Tag: menopausa

Menopausa is a bitch. E mais cedo ou mais tarde ela virá

Menopausa is a bitch.

Só quem ja passou por ela ou está passando entende. fiz um video blaster bem humorado contando todos os meus dissabores e calores deste momento.

Se você procurar aqui no site, vai ver que ja escrevi um monte sobre esse tema.

Mas sempre com muito bom humor e dicas para lidarmos com esta fase da vida de maneira leve, muito leve, porque de peso já chega o que ganhamos.

 

Esta semana falaremos um bocado dela… Bem e mal! Veja aqui
https://www.youtube.com/watch?v=kFCMtUPdk7Q
Ficha técnica do vídeo – Menopausa is a bitch.

Dominique de hoje : Regina Bittar
Direção : Cris Mariz
Roteiro : Eliane Cury Nahas
Produção executiva : Rita Urcioli E Claudio Odri
Figurino : Tigresse

Esta semana falaremos um bocado dela… Bem e mal! Veja aqui

Fogachos….Affff

 

 

Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 52 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

7 Comentários
  1. A dominique acho qie estou entrando nesta faze! E posso falar? Não estou gostando nadinha… Muito choro calores horrivei a noite… O que faço? Obrigado por me ouvir

    1. REjane, passa…Eh ruim pra caramba..Mas passa. Procure seu/sua gineco, pq tem um monte de maneiras de aliviar os sintomas. Mas vai logo..Por que sofrer???

  2. A gente briga com todo e como a memória está ruim também, esquece… kkkk Essa foi ótima. (E o pior é que é verdade!)

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

12 dicas para lidar com os calores da maspassa, a maledeta da menopausa

Dominique - menopausa
Antes dos calores eu nunca tinha pensado ou nunca tentaria fazer algumas destas coisas. Mas o climatério e a menopausa estão aí para mudar mais algumas coisas. Fiz uma listinha pra te ajudar, sem passar pelo sufoco que eu já vivi.

# 1
Nunca pergunte para a pessoa ao lado se ela está com calor. Ela não estará.

# 2
Farmácias ou lojas com ar-condicionado ajudam! No desespero, entre em uma loja e finja que está comprando algo. Fique até o calor passar.

# 3
Está em casa? Abra o freezer e coloque a cabeça dentro! Ajuda bastante.

# 4
Sabe aquelas compressas de gelo pra tratar torção de pé. Tenha uma… não… várias… pra colocar na cabeça, pescoço, rosto, peito…

# 5
Invente um nome… você pode precisar alertar alguém para não cair em enrascada (leia este post aqui)

# 6
Se estiver decidindo um lugar para tirar férias, se for em dezembro, no Canadá, em julho, na Patagônia. Ah, pense até em começar a esquiar.

# 7
Fique de olho nas liquidações de jogo de cama 100% algoodão. Você vai precisar de um por dia. Melhor, né!

# 8
Nunca e quando eu digo nunca, é nunca mais mesmo, saia com uma roupa que você não possa tirar. Nunca saia com um blazer sem nada em baixo. Nunca saia com um casaco para disfarçar a blusinha justa que marca os pneus.

# 9
Gola rolê, olímpica ou o nome que invetarem para isso agora, é só para europeias. Querida, você consegue imaginar aquela coisa esquentando o pescoço?

# 10
E lã? Acho que nunca mais na vida comprarei uma peça de lã. Só de pensar em uma malha em contato com a minha pele já começo a me coçar.

# 11
Existem prioridades de gastos em uma família. Todos sabemos disso. Talvez seja tarde para eu te falar isso. Mas se você tiver uns 40 anos coloque na lista, nem que seja em 10° lugar, o tal do AR-CONDICIONADO. No seu quarto. Só, no seu quarto!

# 12
Ok… Não rolou o ar-condicionado. Sabe aquele borrifador de água? Então. Antes de dormir, borrife água no lençol e no travesseiro. Mas apenas borrife, não ensope a cama e nem o lado do parceiro, né, santa? Só o seu.

Ninguém merece sofrer com os calores da menopausa não é amiga? Se tiver outra dica conta para gente!

