Tag: Moda

Férias? Veja minhas dicas para ficar arrumadinha na praia

Dominique - Praia
É colega. Foi-se o tempo que a gente ia pra praia com Noskote no nariz, tomava sol, depois passava um Caladril nas costas, Neutrox no cabelo e saía de cara lavada pra rua paquerar com aquela saia curtiiiinhaaaa. Lembra? Ah! Foi-se o tempo…

Não dá mais, bela! Temos sim que dar um tapa no visual na praia. Não adianta reclamar!
A não ser que você realmente não ligue, seja imortal como Bruna Lombardi (você viu a foto dela de calcinha?) ou esteja numa praia deserta de verdade, deserta meeeesmooooo, só você e seus pensamentos, sem espelho inclusive.

Tá bom, tá bom. Estou exagerando.
Mas se nossa vida está mais complicada por um lado, por outro, sei que muitas coisas foram simplificadas.
Ir para praia hoje é muito mais simples e fácil do que quando éramos adolescentes.
E vamos combinar, estamos batendo um bolão. É só uma dica. Ou duas.

Conforto é importante. Importantíssimo. Eu, por exemplo, não consigo usar nada com cós ou zipper.
Nada que grude no meu corpo ou me aperte depois do banho.
Então abuso dos vestidinhos soltinhos de malha de enfiar pela cabeça.
Kaftans curtos e longos nos favorecem pra burro. Não marcam nada e, por vezes, até emagrecem.

Tudo roupa gostosinha, fresquinha e soltinha. Só cuidado com as roupas de linho e de algodão.
Apesar de frescas, elas armam e podem nos fazer parecer um balão de festa junina.
Eu, pelo menos, me sinto assim.

Mas aí vem o capítulo sutiã.
Afff, aperta tudo. Sem falar aqueles com aros.
Bom, nessas lojas de meia, tipo Lupo, Hope, etc, tem uns sutiãs supermacios que vestimos também pela cabeça, sem fecho, sem costura e sem aro.
Não apertam nada. Incomodam zero.
Também não sustentam lá grande coisa.

Vamos falar de cabelo?
Ah! Agora vai longe. Não sei o seu, mas o meu é só descer a serra que o danado parece que fermenta.
Cresce, se avoluma, encrespa.

Ok. Pode até ser bem bacana.
Mas e quando ele arrepia e espeta????
Parece uma vassoura de piaçava.

Solução? Claro que tem e passa longe do secador e da chapinha, né colega? Tá louca? Isso seria tortura chinesa!

Dominique - Praia

Vamos lá. Rabo de cavalo. Ou qualquer forma de cabelo preso.
Você estará queimada, linda!!!!
Passe um gel para ele não secar e ficar com a frentinha arrepiada. É tudo de bom.

Na verdade, quando faço rabo de cavalo, gosto de amarrar um lencinho, para dar volume perto do pescoço, sabe como é? (Veja ao lado).

Odeio a sensação de ter uma cabecinha lá em cima balançando. O volume do cabelo me faz muita falta.

Outra jeito de controlar a juba é com produto bom e com uma tiara ou faixa.
Com o cabelo ainda molhado, coloque uma tiara ou uma faixa esticando a maledeta da frentinha.
Aí, passe aqueles produtos caríssimos nas pontas e amasse.
Eles prometem tirar o tal do frizz e deixar os cachos bonitos.
Quando o cabelo estiver seco, tire a tiara. Vai cair bacaninha.
Mas vai continuar com cara de juba, tá?

Maquiagem é importante. Mas de noite use muito, muito, muito pouco. Vou repetir, muito pouco.

Tá bom. Eu sei…
De manhã acordamos com os cabelos completamente descontrolados, a cara amassada e eu pessoalmente evito o espelho.
Mas por que você acha que inventaram os óculos escuros?
Queridaaaaaa, é justamente para estas horas. Coloque e só tire às 20h00. Com sol ou chuva.

Sapatos. Adoooooooroooo andar descalça. Eu costumo tirar o sapato na hora que chego na praia e só volto a calçá-lo quando desço do meu carro em São Paulo. Demoro uns 3 dias para conseguir calçar algo que não não seja aberto atrás.

Mas gente, o importante mesmo é aproveitar, andar na areia, entrar no mar, tomar sol e ser feliz.

Sem neuras e sem nóias.

Não sei você, mas eu sou mais feliz na praia, de qualquer jeito. Aproveite!

Leia mais:

Natal mais divertido de toda minha vida – Graças ao Papai Noel!
Quem disse que roupa tem que ser branca no Reveillon?

Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

8 Comentários
  1. Me identifiquei muito!!!! Cabelo estilo juba, domesticado com faixa, chapéu, presilha.
    Cara amassada disfarçada com mega óculos de sol – no melhor estilo celebridade – mas com um bom rímel à prova d’água pra dar uma levantada. Vestidos soltos, ok.
    Só não combino com sutiã sem fecho, sem aro e sem bojo… mas isso não me incomoda!

    Bjs

  2. Adorei suas dicas,fiquei mais tranquila de também preferir vestidos soltinho
    Ufa ..nao estou sozinha!!

  3. Meu JEITINHO de curtir uma Praia.
    Tenho a sorte de morar a uma quadra do mar.Fica tudo mais fácil.
    Menos é mais.Valeu a dica.Feliz Ano Novo.bjs.

  4. Gostei você é muito realista nos comentários sem falar que é uma pessoa extrovertida e feliz parabéns

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Estilistas, atenção – Dominiques também consomem!

Dominique - Estilista
Tenho uma amiga que fez 50 anos bem antes de mim. Um dia, no horário do almoço, ela disse que precisava comprar uma roupa para usar na festa de formatura de um sobrinho. É um pouco menos torturante do que escolher vestido de casamento.

Rodamos um shopping próximo e estranhei que ela só entrava em lojas de roupas old fashion. Sabe como é? Ton sur ton, blusas sem pence, chemisier no meio da canela, tailleur rosa pêssego de manga no cotovelo.

Nada agradava. Já estava na hora de voltar para o trabalho. Enquanto entrava em mais uma loja, me disse que tinha gasto vários sábados com isso e era só frustração. Fiquei espantada, porque ela era prática e tinha gosto pra escolher roupa, era uma clássica moderna. Nunca me pareceu ter dificuldade na hora de se vestir.

– Mas qual é o problema?

– Agora sou uma senhora e preciso encontrar outro jeito de me vestir.

Foi um choque ouvir aquele “senhora”. Como minha amiga moderna, batalhadora, independente tinha mudado de identidade por causa de uma data no RG? O que ia ser de mim quando chegasse lá?

Insisti.

– Por que não pode ser o mesmo jeito? Você nunca se vestiu como garotinha.

– Menina, minhas roupas poderiam ser as mesmas, mas meu corpo deixou de ser. A cintura quase sumiu, os braços estão começando a ter babadinhos, as pernas afinaram e as costas alargaram como a do Phelps.

– Quero continuar a ter o mesmo estilo, mas preciso de algo para disfarçar esse desastre da gravidade. Você acha que as lojas que eu adorava têm alguma coisa pra mim? Além de pararem a numeração no 44 que parece 40, não se importam em acompanhar as novas proporções do meu corpo.

E lá foi ela garimpar uma produção aceitável nas lojas especializadas em vestir as “mulheres inviáveis”.

Oito anos depois, entendi a consternação que ela sentiu. Menos do que estranhar o novo corpo, vem a revolta de ser jogada num limbo da indústria da moda. No vazio de um buraco negro que atende dos 20 aos 49 anos e só recomeça, dependendo do espírito, aos 70 anos.

Um dia poderei ser a feliz consumidora de vestido camisolão sem cinto, mas não ainda. Senhor, olhai por nós, as cidadãs experientes, bem sucedidas, realizadas, donas do seu nariz, porque os donos da moda não nos enxergam. Senhor, perdoai os stylists, porque eles não sabem o que fazem.  

Me recusei a aceitar a cronologia como destino. Quantos anos tenho? Não tenho idade. O que seria a moda para quem tem 50+? Não é a roupa de garota adaptada à força para qualquer idade. Aliás, esta nunca foi minha praia.

O que eu quero, afinal, da moda? Não parei de pensar nisso, até encontrar o blog de uma americana, Linn Slater, de 63 anos. Ela acredita que o vestuário pode influenciar como alguém pensa, sente e age. Bingo!

Tomando emprestada uma palavra que dói no ouvido – quer desempoderar uma mulher? Vista-a como alguém invisível, sem charme, sem elegância, sem formas, sem sensualidade, sem alegria.

O que eu quero da moda, senhoras e senhores empresários, produtores, estilistas, é ter uma elegância moderna, um glamour descolado, uma roupa que diga quem eu sou e me coloque pra cima. Não vou comprar muito, nem o mais caro, só o melhor para mim.

