Destaque

Vestir-se bem para fazer home office faz muito bem: 10 looks para inspirar!

Há alguns anos eu divido meu tempo entre escritório e home office. Eu consigo me concentrar e o rendimento do meu trabalho é maior quando fico em casa para escrever os textos para Dominique. Eu já tinha uma rotina de acordar, fazer exercícios, tomar banho e me vestir para trabalhar em casa. Mas agora que estou apenas fazendo home office, esse ritual está mais importante do que nunca. 

Em parte porque tenho reuniões online e preciso cuidar da minha imagem pessoal. Já falamos aqui sobre a forma como nos apresentamos é nosso primeiro discurso. Mas confesso que neste momento é menos pela estética e mais pela nossa qualidade de vida (e sanidade!). Nestes tempos mais tristes, cada atitude será importante para não nos deixar abater. 

Descobri no site Vestindo Autoestima, da consultora de moda Priscila Citera, que existe na psicologia a teoria da Cognição Indumentária, que trata sobre o efeito das roupas no nosso comportamento e na nossa cognição. A Priscila também é psicóloga e explicou que a roupa afeta as nossas habilidades cognitivas como por exemplo comportamento, sensação e pensamento. 

Dicas para escolher os looks do home office

Antes de mostrar a minha seleção de roupas para trabalhar de casa, quero fazer algumas recomendações. É super importante passar a mensagem de que estamos trabalhando e não de folga, além de escolher um look apropriado para cada profissão. Depois muitas experimentações, tenho algumas dicas para compartilhar:

  • tomar um banho faz diferença, sim! Além de ajudar a acordar, é uma atitude simbólica de começar o dia. Passo até perfume;
  • não faço um make completo, mas eu passo o básico da maquiagem. Vai que alguém marca em cima da hora um call? Passo um bom hidratante e um protetor no rosto. Sim! A luz também tem raios que prejudicam na nossa pele. Prefiro um batom mais neutro, em tons de nude, mas que apareça na tela;
  • não exagero nos acessórios, mas gosto de colocar um brinco mais delicado e até uma correntinha com pingente;
  • evito usar jeans porque apertam um pouco. Prefiro as peças em algodão e mais confortáveis;
  • evito colocar peças 100% poliéster, principalmente nos dias quentes;
  • prefiro usar peças de tecido plano, em vez de malha, porque tem um caimento melhor;
  • a cor faz toda a diferença na tela, durante os calls. Nunca uso listras ou xadrez porque causam um efeito na pessoa que está me vendo do outro lado da tela; 
  • não uso decote mais profundo e regata. Evita a preocupação de estar aparecendo a alça do sutiã ou ficar inapropriado;
  • resistir ao máximo a tentação de ficar de pijamas ou colocar aquela roupa “tipo hoje é dia de faxina”;
  • escolho até os sapatos. Evito ficar de chinelos de dedo. Prefiro usar uma sapatilha confortável.

Loungewear

Você já deve ter ouvido o nome Loungewear, né? É um conceito de moda comum no exterior e que está ganhando cada vez mais espaço por aqui. São roupas feitas com algodão fino e macio, super confortáveis e perfeitas para serem usadas em casa durante o home office. 

Até mesmo algumas grifes de luxo têm sua coleção de Loungewear. Algumas marcas criam roupas para ficar em casa e para dormir. São mais esportivas, mas são apropriadas para a minha profissão. Não sei se uma advogada ficaria bem fazendo um call com uma roupa loungewear, mas acredito que para diversas outras profissionais é possível sim. 

Minha seleção de 10 peças para inspirar

Sempre busco ideias de looks confortáveis, mas que eu me sinta bonita e elegante. Adoro pesquisa no Pinterest. Muitas vezes eu tenho as peças, só saber compor. Fico bem para trabalhar, fazer uma reunião online e, até, se precisar dar uma saidinha rápida de casa. Tenho evitado ao máximo, mas às vezes preciso ir ao supermercado ou farmácia, né.

23 Comentários
  1. Avatar Marta M Nakamura disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    amei todo-poderoso looks !!!! onde encontro as roupas desse aplicativo ?
  2. Lindos looks, porém queria ver pelo menos um look de uma mulher que representasse diferentes biotipos!