Leia Mais:

Histórias da Praia 1 – Amigas na reunião de condomínio
Sobrevivi aos anos 80 e 90…com cabelos crespos

Eliane Cury Nahas
Eliane Cury Nahas

Economista, trabalha com tecnologia digital desde 2001. Descobriu o gosto pela escrita quando se viu Dominique. Na verdade Dominique obrigou Eliane a escrever. Hoje ela não sabe se a economista conseguirá ter minutos de sossego sem a contadora de histórias a atormentá-la.

2 Comentários
  1. Olá, Domininique!
    Já passei por isso e sei que é assim mesmo. A gente fica parecendo um saquinho de chá que alguém coloca e tira da água fervente na xícara.
    E não é só isso, a gente engorda, dorme mal, fica tudo ressecado (olhos, pele, vagina, etc.)
    Mas passa. E quando passa a gente emagrece, dorme o melhor dos sonos e com a alimentação certa e exercícios (de Pompoar, inclusive, tudo volta – ou fica ainda melhor!)
    Parabéns pela matéria! Amei o site. Vou recomendar para as loucas amigas, rs

    1. Amália,

      Você também tem amigas loucas???? KKKK, tenho várias. E que bom saber que a Meno….MASPASSA passa mesmo, é um bálsamo saber isso! E vamos à luta, lindas!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Dominiques, abaixo a infelicidade e que venha a Maspassa…a temida menopausa

Dominique - Menopausa
A maturidade traz um monte de coisa boa, concorda? Ganhamos mais tranquilidade, paz de espírito, aprendemos a apertar o botão F sem traumas, sem falar na segurança que adquirimos. Infelizmente junto desta etapa chegam outras coisas não tão legais, como a Maspassa (nós, Dominques, acreditamos que este nome é melhor que Menopausa) que vem acompanhada de um turbilhão de sintomas, calores infernais, depressão, aumento de peso, falta de libido, insônia.

Há muita informação na internet, mas o que acontece realmente? O que é mito e o que é verdade? A verdade é que todas as Dominiques vão passar por isso, mas nem todas vão sofrer.

Tem gente que sente mais, tem gente que sente menos. Há mulheres que sofrem à beça com os sintomas, outras, no entanto, passam tranquilamente por esta fase.

Muitas de nós carregamos o estigma de que com a Maspassa vem o envelhecimento, uma sensação de perda, que o tempo bom acabou e que agora é uma contagem regressiva ladeira abaixo.

Trazemos em nossas memórias o que nossas mães, avós, tias passaram neste período, mas tudo mudou muito de lá pra cá. Não só em termos dos avanços da medicina, como nós somos diferentes. Somos mais ativas, teremos uma longevidade maior.

E quem compartilha desta visão é a ginecologista Dra. Solange Sasaki que me deu a oportunidade de um bate papo esclarecedor e animador, acima de tudo.

Dominique - Menopausa

Para a Dra. Solange a Maspassa é um período evolutivo da mulher. Isso mesmo, preste atençao na expressão que ela usa, EVOLUTIVO.

Primeiro de tudo é preciso definir corretamente quando começa a menopausa. É é a última menstruação depois de um ano sem menstruar. Se você menstrua irregularmente, mas não teve um ano de pausa, você não está na menopausa.

Para definir a menopausa é preciso um diagnóstico retrógrado. Desenhando para loiras. Se você menstruou dia 16 de abril de 2018, 12 meses depois, ou seja, em 16 de abril de 2019, se você não teve NENHUMA menstruaçao neste período, pode considerar que está na menopausa.

Se nestes doze meses, você menstruar apenas 2 vezes, não é considerado menopausa, mas perimenopausa, que começa com 35 anos e vai até o início da menopausa. E neste longo período pode haver irregularidade menstrual, aquelas mulheres que menstruam duas ou três vezes num único mês ou aquelas que menstruam a cada dois ou três meses.

O climatério acontece depois da menopausa, depois da última menstruação e é uma fase muito mais mistificada do que qualquer outra coisa. Trata-se de um processo de envelhecimento gradual da mulher que deveria ser encarado como uma coisa normal.

