui que vamos atrás da resposta pra compartilhar com todas as Dominiques.

Veja Também:

6 dicas legais da Internet

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Eu pulei as 7 ondas. Não pedi nada, mas ganhei muito!

Dominique - Ondas
Passei o fim de ano na praia. Há anos não conseguia estar no Réveillon em frente ao mar, curtindo as ondas, como sempre adorei.

Não gosto do Natal, exceto quando meus filhos eram crianças. Sei lá, acho uma data nostálgica, um pouco triste e comercial demais da conta. Mas o Réveillon, nossa, sempre esperei ansiosamente.

Perdi a conta de quantas simpatias já fiz, comer romã e guardar os caroços por um ano, chupar doze uvas e esconder os caroços na carteira, colocar folha de louro junto ao dinheiro, passar a virada em cima da cadeira apoiada somente no pé direito, com em um homem, vestir calcinha amarela, rosa, vermelha, verde, tomar banho de sal grosso e ervas e por aí vai!

O problema é que toda a passagem de ano era uma frustração sem limite. Eu alimentava tantas expectativas e nada acontecia que para mim a data perdeu completamente a importância. Assim, há um bom tempo o encanto pelas promessas e desejos no dia 31 de dezembro caiu por terra.

Dois anos atrás, por opção, passei o Réveillon sozinha, ou melhor, com minha fiel companheira, a viralata Lollypop Tereza. Nada de depressão, nem tristeza. Completa paz. Foi também uma quebra de paradigma. Descobri que 31 de dezembro é um dia como outro qualquer. Sabe quando você tem medo de algo e de repente tem que enfrentar? Descobri que o monstro não era tão feio, nem tão grande…nem era monstro, veja só.

Este ano foi diferente. Eu estava muito bem comigo mesma. Tranquila, em completa paz de espírito e, para surpresa geral, sem nenhuma, nenhumazinha, expectativa. Está certo que em frente ao mar tudo é melhor, é o lugar que mais gosto nesta vida, ainda vou morar na praia.

Coloquei uma calcinha nova, um vestido de renda branco (já usado algumas vezes) e fui para a praia às 23h30.

Olhei para o mar e fiz o que nunca tinha feito no dia 31. Somente agradeci. Agradeci profundamente por tudo que me aconteceu e vem acontecendo na minha vida.  Não pedi absolutamente nada. Eu estou como estou, porque sou fruto de tudo que vivi e isso vem me ajudando a ser uma pessoa do bem que é o real propósito da minha existência. Problemas, quem não tem? Mas meu sentimento foi de total gratidão.

A única coisa que fiz enquanto agradecia foi pular as 7 ondas. Não resisti ao oceano e sua magia de braços abertos na minha frente.

E assim acabou o meu ano…e começou o outro sem que eu pudesse sequer respirar fundo para tomar fôlego.

Dia 01, decidi parar de fumar. Dia 04, meu namoro acabou. Dia 05, recebi uma proposta para alugar meu apartamento em São Paulo (eu nem lembrava que estava para alugar). Dia 08 decidi mudar para minha casa em Valinhos, no interior de São Paulo. Dia 09, meu filho conta que vai mudar de país. Tá bom pra você ou quer mais?

Agora, 30 dias depois, estou morando em outra cidade, troquei de carro, troquei de estilo de vida, venho para São Paulo toda semana para trabalhar e enfrento novos desafios.

Não dá para negar que é um tanto quanto complicado acompanhar tanta novidade, um caminhão de mudanças drásticas, mas em compensação é uma oportunidade e tanto para aprender de uma vez por todas que ninguém tem controle sobre nada, até euzinha que sempre achei ser a rainha do caqui no quesito controle.

Agora, vivo um dia de cada vez e tento usufruir os presentes que a vida está me entregando todo santo dia. E não tem sido poucos.

Bora aproveitar a vida, porque como dizia John Lennon “a vida é o que acontece enquanto você está fazendo outros planos”, que na verdade, descobri recentemente, ele não é o autor da frase. O autor é Allen Saunders, escritor, jornalista e cartunista americano. Mas o que importa aqui é o conteúdo, certo?

Pular 7 ondas ou fazer qualquer outra simpatia só dá certo se você agradecer por tudo que aconteceu em sua vida durante ano, não acha?

Leia Mais:

Receitas de sanduíches saudáveis e deliciosos para o verão
Amor em mechas – Um ato de solidariedade entre as mulheres

Marot Gandolfi
Marot Gandolfi

JORNALISTA, EMPRESÁRIA, AMANTE DE GENTE DIVERTIDA E DE CACHORROS COM LEVE QUEDA PARA OS VIRALATAS.