  3. Tenho 66 anos, usaria todos, gosto de me vestir, simples, bem..pena agora, estou acima do peso..mas nao me visto como velha.,Tanto que me dao máximo 50 anos

      1. Parabéns, amei todos os looks, mostra que com peças simples e alguns acessórios podemos ficar elegantes,

      2. Super bacana e informativa este post , vou compartilhar com amigas que dão aula em faculdade de moda

  4. Adorei as dicas usaria todas, as três primeiras fotos então me identifiquei totalmente. ótimo post para descontrair um pouco e pensar que mesmo em casa nossa imagem deve manter nossa postura de trabalho.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Uma receita saudável de granola

Eu sempre ouvi falar muito bem sobre a granola. Médicos e nutricionistas propagam os benefícios para a saúde. Já quem consome adiciona ainda mais vantagens como ser saborosa ou mesmo versátil, pois é possível combinar com diferentes alimentos. Mas eu levei muito tempo até adicionar a granola no meu dia a dia por alguns motivos. 

A granola é uma mistura de cereais, grãos integrais, frutas secas e oleaginosas. Também pode conter mel ou açúcar. É um alimento que reúne uma boa quantidade de nutrientes bons para nossa saúde e o funcionamento do organismo. Uma porção pequena de granola pode conter carboidratos bons, vitaminas, minerais e gorduras. 

Mas eu nunca gostei da versão comercial, que a gente compra no supermercado. Como qualquer alimento industrializado, a gente sempre fica em dúvida se é mesmo tão saudável assim. Pode realmente não ser, dependendo da quantidade que tiver de gordura (saturadas ou trans), açúcar, sódio ou conservantes. Também não gosto de alimentos muito doces. 

Uma receita especial

Comentei sobre as minhas restrições com uma nutricionista, que compartilhou uma receita de granola muito fácil de fazer. Claro que fiz as minhas adaptações. Reduzi bastante a quantidade de açúcar. Eu me empolguei, quase comprei toda a loja de produtos naturais!

Olha só os ingredientes que eu escolhi. Você vai ver que a maioria deles usei apenas meia xícara, ou cerca de 50 gramas. Apenas a aveia em flocos que adicionei um pouco a mais, quase 2 xícaras inteiras. 

É preciso colocar um pouco de óleo para aglutinar tudo. Escolhi o óleo de coco. Foi a primeira vez que optei por esse ingrediente e, por mais que a vendedora tenha me “vendido” que não tem sabor de coco, eu achei que deixou um resquício pequeno sim. Usei frutas mais azedinhas, que eu amo, então adicionei apenas um pouquinho de mel para dar tom adocicado, mas não ficar açucarado demais. 

Modo de fazer

Depois de misturar tudo em um recipiente de plástico, adicionei o óleo de coco e o mel. Não ficou tão grudado assim, mas ok. Passei tudo de novo para uma forma para ir ao forno. Usei a temperatura média, que pode variar de fogão pra fogão. Não pode ser muito quente, tá. Ficou mais ou menos 20 minutos, porque eu não queria que ficasse torrado demais. 

Depois de torrado, deixei esfriar e só então misturei as frutas. Coloquei num pote plástico do tipo farinheira, para facilitar despejar. Essa minha receita deu mais ou menos uns 800 gramas de granola. Estou adorando. Muitas vezes como antes de ir para a academia ou no final da tarde, para dar aquela segurada na fome! Sabe que muitas vezes não fico com vontade de jantar?

Mais sobre Comida Light

O livro de receitas das Dominiques

Um lanchinho para chamar de seu

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

9 receitas deliciosas de sopa para esquentar no inverno

Dominique - Sopas

Muitas pessoas fazem boca torta quando se fala em sopa, pensam que é comida para doente. Mas tem tanta sopa supergostosa, saborosa e nutritiva que é uma bobagem associar sopa e chá à doença. Muito ao contrário, se você usar a criatividade, as sopas podem ser extremamente saudáveis, além  de serem uma refeição completa.

Pesquisei uma série de receitas e testei algumas, você não acredita no sucesso que fizeram!

E, ainda, coloquei minha imaginação em ebulição e acrescentei em algumas delas ingredientes que não faziam parte da lista. Ficaram ótimos.

Sem falar no inverno que está chegando (a Maspassa agradece!).

Espero que você goste.