Por que algumas mulheres tem mais sintomas? Depois da menopausa há um período de aproximadamente 10 anos com uma certa produçao de hormônio. Algumas produzem mais e outras menos. De qualquer forma, não é uma produção suficiente para menstruar. Algumas tem dores na mama, outras sofrem menos com os calores, outras dormem menos, outras não tem a textura da pele prejudicada. Isso é em função do que cada mulher está produzindo de hormônio.

Depois desses 10 anos, há uma perda mais significativa, e todas nós, Dominiques, ganhamos mais sintomas.

Todo mundo fala um monte de coisa, mas não existe uma regra generalizada. Cada mulher precisa ser acompanhada pelo seu ginecologista, porque diagnóstico e o tratamento são únicos.

Não é todo mundo que se dá bem com reposição hormonal, assim como não são todas as mulheres que vão se beneficiar da tintura de amora ou isoflavona ou cimicifuga. Depende do que cada uma precisa.

Tem mulheres que precisam tomar hormônio feminino e outras que precisamos intensificar o hormônio masculino. Há casos em que se mesclam ambos os hormônios.

Há pacientes que passam superbem com os fitoterápicos – amora, isoflavona, cimicifuga, trifolium. Depende do metabolismo de cada uma.

Curiosamente, as mulheres que tem menos sintomas são aquelas que trabalham muito, são superocupadas, não estão vivendo intensamente a Síndrome do Ninho Vazio e que tenham um parceiro ou uma parceira. Resumo da ópera: São aquelas que estão mais equilibradas profissionalmente e pessoalmente.

O número de mulheres com mais sintomas é muito maior no grupo que não tem muita atividade, que tem mais tempo, que estão sozinhas.

Os calores, um pouco de insônia ou até o ressecamento vaginal são fatores fisiológicos, não podem ser encarados como uma desgraça! Fora que com a reposição hormonal estes sintomas são controlados.

Na verdade, a preocupação com estes sintomas mais superficiais ganham mais alarde do que aqueles que deveríamos colocar muito mais atenção.

Por exemplo, as mulheres nesta fase engordam? E como! Tem que comer muito, mas muito menos. Tem que beber muito menos. Tem que optar por uma alimentação saudável, se você ainda não tem, chegou a hora de mudar radicalmente seus hábitos alimentares. Devemos tomar um supercuidado com alimentos com altas de taxas de gordura, sódio (que virou o inimigo mor da saúde) e açúcar (que sempre foi o inimigo mor da saúde).

No quesito alimentação tem tanta informação disponível hoje que não dá para alegar ignorância. Cada mulher tem seu metabolismo. Não é uma regra que funciona para todas. Por exemplo, se você introduz pão e leite na dieta de oriental, ele vai ter problemas. Se você tirar grãos ou azeite da dieta de um italino, ele pira. A raça de cada uma deve ser levada em consideração. Faça um investimento e consulte um nutricionista.

Esqueça a época de enfiar o pé na jaca! Essa fase sim acabou para nós, Dominiques!

Atividade física não é para ficar magra! É para manter a estrutura óssea e muscular firmes para combater a osteoporose que na verdade deveria ser tratada desde a infância. As fraturas nesta fase são sofrimento na certa, altamente patológicas, cirurgícas, graves e caras.

Nesta fase também podem aparecer as alterações metabólicas como diabetes, hipertensão, colesterol e triglicérides. A baixa do estrogênio faz a gente funcionar como um homem. O que significa isso? Se tinhamos 6 vezes menos chance de um infarto, agora estamos pau a pau com eles. Agora não tem mais desculpa para o sedentarismo. É hora de tirar o tênis do armário e começar a usar. Meia a hora por dia de caminhada, duas vezes por semana de musculação leve, Pilates. Nada muito hard!

Outra dica da Dra. Solange, é muito, mas muito pouco sol. Sabe aquelas horinhas a mais na piscina ou na praia, que não causavam estrago? Agora causam. O envelhecimento da pele bate à nossa porta. Então, a palavra de ordem é moderação sob sol.

E a ocupação é fundamental, mas algo que dê prazer. Aquelas pacientes que fazem o que gostam, não significa as que ganham bem, mas aquelas que tem prazer no que fazem, que estão acompanhadas por um parceiro ou uma parceira legal de verdade, não só para ilustrar na foto, passam bem por este período. Claro que pode estar sozinha, por opção. Quando se está sozinha por opção, normalmente, a mulher está bem.