Nada de marcas exclusivas para senhoras, seções separadas, editoriais de moda sobre as tias modernex, anúncios com a velhinha excêntrica.

Quero entrar na xxx, na xxx ou na xxxx e sentir que alguém ali se preocupou comigo, pesquisou o meu desejo de consumo, entendeu como meu estilo evoluiu, usou as medidas de um corpo que se modifica com o tempo. Alguém que me fará sair feliz da vida com uma roupa perfeita no corpo, linda e moderna.

Entenderam estilistas? Espero que o recado tenha ficado claro. O que você diria para os estilistas?

Leia Mais:

O dia que ela viu a lua sem entrar na Apolo 11 – Um conto bem picante
Ela se casou por causa de um speed dating!

Inês Godinho
Inês Godinho

Jornalista, brasileira, ciente das imperfeições e das maravilhas da vida. Contradições? Nada causa mais sofrimento do que um texto por começar e não há maior alegria que terminá-lo.

9 Comentários
  1. Perfeito,eu me sinto assim ultimamente,o corpo exatamente como sua amiga descreveu,mas eu continuo querendo ser elegante sensual ,sem vlgaridade e ficamos sem opção, adorei, vamos repassar pra ver se conseguimos sensibizar os estilistas,bjs!!

  2. Tenho 72, atuante e dinâmica, ainda trabalho como representante de confecção, desde 1980 ( faz tempo né) e realmente esse mercado cresce e não existe produção para atender!!!

  3. Perfeito!! Tenho tido super dificuldade para comprar uma roupa que nao me faca parecer nem senhora ridícula com uma roupa de adolescente ou com trinta ano a mais.
    Ou fico parecendo uma senhora metida a mocinha, que acho patético, ou uma verdadeira velha
    Alguém tem que fazer uma marca bacana , uma roupa bem cortada para 50 ou mais !!!!!

  4. Achei que o problema fosse comigo. 52 anos. Mãe de 3.Avó.
    Tive medo de estar, assim como Peter Pan, me recusando a crescer. No meu caso, envelhecer.
    Mereço mais. Mereço cor, bom caimento, modernidade sem parecer ridícula, preço justo e diversidade. Mereço ser vista como mulher, sexy, atraente e poderosa.
    Mereço ser vista e entendida como realmente sou!
    “Lua em pleno dia… e por que não?”

  5. Maravilhoso,concordo plenamente,é exatamente como me sinto pois do manequim 38/40 fui para 42,mas tudo assim assim,ou é pra 20 ou 70 anos
    Terrível,você até perde a identidade. Vamos mudar este conceito.

  6. O que dizer?????
    Talvez, indignação, falta de sensibilidade, acompanhar as gerações e vê que não é pelo simples fato de ter chegado aos 50 que nos torna ETES….Estamos vivas e com todo vapor, e mais, atuantes como nunca em todas as áreas.
    Queremos mais!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Meu corpo mudou, depois dos 50 meu corpo nunca mais foi o mesmo

Dominique - Corpo
O meu corpo mudou.
Ah!…. como mudou.
E tem roupa que eu usava que não devo mais usar.
Camisetinha justinha e curtinha. Tá louca?
E o que é que eu faço com aquelas gordurinhas que apareceram nas costas?
Never more baby.
Tá legal, tá legal.
Você não tem esse problema.
Que bom.
Mas, querida, deve ter outro.
Certeza!
Se você tem 50 anos ou por aí, seu corpo também passou por algumas mudanças.

Aí eu te digo.
Virei mágica.
Descobri um monte de truques pra disfarçar e/ou melhorar o visu.
Sério…
Virei PHD em disfarces de pequenas protuberâncias indesejadas e formas desconhecidas.
E, de mais a mais, nunca fui perfeccionista.
Sempre olhei o todo.
Dou uma olhada no espelho e se o visual geral me agradar, beleza!

Meus truques:

Nunca coloco óculos na hora da finalização do look.
Mais fácil achar que está tudo ótimo.
E, aí, saio com aquela segurança de menina.

E tem aqueles dias que acordo parecendo um baiacu, com o rostinho mais redondo que uma laranja bahia, quase uma grapefruit.
Nestes dias, tudo que eu quero, é não sair de casa.
Mas, infelizmente, a semana não tem 7 domingos.
E aí?
Aí eu lavo o cabelo.
Sim, cabelo solto, bem escovado, já dá uma melhorada.
Uso preto.
Roupa preta da cabeça aos pés vai fazer eu me sentir menor.
Neste dia não ouso colocar roupa colorida!
Estampada, então, nem pensar!
Ficaria me sentindo um balão, daqueles com cestinhas de vime, sabe?
Aqueles coloridos que ficam lindos voando nos céus.
Ficam lindos, porque ficam longe.
Bem longe.
Entendeu?