Dominique - Creme de mandioquinha com carne seca

Creme de mandioquinha com carne seca

Ingredientes:

1kg de mandioquinha em pedaços
Sal e pimenta-do-reino a gosto
1 vidro de leite de côco (200ml)
1 cubo de caldo de legumes
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola picada
500g de carne-seca dessalgada, cozida e desfiada
1 caixa de creme de leite (200g)
Cebolinha picada para polvilhar

Método tradicional para dessalgar a carne seca:

Pegue a carne seca (não é o charque), lave em água corrente, corte em cubos, coloque água (5 xícaras para 500 gramas), cubra com papel filme e deixe de molho por 24 horas.

No dia seguinte, tire a água que ficou de molho, coloque a carne em uma panela de pressão, cubra com água e deixe por 10 minutos até a pressão subir. Escorra a água da panela, coloque 3 xícaras de água com a carne e volte a panela para o fogo, deixando 10 minutos após subir a pressão.

Retire a panela do fogo, guarde a água para outras receitas e coloque os cubos da carne em uma batedeira ou liquidificador para ficar desfiada.

Método rápido para dessalgar a carne seca:

Coloque os cubos de carne em uma panela, cubra com água fria e acrescente duas colheres de sopa de sal. Leve ao fogo algo. Quando começar a formar bolhas na água e subir uma espuma branca, desligue o fogo. Mexa bem, retire a carne e jogue fora a água.

Modo de fazer o creme de mandioquinha com carne seca

Cozinhe a mandioquinha em água e sal até amaciar. Deixe amornar e bata metade no liquidificador com a própria água do cozimento. Junte o leite de côco e o caldo de legumes por 2 minutos. Reserve.

Em fogo médio, aqueça uma panela com a manteiga e frite a cebola até murchar. Junte a carne e refogue por 3 minutos.

Separe um pouco da carne para decorar. Despeje a mandioquinha batida e a restante sem bater na panela e cozinhe até ferver. Misture o creme de leite, sal, pimenta e desligue. Transfira para sopeiras, decore com a carne desfiada e polvilhe com cebolinha.

Dominique - Sopa de mandioquinha com carne

Sopa de mandioquinha com músculo

Ingredientes:

350g de músculo ou paleta em cubos pequenos
2 colheres (sopa) de azeite
1 litro de água
1 folha de louro
3 xícaras (chá) de mandioquinha em cubos
2 xícaras de cenoura em rodelas
Sal
Pimenta
1 cebola grande picadinha
2 dentes de alho picados
Cebolinha.

Modo de fazer sopa de mandioquinha com músculo:

Aqueça o azeite, coloque a carne temperada com sal e deixe dourar. Acrescente a cebola e o alho, refogue. Adicione o louro, a mandioquinha, cenoura e tempere com sal e pimenta. Cubra com água e deixe cozinhar. Finalize com a cebolinha.

Dominique - Sopa de Feijão

Sopa de grão de bico com linguiça

Ingredientes:

2 xícaras (chá) de grão de bico
4 colheres (sopa) de azeite
300g de linguiça toscana aferventada em rodelas
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 talo de salsão picado
1 colher (café) de cominho em pó
1 tomate picado
2 litros de água
1 cubo de caldo de carne
2 batatas em cubos
1 cenoura em rodelas
Sal, cheiro-verde picado, páprica picante e noz-moscada ralada a gosto

Modo de fazer:

Deixe o grão de bico de molho por 3 horas. Escorra e reserve.

Em uma panela de pressão, em fogo médio, aqueça o azeite e frite a linguiça até dourar. Retire e reserve.

Na mesma panela, refogue a cebola, o alho, o salsão, o cominho e o tomate por 3 minutos.

Junte a água, o caldo de carne, o grão-de-bico escorrido, tampe e cozinhe, em fogo baixo, por 15 minutos, após iniciada a pressão. Desligue, deixe a pressão sair naturalmente e abra a panela. Retire metade do grão de bico com o caldo do cozimento, reservando um pouco para decorar e bata no liquidificador até ficar cremoso. Reserve.

Volte a panela ao fogo médio e cozinhe os legumes, o caldo batido, sal, páprica e noz-moscada até a batata e a cenoura amaciarem.

Desligue e acrescente a calabresa e o grão-de-bico reservados. Polvilhe com cheiro-verde.

Dominique - Sopa de Legumes

Sopa de legumes

Ingredientes: 

2 batatas grandes em cubos
6 xícaras (chá) de caldo de legumes
1 xícara (chá) de vinho branco seco
250 g de cogumelos frescos
2 dentes de alho amassados
4 colheres (sopa) de azeite
Salsa
Sal
pimenta do reino
noz moscada
1 cebola em cubos

Modo de fazer:

Refogue o alho e a batata. Cozinhe no caldo de legumes com um pouco de sal e depois bata no liquidificador.