1 Comentário
  1. Isso é a tal maturidade. Viver o agora está uma frase banalizada
    Mas é exatamente o que temos de certeza: o instante agora que numa respiração já passou…e viva a maturidade de poder e saber exercitar o aqui e agora.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Dominique no WebSummit 2017 – o maior evento de tecnologia do mundo!

Dominique - WebSummit
Queridas, fui convidada a participar do WebSummit 2017!

É o maior evento de tecnologia da Europa. Serão mais de 60 mil pessoas circulando por aqui para assistir mais de mil oradores em diversas palestras falando de Internet, comunicação, inteligência artificial e empreendedorismo entre outras coisas. E aí você me pergunta: o que você está fazendo aí Dominique?

Ganhei o convite que custa uma fortuna! Ganhei! Nem eu entendi mas aí veio a explicação. Já somos um público considerável e que merece atenção. Vamos lembrar que somos independentes, empreendedoras, ligadas em tecnologia e novidades. Legal, né?

Fiquei feliz porque no Brasil ainda não somos vistas ou percebidas assim. E olha, já somos mais de 40.000 no Portal Dominique e crescendo. Eles disseram que somos de uma faixa etária interessante, com estilo, ambições diferentes e cheias de potencial.

Por aqui dizem que somos influencers dessa faixa etária diferenciada. Disseram que ainda somos poucas no mercado digital. Acreditam nisto? Quem é que consegue viver, hoje em dia, longe do seu celular e esse monte de aplicativos que ajudam a facilitar a vida?

Mas aqui no Parque das Nações, em Lisboa ou pelas cidades brasileiras o fato é que ainda somos um mistério para o mercado e uma parte da sociedade que não sabem o que precisamos ou queremos. Queridas, vamos fazer a diferença! Vamos? Não sei você, mas estou antenada!

Cheguei aqui me sentindo uma estranha no ninho e nem terminou o primeiro dia já estava à vontade me sentindo como se estivesse na minha praia. O que posso dizer? Essa coisa de se adaptar rapidamente é basicamente coisa de Dominique, né?

Durante os próximos dias vou circular por aqui. O que encontrar de novidade ou coisas relevantes que impactam na vida da gente, compartilho aqui.

Acompanhe comigo o que há de mais legal acontecendo no WebSummit 2017.

Leia mais:

Quando eu crescer e envelhecer pra valer, quero ir para um asilo!
Lendas e sustos do folclore que Mino e Nina trazem ao Halloween

1 Comentário

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Roupas lindas e chiquérrimas feitas de Chita

Dominique - Chita

Conheci uma autêntica Dominique, Angela Bergo. Prepare-se para deixar seu queixo cair.  Hoje vou contar a incrível história dela, proprietária da marca Anbê. Angela pensou fora da caixa e vem conquistando gente do mundo inteiro.

Sabe aquelas mulheres que tem o estranho e magnífico dom de cair e levantar, com toda a garra e classe do mundo, de salto alto, batom e depois de fazer uma escova? Ela é assim, uma inspiração.

Quantas Dominiques não passaram por um daqueles divórcios cinematográficos e sem sucessos de bilheteria?

Com sérios problemas de grana por causa do divórcio, se viu em uma encruzilhada. Sem nada para investir, como começar uma confecção? Os tecidos que estava acostumada a usar eram caríssimos.

Ao matutar uma solução para sua vida, viu que a saída estava embaixo do seu nariz. A toalha da mesa do restaurante era de chita, por que não fazer roupas com este tecido mais que brasileiro?

Ela já tinha criado modelos para mais de 15 marcas diferentes e ainda teve sua própria marca, que esteve no mercado por 18 anos, a Elemento Vazado.

Com a ajuda de uma amiga, dona de uma lavanderia, conseguiu testar milhões de vezes a lavagem da chita até chegar à textura perfeita. Como curiosidade, como a chita apodrece, foram realmente muitos, mas muitos testes.

Fale a verdade, o que você acha de roupas feitas de chita? Ainda acredita que é tecido barato que serve para decorar as mesas de restaurantes mais populares?

Dominique - Chita

Pois é, eu passei na frente da loja, totalmente por acaso, e é o cúmulo do charme na Vila Madalena. Decoração acolhedora, modelos diferentes e lindos, a cara do verão e pasmem, todos feitos em chita, isso mesmo, chita.

Barato só no preço, porque na coleção da Anbê ficam riquíssimas, magníficas, é praticamente impossível não se encantar.

Angela tem o prazer incalculável de usufruir da liberdade de fazer o que quer e gosta. Hoje o dinheiro não fala mais alto. Ela ama o que faz e desenvolve apenas para suas coleções. Suas criações são feitas para mulheres que sabem o que querem, não estão nem aí para o que os outros pensam e tem personalidade. “Ver sua cliente feliz da vida com sua roupa é absolutamente encantador”, diz Angela.