Bom… eu poderia ficar falando até amanhã sobre isto.
Mas sabe do que mais?
A grande vantagem de ter feito 50 anos é que muito pouca coisa me incomoda hoje.
Inclusive no meu corpo.
Brinco, porque só o humor salva.
Falo dos truques, das pernocas e das gordurinhas, mas de verdade?
Nunca me senti mais gostosa.
Porque o que vale é o que o corpo não mostra.

Como você se sente em relação com o seu corpo?

Leia Mais:

Estilistas, atenção – Dominiques também consomem!
Ela se casou por causa de um speed dating!

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

14 Comentários
  1. Tenho 58, me descobri um baiacu no final do ano passado, mas eu já estava(um baiacu) há mais tempo,entende? No início do ano decidi procurar uma nutricionista, um personal e simbora….comer direito, se exercitar….hoje com 11 kg a menos e massa magra predominando….estou feliz com o que vejo no espelho… vamos lá meninas???

  2. Tenho 50 anos e gosto mto do meu corpo.
    Agora gosto pq não ligo mais para a opinião dos outros.
    E sim pata a imagem que vejo no espelho e falo pra mim mesma tô gostosa kkk.
    Bjos a todas Dominique.

  3. Hoje, com quase 60, me olho no espelho e com 10kg acima de peso eu descubro que o que ficou mais bonito mesmo foi o meu amor próprio, bem mais na medida do que aos 30, 40, 50,…
    Amei seu texto.

  4. Ah meus 50 anos! Eu estava tão plena tão feliz com a minha forma física. Aí veio a menopausa aos 54, e meu mundo virou de ponta cabeça. Uma depressão desgraçada, um sobrepeso de respeito que nunca mais consegui eliminar. Não, hoje eu não gosto do meu corpo. Estou com 65 anos.

    1. Marcia querida. Menopausa is a bitch!!!! Eita..Só não sabe quem não passou. Acredite, vc nao esta sozinha. Mas o negocio, eh aprendermos a valorizar o que temos de mais bonito. `Que seja o sorriso!! Aliás, tem mais gostoso do que um belo sorriso? Ahh tem sim. Uma mulher bem humorada nao ha quem resista!!!

  5. Kkkkk Baiacu foi bom demais, 50 não é nada, duro é estar as vésperas dos 60 e começar a ver tudo enrugando, assim do nada um dia vc acorda e assim que vc se olha no espelho a sua vontade é de se enfiar debaixo das cobertas e não sair mais de lá…
    Enfim depois eu penso, to enrugada mas to viva ne!

    1. Affff Rosita..Vc ta muito viva. E debaixo das cobertas nao tem nada alem de escuridao. Bóraaaaaa viver e fazer o que ganhamos de melhor com nossa idade. A liberdade!!! beijocas querida!!

    1. Eu tendo a concordar co m ela Josane. Na verdade, adoro usar cor perto do rosto. Acho que dá uma levantada. Tipo assim, um tubinho preto que dá uma afinada e um lenço ou uma biju turquesa!!

  6. Eu tenho 60 anos, mas estou adorando, a melhor idade porque só agora estou me conhendo, me cuidando e me amando, faço faculdade, danço balé e aos domingos vou baile e danço a tarde toda.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Pra quem escolhe a sua praia – Maiô, tankini, duas peças

Dominique - Miracle SuitVocê é daquelas que ainda tem preconceito em relação ao maiô ?

Trago boas novas, minhas divas Dominiques!

Sabe aquele momento desesperador que antecede as festas de fim de ano?      Quando você tem de lembrar diuturnamente que vem se matando na academia em nome do projeto verão?                                                                                                            Mas fatalmente vai encarar a tentação calórica diante das ceias preparadas com dedicação e amor por familiares e/ou amigos?

Passou, Dominique, já era, acabou!

Você venceu a barreira da perfeição das sub-30 já há algum tempo, está livre pra se cuidar quando e como bem entender, não é demais?

É, mas calma com o andor que o santo é de barro. Em algum momento aparece uma nova realidade bem ali no espelho e nessas horas todo cuidado é pouco. A nossa ideia aqui é mostrar alguns pulos da gata para que você escolha o que é mais prazeroso pra você.

Vamos falar sobre o traje de banho.