Refogue a cebola, acrescente os cogumelos e o vinho branco. Deixe evaporar. Tempere com sal, pimenta e noz moscada. Junte com a batata batida e finalize com salsa picada.

Dominique - Sopa de Feijão

Sopa de feijão

Ingredientes: 

300 g de feijão (tipo carioca)
2 litros de água quente
3 colheres de sopa de azeite
1 cebola média cortada em cubos pequenos
1 dente de alho grande picado
200 g de carne magra (tipo músculo) cortada em cubos pequenos
½ cenoura cortada em cubos pequenos
½ chuchu cortado em cubos pequeno
½ abobrinha (tipo brasileira) cortada em cubos pequenos
Sal
Salsa

Modo de fazer: 

Deixe o feijão de molho em 1 litro de água quente por 30 minutos. Despeje o feijão com a água em uma panela de pressão, acrescente mais 1 litro de água quente e deixe cozinhar por aproximadamente 35 minutos ou até que esteja bem cozido.

No liquidificador bata metade dos grãos, volte para a panela e reserve.

Em outra panela, aqueça o azeite, doure a cebola e o alho, acrescente a carne e cozinhe por 15 minutos. Em seguida cozinhe os legumes até ficarem macios. Acrescente a carne com os legumes cozidos ao feijão, adicione o sal, misture e deixe ferver. Finalize com salsa picada.

Dominique - Sopa com omelete

Sopa com omelete

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de azeite de oliva
100 gramas de bacon picado
1 cebola pequena
2 tomate sem pele e sem sementes cortado em cubos
1 cenoura cortada em cubos
300 gramas de mandioquinha cortada em cubos
2 talos de salsão (ou aipo) cortados em pedaços
750 caldo de legumes
3 ovo
2 colheres (sopa) de leite
1 colher (chá) de margarina
150 gramas de macarrão para sopa cozido
1 colher (sopa) de salsa (ou salsinha) picada
sal a gosto
pimenta-do-reino a gosto

Modo de fazer:

Em uma panela aqueça o azeite e doure o bacon. Retire o bacon e reserve.

Na mesma panela refogue a cebola e o tomate. Junte a cenoura, a mandioquinha, o salsão e aos poucos acrescente o caldo de legumes fervente e cozinhe até os legumes ficarem bem macios.

Bata os ovos com o leite, o sal e a pimenta. Em uma frigideira grande e antiaderente aqueça margarina e faça a omelete fina. Deixe dourar dos dois lados e corte em pedaços.

Sirva a sopa bem quente com o macarrão e os pedaços da omelete.

Salpique a salsa e o bacon reservado.

Dominique - Caldo de Milho

Caldo de milho

Ingredientes:

5 espigas de milho
1 unidade de gengibre com 7 cm aproximadamente
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 colher (sopa) de cebola ralada
2 xícaras (chá) de leite quente
sal a gosto
noz moscada a gosto 

Modo de preparo:

Descasque e rale o gengibre, depois reserve. Cozinhe o milho em água com sal até que fique macio.

Com uma faca, corte o milho das espigas e bata no liquidificador com 1/2 xícara (chá) da água do cozimento.

Aqueça o azeite e refogue a cebola até ficar transparente e junte o gengibre.

Adicione o milho, mexa e acrescente o leite. Cozinhe até engrossar.

Tempere com o sal e a noz moscada e sirva imediatamente.

Dominique - Sopa de tomate com maça e curry

Sopa de tomate, maçã e curry

Ingredientes:

1 kg de tomate maduro
1/2 colher (chá) de curry (ou caril)
2 unidades de maçã grandes
200 ml de creme de leite light ou iogurte desnatado
5 pitadas de sal

Modo de fazer:

Em uma panela, coloque o caldo de legumes, o tomate e o curry deixando cozinhar.

Retire da panela, bata no liquidificador e passe por uma peneira. Retorne para a panela, acrescente o creme de leite light e o sal.

Sirva em tigelinhas decorando com um cubo de maçã espetada em palito longo. Fica um charme!