A Anbê já participou de eventos na França, Alemanha, Itália, Japão, Chile, entre outros. Na terra da Chanel, os modelos Anbê foram aprovados por 95% do público. Isso é para poucos, muito poucos.

Hoje a Anbê está presente em 3 lojas próprias em Arraial D’Ajuda, na Bahia, e 1 loja na Vila Madalena, em São Paulo. Vale com certeza uma visita, você vai se apaixonar.

Eu não resisti e comprei duas saias, mas quando entrei na loja falei que era para minha sobrinha, achei que poderiam pensar que era over para uma Dominique. Que nada, arrasei!!!

As coleções da Anbê são para todas as personalidades e idades.

Olha só:

Dominique - Chita

Adoro a chita, estou louca por todas as roupas!

Leia Mais:

 

16 Comentários
  1. Comprei uma peça em arraial d’ajuda, em viagem de férias, setembro passado.
    Gostaria de comprar mais peças, pois me apaixonei, mas como moro do RGS, só on LINE, mas não consigo acessar.
    Como posso fazer?
    Aguardo retorno, obrigada
    Débora Berçot

  2. Conheci essa marca em Arraial ‘d ajuda. Me apaixonei mas como uso tamanho GG não consegui comprar nada , fiquei 7 noites em arraial e passava nas 3 lojas todos os dias. A moça já me conhecia ,me deu uma etiqueta e hoje estou entrando para dar uma olhada. Simplesmente apaixonada.

  3. Parabéns!!! Suas roupas são incríveis!!! Vc revolucionou e valorizou o tecido mais simples e genuinamente brasileiro e o transformou em algo “chique” e charmoso!!!…

    1. Nossa q bacana essa matéria, conheci a Ângela, trabalhei com ela na elemento vazado, digo com propriedades ela é uma mulher de muita visão. Mi

      1. Priscila bom dia, amo as roupas da Anbe, como tenho as costas muita largas não encontro peça para mim. Como se estona a chita. Beijos

  4. Tenho dois vestidos lindíssimos , que comprei aí na loja da Anbe na Vila Madalena, amo de paixão chita , gostaria de saber como e feito este processo , porque faço muitas coisas com chita , faço Patchwork , muitas colchas ,toalhas de mesa, jogo americano , e também vestidos

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

As novidades em bijuterias

Participei este ano da 76ª Bijoias, a maior feira brasileira de bijuteiras, semijoias e acessórios para conhecer os nossos novos talentos criativos e saber das novidades para o outono-inverno deste ano. Selecionei 4 artistas que seguem tendências diferentes, mas que apresentaram um trabalho incrível e que cai muito bem para nós.

Paola de Luca, da grife Paola e Catherine, usou o Barroco Revistado como base da sua nova coleção. Ela apresentou peças imponentes e românticas, mas pesadas. Paola brinca, misturando as cores de banhos de metais, prata com ouro e resina com couro. O resultado é maravilhoso; uma bijuteria com muita personalidade e modernidade.

Dominique - Bijoias

Outra artista que me chamou a atenção foi Marcia Pouso, que assina a marca Aruanan.
Ela trabalha só com resina e fez uma coleção baseada nos anos 70, na era hippie.
Vi brincos, colares e pulseiras geométricos e coloridos. A resina ganhou efeitos como o manchado ou listrado. Dá vontade de ter tudo. A cartela de cores e a sua mescla nas peças mostrou a sensibilidade especial da artista.

Dominique - Bijoias

Depois, conheci a artista portuguêsa Lizeth Luz, da Trois Design. Seu material preferido é sempre o metal, apareça ele sozinho ou com outro elemento. Lizeth é cool, apesar de suas peças serem volumosas, são sempre geométricas e limpas. Mesmo sua interpretação do clássico colar de pérolas, não caí nunca no rebuscado. Adorei suas correntes tingidas em vermelho escuro, e as outras  intercaladas com acrílico. Que bom ter essa nova artista trabalhando a nosso favor!!

Dominique - Bijoias

A Cecília Neves traz romantismo nas sua peças delicadas, com inspiração às vezes hyppie, às vezes oriental. Muito gostoso ter uma de suas peças,  que carregam tanto simbolismo.

Dominique - Bijoias

Suzi Morelli

Suzi Morelli - Jornalista de moda. Moderna e antenada, sempre com olhar de Dominique para a moda.

1 Comentário
  1. Olá Suzi ! Amei o que você postou. Também faço colares artesanais e é muito bom encontrar artigos falando sobre bijuterias neste segmento. Meus colares são confeccionados com uma técnica milenar japonesa que remonta da época dos samurais. Levam fios de vários tipos e incluo nas cordas miçangas e outros materiais. Uso também o crochet russo.
    Visite minha página Ateliê de Colares-Arte que se usa e conheça minha forma de passar tempo.
    Bj

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.