Vamos vestir “a escolhida”, aquela roupa que vai mais mostrar que esconder o maior órgão do seu corpo, a sua pele, levando junto todas as suas formas, seus movimentos, seus cheiros e denguinhos tão pessoais de cada uma de nós.

Dominique que não passou metade da vida fazendo atividade física e não possui uma barriguinha é coisa rara. Se você me disser que não tem uma pancinha, por favor envie em mensagem privada seus segredos que prometo fazer bom uso deles!

 Sejam mães ou mesmo as que jamais enfrentaram uma gestação, a danada aparece via de regra depois dos 45.

Quem ainda não ouviu falar do Miracle Suit (traje milagroso, em tradução livre) aposto que larga meu texto aqui pra fazer pesquisas na internet.

É meninas, sou realmente louca por ele e juro, não ganho nem um centavo pra falar a respeito.

Mas voltando, se você escolheu continuar comigo, saiba que o MS – somos íntimas, por isso abrevio – renovou minha experiência diante do astro rei.

Trata-se de uma repaginação daquela peça coringa que nossas avós usavam sob as anáguas, a chamada “cinta”. Uma espécie de calcinha com o elástico encaixável na cintura, pouco acima do umbigo, constituída de um tecido elástico mais grosso, como que reforçado, de modo a “segurar” aquela parte menos firme de nosso abdômen.

Dominique - Miracle Suit

Agora o melhor de tudo. Não esquenta!!! Sério!

Esse recurso, recriado com a mais nova tecnologia disponível no mercado têxtil, foi anexado ao traje de banho, tanto em biquínis como em maiôs, mas infelizmente ainda não está à venda no Brasil.

Se você conhecer alguém que more nos Estados Unidos e possa trazer para você, compre pelo site e peça para entregar na casa desta abnegada pessoa.

Fique atenta às promoções da Miracle Suit, porque os preços são bem salgados, mas vira e mexe eles fazem promoção com 25% de desconto. Frete Grátis, compre um leve dois. E vamos combinar…Quanto vale parecermos 5 quilos mais magra??? Tem coisa que não tem preço.

Agora, vi no site da MS também algo que adoraria ter. Não sei porque não fizeram no Brasil ainda. Será que a brasileira não aceita esse tipo de traje? Bom, a verdade é que eu estou louca atrás de algo assim.

Dominique - Miracle Suit

São composições que combinam a parte de baixo com uma espécie de camiseta regata, justinha, por sobre a região abdominal, como se você tivesse jogado instintivamente no corpo para se proteger de um ventinho maroto que estava rondando no ar. Você fica com a calcinha do biquini e o top parecendo que está de maio. Mas se quiser tomar sol na barriguinha é só enrolar o top.

Dominique - Miracle Suit

Tem melhor? Não. Mas não existe por aqui. Eu quero. Eu preciso!! Quem quer fazer???
Se mesmo assim o espelho insistir em dizer que a protuberância merece ainda um cuidado adicional, dê atenção à, digamos assim, ilusão de ótica.

Jamais use cores claras ou estampas em cima da barriga, pois elas via de regra ressaltam as formas e não queremos chamar atenção pra nossa barriga, queremos?

Abuse de seu colo, saiba usá-lo em benefício próprio, jogue holofotes ali desde que suas mamas estejam sustentadas, sejam pela providência, pela plástica ou um bojo não muito exagerado, mas firme.

A proposta é você direcionar para a região mais feminina de seu corpo todos os olhares da humanidade, principalmente o seu no espelho!

Não se esprema em números menores, não se engane na hora da compra. Aqueles argumentos todos para evitar constrangimento diante da vendedora, certamente não salvarão sua imagem quando dobrinhas saltarem para fora da roupa, porque você insistiu no 40 em vez do 46. Imagine do biquíni ou do maiô!

Sobre o bumbum, se ele é preferência nacional problema deles, seu bumbum é seu e você mostra ou cobre exatamente como quiser!!

Se eu não tivesse celulite, usuária um bem cavado…

Eu acho que cada uma faz o que quer, mas lacinho lateral na parte de baixo invariavelmente remete à maria chiquinha, é uma imagem de desejo inconsciente de voltar no tempo.

Se for essa a sua praia, lacinho nela!

Do ponto de vista dominiqueano, cada uma faz o que bem entender, sempre.

Você vai saber fazer escolhas que ornem com suas formas, de modo que o espelho te diga: vai fundo, gata, você tá ótima!

PS. Algumas marcas no Brasil já fazem esse maio com cinta.