O grande canal é ter uma cabeça boa para encarar esta fase como uma transição normal para qualquer mulher. Se você não estiver bem com você, com o que você faz, com quem você divide sua vida, esta etapa pode ser sofrida.

Agora, se você estiver bem e só depende de você, e eu sei que você tira de letra!

A ginecologista enfatiza que a infelicidade nesta fase é muito perigosa. Existem estudos que revelam que a tristeza está a associada a doenças potencialmente graves.

A recomendação da Dra. Sandra é alimentação saudável, ocupação que dê prazer, atividade física, moderação sob o sol e exames periódicos para prevenção.

Nada de ter medo da menopausa, ou como eu gosto de chamar, maspassa!

Leia mais:

Os 50 trazem de tudo, mas nada como a sensatez e a ousadia!
Meu corpo mudou, depois dos 50 meu corpo nunca mais foi o mesmo

Marot Gandolfi
Marot Gandolfi

JORNALISTA, EMPRESÁRIA, AMANTE DE GENTE DIVERTIDA E DE CACHORROS COM LEVE QUEDA PARA OS VIRALATAS.

10 Comentários
  1. Sou eu de novo . Consultei minha ginecologista sobre uma tristeza diferente e ela me indicou Angeliq , comecei a tomar e estou me sentindo muito melhor !
    Segue a Dica !!!!!

  2. Vou fazer cinqüenta e não mestruo a 3 anos, tenho alguns problemas que grana resolveria!! De resto nunca estive tão bem comigo!! O tal botão do F hoje está realmente apertado, tento ser agradável,mas o que as pessoas pensam de mim é um problema delas!!

      1. O que mais me incomodou ou às vezes ainda me visita é a oscilação de humor!!! As vezes fico nervosa do nada ou bate uma tristeza!! Respiro fundo e bola para frente!!!!

        1. Claudia, nervoso e tristeza fazem parte da vida e nós, como boas Dominiques, aprendemos a lida com isso, concorda? Bola pra frente que atrás vem gente!

  3. Socorro Crispim
    Estou com 55 anos ainda menstruando,mas já com alguns sintomas da menopausa como um pouco de insônia e tb calores
    No início me senti muito mal ,tontura mal estar,vontade de vomitar
    Fui pesquisando e buscando formas de amenizar,caminho todos os dias da semana,faço yoga 3 vezes por semana
    Os calores estão amenizados , dormindo melhor.Confesso que no início da um certo receio mas com o tempo encontramos o equilíbrio .

  4. Estou passando bem , não engordei ( estou atenta a uma alimentação saudável e faço ginástica 3x semana )
    mas lendo o texto me identifiquei com uma tristeza diferente . Acho q preciso ficar de olho nisso !!

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Meu corpo mudou, depois dos 50 meu corpo nunca mais foi o mesmo

Dominique - Corpo
O meu corpo mudou.
Ah!…. como mudou.
E tem roupa que eu usava que não devo mais usar.
Camisetinha justinha e curtinha. Tá louca?
E o que é que eu faço com aquelas gordurinhas que apareceram nas costas?
Never more baby.
Tá legal, tá legal.
Você não tem esse problema.
Que bom.
Mas, querida, deve ter outro.
Certeza!
Se você tem 50 anos ou por aí, seu corpo também passou por algumas mudanças.

Aí eu te digo.
Virei mágica.
Descobri um monte de truques pra disfarçar e/ou melhorar o visu.
Sério…
Virei PHD em disfarces de pequenas protuberâncias indesejadas e formas desconhecidas.
E, de mais a mais, nunca fui perfeccionista.
Sempre olhei o todo.
Dou uma olhada no espelho e se o visual geral me agradar, beleza!

Meus truques:

Nunca coloco óculos na hora da finalização do look.
Mais fácil achar que está tudo ótimo.
E, aí, saio com aquela segurança de menina.