Dominique - Sopa de Carne

Sopa de carne

Ingredientes:

500 gramas de músculo
5 tomates sem pele
4 colheres de manteiga
Azeite
Pimenta
Sal
Cebola
Queijo ralado

Modo de fazer:

Faça um refogado com os tomates e a carne no azeite. Acrescente 2 litros de água, sal, pimenta e deixe ferver até a carne ficar macia. Acrescente a manteiga e mexa bem. Sirva quente e rale o queijo na hora (dá muito mais sabor).

Você conhece alguma receita de sopa perfeita para o inverno? Coloca nos comentários!

Leia Mais:

Não quer assistir aos jogos da copa? Tem um monte de opções legais!
O dia que ela viu a lua sem entrar na Apolo 11 – Um conto bem picante

1 Comentário
  1. Fiz a sopa de mandioquinha com carne seca e ficou deliciosa! Vou testar as outras também! Obrigada!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Que cores combinam com cabelos brancos?

Encontrar as roupas e as cores que combinam com a gente, o nosso corpo e o estilo de vida é um desafio e tanto. De certa forma, é o que nos define esteticamente. Nós, Dominiques, demoramos um tempo para identificar. Acima de tudo, hoje em dia, já sabemos o que nos cai bem e nos deixa confortável. 

Talvez você tenha tido ajuda de um personal stylist. Muitas vezes se aventurou pelas lojas. Frequentemente errou compras. Sempre folheou revista de moda. Tudo isso para chegar a um resultado que agora te agrada. Tudo certo. 

Mas…. agora você passou dos 50 anos e adotou os cabelos brancos. Um novo estilo… Com o envelhecimento, o tom da nossa pele muda bastante sem aquele rosado característico da juventude. Os cabelos brancos também são diferente. E agora? As cores que você determinou para o seu estilo continuam funcionando com um novo tom de cabelo e pele? 

Renovação Technicolor

É, Dominique, talvez uma pequena atualização seja necessária. Mas nada de seguir regras muito rígidas. Longe disso, até porque o gradiente de cores é quase infinito. Ainda assim, tenho a certeza que vários tons vão combinar e você já tem peças no seu guarda-roupas pra compor o novo estilo. Portanto, a dica aqui é rever a sua paleta de cores para selecionar aquelas que nos deixam mais bonita com os novos cabelos brancos.

Recentemente, descobri o termo Coloração Pessoal, que é a análise das cores naturais do nosso tom de pele, olhos e cabelos. Quando usamos as cores certas, a combinação pode certamente iluminar o rosto e até suavizar os traços. Por outro lado, as cores erradas podem nos deixar mais abatidas e até mais velhas! Você conhecia? 

As cores das 4 estações

Uma dos métodos mais conhecidos para achar sua cor pessoa foi desenvolvido pela psicóloga Carole Jackson, nos anos 80, autora do livro “Colour Me Beautiful“. Ela desenvolveu a técnica das 4 estações, que determina qual é a paleta ideal para grupos de pessoas. 

É um pouco mais complexo do que isso, tá, mas resumindo as quatro estações da natureza são usadas para organizar e combinar diversas cores. Ao identificar a sua estação, você encontrará a paleta que combina melhor com a sua coloração natural. A descrição de cada uma delas é: 

  • verão: puro, claro e suave
  • inverno: puro, intenso e profundo
  • primavera: pura, clara e intensa
  • outono: puro, suave e profundo

Acho que essa imagem pode ajudar a visualizar o método:

O ideal é que a análise da sua colorimetria seja feita por um profissional, um especialista em moda. Ele fará a análise considerando rosto, olhos, sobrancelha e até mãos e pés. Além do tom, também é feita uma avaliação do subtom, ou seja, o que define a nossa pele como fria, neutra ou quente. 

Para te inspirar, resolvi fazer uma busca de looks em Dominiques com os cabelos brancos. Se você já adotou o branco, verá como a combinação correta das cores tem o poder de te deixar radiante. E para as mulheres que ainda estão com dúvidas, a seleção pode ajudar a visualizar que é possível valorizar seus pontos positivos, sem parecer mais velha. 

Seleção de looks

Escolhi uma paleta bem colorida para as roupas. Mas tenho de revelar que eu não sou adepta ao visual colorido. Tempos atrás, arrumando meu armário, me dei conta surpreendentemente de que tinha muitas peças preto, branco e azul! A partir daí eu comecei a variar as cores. Estou adorando!