As que eu conheço:

Lygia e Nanni

Maria Biquineira

Banho de Mar – Aqcuashape

Você já conhecia o Miracle Suit ou gostou conhecer? Bárbaro, não e mesmo?

Leia Mais:

Férias? Veja minhas dicas para ficar arrumadinha na praia
Drinks deliciosos e frescos para beber na praia

2 Comentários

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Quem disse que roupa tem que ser branca no Reveillon?

Dominique - Reveillon
Quem disse que a gente tem que passar o fim de ano vestida de branco? Que decreto foi este para o Reveillon?

E se eu quiser passar de azul, que adoro? De laranja que eu acho o cúmulo da alegria? De verde para parecer um coqueiro já que tenho pernas compridas? Sem contar que como a maioria das Dominiques, transpiro esperança.

Ser Dominique tem um monte de vantagens, usamos aquilo que gostamos, aquilo que nos caia bem, seja Reveillon, Páscoa, Natal, Halloween, Dia de Cosme e Damião…

Então, para facilitar nossa vida, fizemos uma pesquisa sobre o que cada cor transmite o ano todo, não só no Reveillon. Pedimos um help para a estilista Renana Piemonte e ela separou diversos modelos bacanudos para encerrar o ano no melhor estilo Dominique de ser!

Alguns mais despojados, outros mais requintados caso você decida ir a uma festa mais chique, vai que…

O mais importante é estar de bem com a vida, sozinha ou acompanhada, elevar a vibração, quem sabe fazer uma oração, sintonizar com o universo, ficar em paz e agradecer, sem dúvida, gratidão é o melhor sentimento para esta data!

Você pode fazer isso vestida com o modelo da cor que você gostar, não porque alguém decretou isso ou aquilo!

Vamos lá:

AZUL remete à tranquilidade, serenidade e harmonia – Acho que todas nós precisamos e queremos, concorda? Os signos associados à cor azul são Aquário, Libra, Sagitário e Peixes.

Dominique - Reveillon

VERDE remete à esperança, liberdade, saúde e vitalidade, simboliza a natureza, o dinheiro e a juventude. Ai ai ai, din din não é nada mal, não acha? Está associada aos signos de Touro, Libra, Virgem. Os tons mais escuros estão associados ao signo de Capricórnio e os tons mais claros aos signos de Aquários e Peixes.

Dominique - Reveillon

AMARELO remete à luz, calor, descontração, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade. O amarelo é a cor dos signos de Gêmeos, Touro e Virgem. O signo de Leão está associado ao amarelo-ouro. Lembro ainda que o DOURADO representa riqueza, dinheiro e ouro.

Dominique - Reveillon

LARANJA remete à alegria, vitalidade, prosperidade e sucesso. É uma cor forte e associada ao signo de Leão.

Dominique - Reveillon

ROSA remete ao romantismo, ternura, ingenuidade e está culturalmente associada ao universo feminino. A cor rosa é associada ao signo de Libra.

Dominique - Reveillon

VERMELHO remete à paixão, energia e excitação. O vermelho está associado aos signos de Áries e Escorpião.

Dominique - Reveillon

CINZA remete à conforto, segurança e simplicidade, neutralidade, elegância, sofisticação e ausência de emoção. Nenhum signo está associado.

Dominique - Reveillon

BRANCO remete à paz, pureza e limpeza. O signo de Câncer está associado à cor branca.

Dominique - Reveillon

PRETO remete ao respeito, morte, isolamento, medo, solidão. Acho que aí é demais, usar preto no Reveillon. Mas se você for uma Dominique que não está nem aí para os significados das cores e, principalmente, para o que os demais com língua comprida falam. Manda bala!

Dominique - Reveillon

E se você quiser misturar várias cores, você pode! Você é Dominique. Aqui estão algumas sugestões:

Dominique - Reveillon
O importante não é a cor e sim como você vai comemorar o Reveillon. Aproveite a festa!

Você também pode se inspirar em alguns modelos bacanudos nas pastas do Pinterest da Dominique.

Leia mais:

Hora de guardar as roupas de inverno e apostar nas cores
Roupas lindas e chiquérrimas feitas de Chita

Avatar
Renata Piemonte

50 anos, mãe de 3, empreendedora e que trabalha com moda há quase 30 anos. Hoje com a marca PIE, confecção de roupas para mulheres modernas e poderosas. Tem como objetivo proporcionar mais conforto, beleza e confiança. As roupas da PIE são desenvolvidas com primor e carinho para essa mulher que pode tudo e desbrava o mundo!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.