E tem aqueles dias que acordo parecendo um baiacu, com o rostinho mais redondo que uma laranja bahia, quase uma grapefruit.
Nestes dias, tudo que eu quero, é não sair de casa.
Mas, infelizmente, a semana não tem 7 domingos.
E aí?
Aí eu lavo o cabelo.
Sim, cabelo solto, bem escovado, já dá uma melhorada.
Uso preto.
Roupa preta da cabeça aos pés vai fazer eu me sentir menor.
Neste dia não ouso colocar roupa colorida!
Estampada, então, nem pensar!
Ficaria me sentindo um balão, daqueles com cestinhas de vime, sabe?
Aqueles coloridos que ficam lindos voando nos céus.
Ficam lindos, porque ficam longe.
Bem longe.
Entendeu?

Bom… eu poderia ficar falando até amanhã sobre isto.
Mas sabe do que mais?
A grande vantagem de ter feito 50 anos é que muito pouca coisa me incomoda hoje.
Inclusive no meu corpo.
Brinco, porque só o humor salva.
Falo dos truques, das pernocas e das gordurinhas, mas de verdade?
Nunca me senti mais gostosa.
Porque o que vale é o que o corpo não mostra.

Como você se sente em relação com o seu corpo?

Leia Mais:

Estilistas, atenção – Dominiques também consomem!
Ela se casou por causa de um speed dating!

Dominique

Nasceu em 1964. Ela tem 52 anos, mas em alguns posts terá 50, 56, 48, 45. Sabe porque? Por que Dominique representa toda uma geração de mulheres. Ela existe para dar vida e voz às experiências, alegrias, dores, e desejos de quem até pouco tempo atrás era invisível. Mas NÓS estamos aqui e temos muito o que compartilhar. Acompanhe!

14 Comentários
  1. Tenho 58, me descobri um baiacu no final do ano passado, mas eu já estava(um baiacu) há mais tempo,entende? No início do ano decidi procurar uma nutricionista, um personal e simbora….comer direito, se exercitar….hoje com 11 kg a menos e massa magra predominando….estou feliz com o que vejo no espelho… vamos lá meninas???

  2. Tenho 50 anos e gosto mto do meu corpo.
    Agora gosto pq não ligo mais para a opinião dos outros.
    E sim pata a imagem que vejo no espelho e falo pra mim mesma tô gostosa kkk.
    Bjos a todas Dominique.

  3. Hoje, com quase 60, me olho no espelho e com 10kg acima de peso eu descubro que o que ficou mais bonito mesmo foi o meu amor próprio, bem mais na medida do que aos 30, 40, 50,…
    Amei seu texto.

  4. Ah meus 50 anos! Eu estava tão plena tão feliz com a minha forma física. Aí veio a menopausa aos 54, e meu mundo virou de ponta cabeça. Uma depressão desgraçada, um sobrepeso de respeito que nunca mais consegui eliminar. Não, hoje eu não gosto do meu corpo. Estou com 65 anos.

    1. Marcia querida. Menopausa is a bitch!!!! Eita..Só não sabe quem não passou. Acredite, vc nao esta sozinha. Mas o negocio, eh aprendermos a valorizar o que temos de mais bonito. `Que seja o sorriso!! Aliás, tem mais gostoso do que um belo sorriso? Ahh tem sim. Uma mulher bem humorada nao ha quem resista!!!

  5. Kkkkk Baiacu foi bom demais, 50 não é nada, duro é estar as vésperas dos 60 e começar a ver tudo enrugando, assim do nada um dia vc acorda e assim que vc se olha no espelho a sua vontade é de se enfiar debaixo das cobertas e não sair mais de lá…
    Enfim depois eu penso, to enrugada mas to viva ne!

    1. Affff Rosita..Vc ta muito viva. E debaixo das cobertas nao tem nada alem de escuridao. Bóraaaaaa viver e fazer o que ganhamos de melhor com nossa idade. A liberdade!!! beijocas querida!!

    1. Eu tendo a concordar co m ela Josane. Na verdade, adoro usar cor perto do rosto. Acho que dá uma levantada. Tipo assim, um tubinho preto que dá uma afinada e um lenço ou uma biju turquesa!!

  6. Eu tenho 60 anos, mas estou adorando, a melhor idade porque só agora estou me conhendo, me cuidando e me amando, faço faculdade, danço balé e aos domingos vou baile e danço a tarde toda.

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Escolhas do passado interferem no seu presente. Dá tempo de escolher melhor

Você já pensou nas escolhas que fez até agora?