Azul
Amarelo
Bege
Laranja
Rosa
Verde
Vermelho
P&B

Mas vale a pena mostrar também que podemos ficar incríveis usando apenas preto e branco!

Qual cor combina com qual cor?

Também achei no site The Whoot essa diagrama para combinar cores complementares. Achei bem útil!!!

Mais posts sobre moda

Ponchos – olha só que coisa legal

Roupas legais para fazer home office

Avatar
Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 55 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

2 Comentários
  1. Amei!!!
    Adoro esse assunto.
    Gostaria de obter mais informações (uso das cores para iluminar o rosto)

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Machado de Assis – Ironias à parte

Estou lendo um livro de contos de Machado de Assis. É um daqueles livros que eu tento economizar para não acabar. Seu texto impressiona por vários motivos, mas principalmente porque é de uma atualidade contundente.

Existe em seus contos, sem exceção, uma dramaticidade irônica ou por vezes uma ironia dramática. Sim, sim, são coisas diferentes, entretanto, sutilezas e entrelinhas tornam os desfechos magníficos, sem falar das expressões bordadas que fazem pensar até o mais distraído dos leitores. Quer ver um exemplo?

“A vida é uma enorme loteria; os prêmios são poucos, os malogrados inúmeros, e com os suspiros de uma geração é que se amassam as esperanças de outra.”

Do conto, Teoria do Medalhão, um de meus preferidos até agora.

Injusto dizer isso, uma vez que amei A Cartomante, A Chinela Turca, Mariana, Cantiga de Esponsais e olha que estou no começo do livro.

A ironia contida em Teoria do Medalhão é sublime, coisa digna de mestre. Fiquei pensando para quem e por que Machado de Assis escreveu aquela cutucada. Seja quem for, deve ter atingido o fígado.

Trata-se de um pai a aconselhar seu filho, que completa 21 anos, profissionalmente. Segundo o discurso paterno, para se tornar um medalhão (pessoa de destaque), o filho deveria renunciar à possibilidade de ter ideias próprias evitando qualquer atividade que propiciasse o movimento independente do intelecto. Sempre usar frases feitas do mesmo modo que pensamentos já consolidados. Nunca, em tempo algum, causar estranheza em suas falas para que jamais fosse destacado pelo diferente.

“Longe de inventar um ‘Tratado científico da criação dos carneiros’, compra um carneiro e dá-o aos amigos sob a forma de um jantar, cuja notícia não pode ser indiferente aos seus concidadãos.”

Machado de Assis, provavelmente, fala aqui de políticos ou até mesmo de figuras da sociedade, que aquiescem mudas, sem nunca se posicionarem inclusive diante do inescrupuloso. Aponta, com sua ironia impar, a mediocridade reinante no século XIX. Que bom que estamos no século XXI, né?

Ainda na mesma década, do mesmo século, apenas 3 anos depois, o autor escreve A Cartomante, um conto de humor cáustico, com final imprevisível com um narrador sutilmente manipulador.

A história começa com Rita contando a seu amado, Camilo, que esteve em uma Cartomante. A primeira coisa adivinhada, era que existia um bem-querer, mas que havia também por parte dela o medo de ser esquecida. Garantiu-lhe a vidente que isso não aconteceria.

Camilo, apaixonado, riu muito da ingenuidade de sua amada, mostrando-se totalmente cético em relação a esse tipo de recurso.

Rita é casada, porém, não com Camilo, mas com Villela, portanto, é um caso de adultério e para piorar, os homens são amigos próximos o que só deixa a trama mais dramática.

Um dia, Camilo recebe bilhete do amigo/marido para que fosse a seu encontro com urgência. Camilo sabia. Camilo tinha certeza de que uma tragédia se avizinhava, contudo, no caminho, ao passar pela casa da tal cartomante, resolveu parar e contrariando sua razão e por puro desespero foi consultar-se.

A mulher fez seu trabalho com esmero, e falou o que o cliente queria ouvir, restaurando-lhe a desejada segurança de que tudo estava bem.

Mas não estava. Seus instintos primários estavam certos. A Cartomante era uma grande picareta e seu affair havia sido descoberto.

Morreu ele, morreu Rita.

Isso a vidente não previu. Sabe por quê? Porque ela só consegue ver o que contamos para ela.

Isso valeu para os séculos XIX, XX e continua valendo em XXI, cada vez mais.

Você chegou a ler um texto sobre esse assunto que escrevi há muito tempo?

Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

1 Comentário

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.