A maturidade financeira nem sempre acompanha a maturidade cronológica. Mulheres, com mais de cinquenta anos, se percebem com recursos financeiros restritos, instabilidade e problemas em administrar suas finanças nessa fase da vida. Muitas Dominiques podem ter criado a expectativa de que na idade em que estão já estariam financeiramente estáveis, resolvidas e equilibradas.

E isso nem sempre acontece, em função de vários fatores e mudanças. Há mulheres que decidem ter uma nova atividade de trabalho que pode demandar tempo para gerar renda e estabilizar.  Há mulheres que se divorciam e tem o padrão de vida alterado. Outras que precisam encerrar o seu negócio próprio pelo pouco rendimento que os mesmos tem gerado, entre outras situações.

É preciso considerar a realidade atual, as dificuldades e instabilidades socioeconômicas do nosso país, diante de tantas mudanças que estamos atravessando. Muitas pessoas que tem o próprio negócio podem ser prejudicadas em dias de jogos da Copa do Mundo, por exemplo. Ou em dias de greve, nos quais os seus funcionários não comparecem. Enfim, há influências externas importantes que geram insegurança.  Mas não podem ser a única justificativa para os problemas financeiros. Há componentes internos que devem ser analisados também. As dificuldades em pagar contas e administrar o dinheiro podem causar ansiedade, depressão e sentimentos negativos já que tais dificuldades podem ser interpretadas como fracasso e incapacidade.

O dinheiro em si é um instrumento de troca e interação e cada um lhe atribuirá um significado de acordo com seus próprios valores. Esse significado está ligado à história de vida, à forma como nossos pais usavam e nos ensinaram a usar o dinheiro, ao significado que o dinheiro adquiriu para o indivíduo, às dificuldades e aos momentos de fartura de outras épocas. Muitas crenças são inconscientes e influenciam nosso modo de viver. Considerar o dinheiro um problema ou carregar culpa por ter mais dinheiro do que as outras pessoas são noções distorcidas que podem sabotar o ganho financeiro e a administração desse ganho.

Torna-se imprescindível pensar sobre o panorama financeiro de nossas vidas e ampliar a compreensão de como lidamos com o dinheiro. Como são meus gastos? Como conduzo minha vida financeira? Quais são minhas prioridades? O que preciso mudar ou ajustar nessa área? É sempre proveitoso analisar situações que vivemos para que possamos promover mudanças. Os problemas afetivos podem levar a pessoa a buscar compensações no consumo excessivo. Na satisfação em ter algo que evite o contato com uma situação emocionalmente dolorosa. A crise financeira pode ser a consequência, e não a causa do problema.

Preciosos insights surgem quando nos propomos a enfrentar dificuldades e repensar atitudes. A situação financeira sofre a influência direta da nossa saúde emocional. Nossas emoções guiam nossas ações e também o uso do dinheiro, consequentemente. Criar um equilíbrio entre essas duas áreas da vida prepara a pessoa para enfrentar adversidades que podem surgir. Não podemos controlar os imprevistos da vida, mas podemos fazer exercícios constantes de análise e conscientização que aumentam nossa resiliência e nos fazem acreditar no nosso próprio potencial em superar problemas.

A vida não tem um script, uma regra incondicional. Sempre há tempo e motivo para um refazimento de projetos, desde que a pessoa se permita pensar novos caminhos e comportamentos. O ponto de partida é a consciência de si e a busca de um estilo de vida feliz, financeiramente equilibrado!

Leia Também:

5 motivos que atrapalham nossa estabilidade financeira

Os desafios da recolocação no mercado de trabalho para Dominiques

 

Alcione Aparecida Messa
Alcione Aparecida Messa

Psicóloga, Professora Universitária e Mediadora de Conflitos. Doutora em Ciências. Curiosa desde sempre, interessada na beleza e na dor do ser humano. E-mail: alcioneam@hotmail.com

Seja a primeira a comentar

Comentar

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.
CADASTRO FEITO COM SUCESSO - OBRIGADO E ATÉ LOGO!
QUER MAIS CONTEÚDO ASSIM?
Receba nossas atualizações por email e leia quando quiser.
  Nós não fazemos spam e você pode se descadastrar quando quiser.